Rebobinando – O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)

Yoooooooooo aventureiros espalhados pelo multiverso!

E chegou o momento de falarmos sobre a Terra-Média no Rebobinando sobre o primeiro filme da saga super premiada. O primeiro filme chamado de A Sociedade do Anel, The Fellowship of the Ring, onde nos é apresentado o chamado para a aventura épica para livrar o mundo do mal sem igual de Sauron, vindo de Mordor. Vamos conhecer mais:

O prólogo, narrado por Galadriel, mostra o Senhor da Escuridão, Sauron forjando o “Um Anel”, na Montanha da Perdição, com o objetivo de conquistar as terras da Terra-média. A Última Aliança entre Elfos e Homens é formada para conter as forças de Sauron, aos pés da Montanha da Perdição, mas Sauron mata Elendil, Rei dos Homens da Terra-média. O filho de Elendil, príncipe Isildur, apodera-se da espada partida do pai, Narsil, e consegue decepar a mão de Sauron, separando-o assim do “Um Anel”, e vencer desta maneira os exércitos do Inimigo. No entanto, por ter Sauron sua “força vital” conectada ao anel, não pode ser completamente vencido a menos que o anel seja também destruído. Mas só existe um local onde o “Um Anel” pode ser destruído: nas forjas da Montanha da Perdição, onde foi forjado. Isildur leva o anel até lá mas sucumbe à tentação de poder que o anel dá e recusa-se a destrui-lo. Mas tarde é morto por orcs e o “Um Anel” perde-se nas águas do Anduin. O anel é achado pela criatura Gollum, milhares de anos depois, que o leva para as profundezas da terra, onde permanece por cinco séculos, corrompendo a alma da criatura que o capturou e dando-lhe uma longevidade além do natural.

Como o Anel está ligado a Sauron, possui vontade própria e “deseja” ser achado. Dessa maneira, o Anel conscientemente abandona Gollum, em sua busca para reunir-se a Sauron. Assim, é encontrado por um hobbit, Bilbo Bolseiro, para desespero de Gollum. Bilbo retorna ao Condado, terra dos hobbits, com o Anel e a história pula sessenta anos para a frente. Este episódio da captura do anel por Bilbo é desenvolvido em outro filme também de Peter Jackson, O Hobbit: Uma Jornada Inesperada, lançado em 2012.

Em seu 111º aniversário, Bilbo deixa o Anel para seu sobrinho e herdeiro, Frodo Bolseiro, não sem muito pesar. O mago Gandalf, presente no aniversário, logo descobre ser este anel o “Um Anel” perdido por Isildur, agora considerado apenas uma lenda e desejado por Sauron. Para não correr riscos, Gandalf pede que Frodo abandone o Condado com o Anel e o manda para a cidade de Bri com seu melhor amigo Samwise “Sam” Gamgi, com planos de encontrá-lo lá, depois de passar por Isengard e pedir conselhos ao mestre de sua ordem, Saruman. Saruman revela a Gandalf que os Nazgûl, ou Espectros do Anel, deixaram Mordor com instruções de capturar o “Um” e matar quem o carregue; tendo abraçado a causa de Sauron, Saruman aprisiona Gandalf no topo da torre Orthanc, em Isengard. De sua prisão, Gandalf é forçado a acompanhar as ordens dadas por Saruman aos seus servos, os orcs, serem cumpridas: a construção de armas para a guerra e a criação de um exército de elite dos orcs, chamado Uruk-hai.

Enquanto viajam para Bri, Frodo e Sam encontram seus amigos hobbits, Meriadoc “Merry” Brandebuque e Peregrin “Pippin” Tûk. Depois de encontrarem um Espectro do Anel pelo caminho, os amigos conseguem escapar de sua perseguição e alcançar Bri, onde são salvos por um homem chamado Passolargo, que concorda em guiá-los até Valfenda, cidade habitada por elfos, já que Gandalf não chega para o encontro marcado. No curso da viagem, resolvem passar a noite no Topo do Vento, onde são atacados pelos Nazgûl. Passolargo consegue vencê-los mas Frodo é gravemente ferido por uma lâmina Morgul. Isso faz com que o grupo siga rápidamente para Valfenda na busca por socorro para Frodo. Com os Nazgûl em seu rastro, encontram a elfa Arwen que coloca Frodo em seu cavalo, Asfaloth, e galopa até Valfenda onde o hobbit é curado pelo pai de Arwen, Elrond.

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)

Ao acordar em Valfenda, Frodo encontra Gandalf, que lhe explica porque faltou ao encontro em Bri (Gandalf fugiu da torre Orthanc com a ajuda da Águia Gwaihir). Frodo encontra também Bilbo hospedado junto aos elfos, em meio à tarefa de escrever suas memórias. Nesse meio tempo, representantes dos diversos povos que habitam a Terra-média começam a se reunir em Valfenda. Elrond convoca então um Conselho para decidir o que deve ser feito com o Anel. Sabe-se que o “Um Anel” só pode ser destruído nas fornalhas da Montanha da Perdição, onde foi fundido. A Montanha da Perdição fica em Mordor, próxima à fortaleza de Sauron, Barad-dûr, o que torna a jornada incrivelmente perigosa. Frodo se propõe a levar o Anel até a Montanha da Perdição, quando vê a disputa que tal tarefa causa na assembleia. Fica decidido então que o hobbit será o encarregado da missão, mas que será assessorado na tarefa por um grupo formado por representantes dos povos que habitam a Terra-média: o mago Gandalf, os amigos hobbits de Frodo, Sam, Merry e Pippin, o humano Passolargo (que revela ser Aragorn, o herdeiro de direito do trono de Gondor), o elfo Legolas, o anão Gimli e Boromir, filho do regente de Gondor. Juntos formam a Sociedade do Anel.

E assim, eles passam por montanhas, subterrâneos perigosos, Balrog furioso e muitos outros desafios. Mas, o maior desafio é ter que lidar com a parcial perda de Gandalf e com os desejos sombrios que corrompem todos os homens quando estão perto do Anel do Poder. E essa intriga dos integrantes dentro de si mesmos é um ponto alto muito bem explorado por Peter Jackson se baseando na obra de JRR Tolkien. Certos personagens “passam no teste” mas já outros, ficam pelo caminho.

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001)

As obras de Tolkien são muito bem desenvolvidas e profundas, desenvolvendo toda esta intriga de carater, mas não se tinha certeza se nas telonas estas mesmas caratcteristicas seriam transportadas. E Peter Jackson o fez, com seu excelente trabalho de direção. A Terra-Media estava ganhando vida em Hollywood, ganhando quatro Oscars e cinco BAFTAs, incluindo melhor filme e melhor diretor na premiação BAFTA. A Edição Especial Estendida foi lançada em 2 de novembro de 2002, em DVD, e em 28 de junho de 2011, em Blu-ray. Em 2007, A Sociedade do Anel foi eleita o 50º melhor filme americano na lista do American Film Institute de 100 melhores filme estadunidenses.

Quais são suas lembranças sobre A Sociedade do Anel?