Veja a análise do Planeta sobre Convergência – Superman, lançado pela Panini.

convergencia-superman-600x917

Sinopse:

Um Superman sem nenhum poder agora defende Gotham City… e sua esposa grávida! Sob outro domo, o Homem de Aço e a Poderosa lutam para evitar um ataque nuclear orquestrado por Lex Luthor e Stalin! E a grande pergunta é: o que Supergirl Matriz, Lady Quark e Besouro Bisonho têm em comum? Provavelmente nada, mas protagonizarão uma história incrível!

(Convergence: Action Comics 1-2; Convergence: Supergirl – Matrix 1-2; Convergence: Superman 1-2)

Análise:

Superman por Dan Jurgens.

Enquanto realizavam uma cobertura jornalística em Gotham, Clark, Lois e Jimmy ficam presos sob o domo. Durante um ano, Clark ajudava a cidade como uma espécie de vigilante mascarado, auxiliado por Lois, grávida, servindo como uma espécie de “Oráculo”. Coincidências à parte, Chega o momento em que o Superman, com seus poderes restaurados precisa enfrentar alguns dos heróis sobreviventes do Ponto de Ignição (Flashpoint) – Capitão Trovão, Lanterna Verde Abin Sur, Cyborg e Kal-El. De sua caverna, Batman Thomas Wayne observa e começa a se indagar sobre o que teria acontecido com o Flash Barry Allen depois dele ter voltado a seu universo original. Dan Jurgens mais uma vez desfila seu vasto conhecimento sobre o universo DC, mas a história em si em bem simples e serve mais para os fãs do Superman tradicional e para aqueles que querem rever os personagens da saga Ponto de Ignição. Leitura razoável.

Action Comics por Justin Gray.

Nessa história encontramos Poderosa da Terra-2 contra a Mulher-Maravilha de Entre a Foice e o Martelo. A primeira edição basicamente mostra as duas cidades – Metrópolis e Moscou – e a maneira como seus defensores lidam com a situação dentro do domo, e depois ele cai e as competições se iniciam. Além disso, Lex Luthor em sua versão comunista também tem uma participação importante na trama. Basicamente o escritor procurou equilibrar os dois lados da moeda em termos de desenvolvimento, mas o resultado continuou não me agradando, mesmo com essa releitura. Leitura razoável.

Supergirl Matriz por Keith Giffen.

Após a queda do domo, Lex Luthor pede para a Supergirl Matriz à procura de algo (ou alguém) que poderia transportá-los para fora do mundo de Telos. Porém, sua adversária Lady Quark aparece. Uma história bem no estilo cômico de Keith Giffen com várias piadas e momentos sem sentido algum. A versão apresentada aqui da Supergirl e de Lex Luthor é da época da história A Morte do Superman. Leitura descompromissada e divertida.

Por Roger

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here