Planeta Comenta DC no Multiverso: Convergência – Os Novos Titãs (Editora Panini)

Veja a análise do Planeta sobre Convergência – Os Novos Titãs, lançado pela Panini.

cv_novos_titas_capa-600x917

Sinopse:

A mais consagrada formação dos Novos Titãs bate de frente com a Patrulha do Destino do Universo Tangente! E na Gotham City pré-Ponto de Ignição, Estelar, Donna Troy e Arsenal precisam sobreviver ao ataque dos Extremistas.

(Convergence: The New Teen Titans 1-2; Convergence: The Titans 1-2)

Análise:

Novos Titãs por Marv Wolfman.

Após um ano, o domo cai e o Novos Titãs devem enfrentar a Patrulha do Destino do Universo Tangente. Basicamente, o plano dos integrantes da Patrulha é capturar o Cyborg e utilizar suas baterias para que possam voltar a seu mundo. E a história é só isso mesmo. Mas, o grande triunfo desse tie-in chama-se Marv Wolfman, simplesmente o criador dos Novos Titãs dos anos 80 ao lado do mestre George Pérez. Wolfman conhece com ninguém esses personagens clássicos – Asa Noturna, Estelar, Moça-Maravilha, Cyborg, Mutano, etc., suas personalidades e modo de pensar e agir, e usou desse vasto conhecimento nessa trama. Os desenhos é de Nicola Scott, que também desenhou durante um bom tempo uma fase um pouco mais recente dos Novos Titãs, mas seus traços não são os mesmos. Mesmo assim, principalmente para quem é fã da fase de ouro dos Novos Titãs de Wolfman/Pérez, é uma leitura obrigatória.

Titãs por Fabian Nicieza.

Antes do domo cair sobre Gotham, Arsenal tinha perdido seu braço e sua filha Lian. Durante um ano, Roy se preparou instalando câmeras de vigilância e armamentos por toda a cidade secretamente, ao mesmo tempo, tentando superar a morte da filha. Quando o domo cai, os Titãs – Arsenal, Donna Troy,. Estelar, Cyborg e Mutano – precisam enfrentar os Extremistas. Pesadelo, um dos Extremistas traz Lian de outra linha temporal viva e obriga Roy a trair seus companheiros, se quiser sua filha de volta. Roy se vê num dilema profundo, ao escolher entre a vida de seus amigos ou de sua filha, mesmo sendo de outra linha temporal. Fabian Nicieza trabalha o lado emocional do herói ao extremo. Infelizmente, a conclusão me decepcionou um pouco. Mesmo assim, uma boa leitura.

Por Roger

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here