Planeta Comenta Marvel no Multiverso: Homem-Aranha – Aranhaverso 1 (Editora Panini)

Veja a Opinião do Planeta sobre Homem-Aranha: Aranhaverso 1, encadernado bimensal, capa couché, papel LWC, 156 páginas, R$17,50, que reúne as edições Superior Spider-Man #32-22 e Edge of Spider-Verse #1-5.

showimage

Sinopse:

Uma explosão catastrófica acaba com os Laboratórios Horizonte e a onda de choque arremessa o Homem-Aranha Superior para 2099! O inesperado acontece quando Otto Octavius tenta retornar à sua época e se depara com homens-aranhas mortos… Algo está errado e cabe a ele solucionar esta série de crimes num dos arcos mais esperados dos últimos tempos na nova revista Homem-Aranha: Aranhaverso!

Opinião:

O encadernado reúne as edições que fazem parte de uma espécie de prólogo para a saga principal e tem vários pontos positivos. As histórias de Superior Spider-Man #32 e 33 apresenta o Homem-Aranha Superior tentando retornar a sua época, mas acaba descobrindo uma verdadeira caça à todos os homens-aranhas do multiverso e o responsável, ou responsáveis. Já as histórias publicadas na minissérie Edge of Spier-Verse amplia o universo aracnídeo, com histórias solo de personagens como o Homem-Aranha Noir e Spider-Gwen. Naturalmente, suas histórias se convergem na saga, quando são recrutados ou ajudados pelos Aranhas sobreviventes.

É uma saga interessante pois as várias versões de Homens-Aranhas são exploradas, algumas mais outras menos. Além disso, o legado deixado por J.M. Straczynski em sua excelente passagem pelo Homem-Aranha está presente nessa saga como o grande adversário dos heróis, o que até faz sentido à medida que a trama se desenrola. Vale a pena a leitura como uma forma de ampliar o conhecimento do Aranhaverso, e ficar na expectativa de como sobreviver a essa caçada mortal.

Por Roger

COMPARTILHAR

Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.