Review | Bulldogma de Wagner William

Você está muito mais preocupado em chegar a algum lugar do que simplesmente estar lá

Esse é o meu trabalho. Enganar você. Os canalhas de plantão devem estar se perguntando, dá pra ganhar dinheiro fazendo isso? – Deisy Mantovani

O LBR traz hoje a você leitor um pouco sobre a obra BULLDOGMA do escritor potiguar WAGNER WILLIAM. A edição teve sua publicação em 2016 pela EDITORA VENETA.

Na edição Wagner descreve o cotidiano da ilustradora freelancer Deisy Mantovani e seu Buldogue Lino. Suas escolhas, e infortúnios que parecem se encaixarem na hora mais errada de sua vida e são retratados de forma linear e tensa. Movido a uma mescla de Sci-fi e drama rotineiro, Deisy tenta se alinhar com a própria vida, após ir morar em um apartamento onde seu anúncio constava relatos ter ocorrido ali abduções alienígenas. Ela se arrisca pelo bom preço e decide morar nesse novo bairro e mesmo com todo esse cenário, o mais importante para ela é colocar a vida para andar, e ter segurança que falta em sua vida profissional e amorosa. Coisas estranhas acontecem ao longo da história, porém nada muito fora da casinha, o tema Sci-Fi é usado apenas como metáforas para traduzir melhor os sentimentos de Deisy.


Wagner enche a edição com referências dos quadrinhos, filmes, músicas e pessoas relacionadas a esse universo de HQs, editoras, livros e concepções artísticas. Nota-se que a construção e desconstrução da personagem tem grande embasamento na cultura pop, e a cada quadro deve ser observada atentamente. Sua narrativa gráfica é ótima, cenas emblemáticas que apenas nos gestos e olhares passam mais do que a mensagem possível . Sua arte é leve e solta nas páginas, as cores são pintadas e colocadas de forma vivaz em um degradê de preto e branco.

Deisy Mantovani já teve participação em outro quadrinho do autor como, Lobisomem Sem Barba que ganhou o segundo lugar na categoria ilustração do Prêmio Jabuti 2015.


BULLDOGMA - WAGNER WILLIAMVamos as recomendações! Eu li e confesso que não peguei todas as referências, muita coisa me chamou atenção, mas tenho certeza que muita passou em branco. O quadrinho em si é algo mais cabeçudo exige uma bagagem pop, pra que você desfrute totalmente e consiga entender as indagações da personagem. A narrativa às vezes se atropela (mas esse é o propósito) hora um cenário, hora outro, tem que prestar bastante atenção para entender os dilemas imaginários de Deisy e suas ideias, um sentimento claro. Não recomendo a todos, somente aos que humildemente reconheçam ter uma bagagem boa pra ler esse tipo de obra (embora só entenderam essa falta após ter lido o quadrinho, vale a dica de ler 2 vezes para entender melhor).

Me decepcionou um pouco por ser pouco empolgante, ele cria um contexto místico contido e desconstrói aos poucos. Aquilo que aparentemente prometeu, já não existe mais. Acho que o autor não fez essa obra para o grande publico, mas foi em parte um desabafo de muito de seus próprios dilemas retratados na personagem. A mensagem principal acredito eu, seja para quem é desse mercado, ou pelo menos entenderá muito melhor a ideia central.

Lógico que essa segunda parte do texto é muito pessoal, há quem tenha entendido e aproveitado muito mais que eu, mas baseado em minhas experiências de leitura pode ser que não tenha me impactado o suficiente. Tem seus altos e baixos, mas mesmo assim ainda vale a pena ser lida e adicionada a sua lista. Se você não tem problemas com Spoillers Clique Aqui e leia um pouco mais sobre a entrevista do autor, explicando suas motivações e ideias, talvez te prepare melhor antes de iniciar a leitura. 

Gosta de histórias independentes temos outras indicações aqui no MN da EDITORA VENETA, como ENCRUZILHADA e CUMBE. Clique e descubra um pouco mais sobre!

Não saia desse Multiverso.

BULLDOGMA - WAGNER WILLIAM

REVER GERAL
Nota
6
Leitor compulsivo, bebedor de café e entusiasta quando se trata de leitura. Técnico em Marketing por formação e Locutor por paixão. A minha missão declarada é te tornar um leitor tão apaixonado quanto eu. A leitura é uma fonte inesgotável de conhecimento, todo livro é interessante, basta conhecer a si mesmo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here