Planeta Comenta Marvel no Multiverso: Heróis Mais Poderosos da Marvel #16 – A Mulher Invisível (Editora Salvat)

Li Heróis Mais Poderosos da Marvel #16 – A Mulher Invisível, escrito e desenhado por John Byrne, lançado pela Editora Salvat.

16

Visto que a Mulher-Invisível não tem um título próprio, a Salvat teve de escolher um arco de histórias do Quarteto Fantástico que focasse na heroína. E a escolha foi bem acertada, primeiro porque escolheram uma história de uma das melhores fases do grupo às mãos de John Byrne e segundo, porque Sue tem uma participação ativa e decisiva na trama. Esse arco reúne as edições #280-284 de Fantastic Four.

O Quarteto está sem o edifício Baxter que foi arrancado de seu lugar pelo Dr. Destino e precisam lidar com uma onda de ódio que parece afetar toda a população de Nova York, deixando a cidade em chamas. Os heróis descobrem que o Homem-Psíquico está por trás dos ataques e vão até o Microverso para enfrentá-lo e tentar libertar o lugar de sua tirania.

Sue Richards sofre um grande salto evolutivo em sua personalidade e em suas participações nas aventuras do grupo, mas para isso, ela precisa passar pelos piores horrores psicológicos infligidos pelo Homem-Psíquico. Num dos pontos altos da história, os medos interiores de Sue em falhar com sua equipe colocando em risco a vida de todos, ou seu complexo de inferioridade e insegurança decorrentes da diferença de idade entre ela e Reed são magistralmente retratados por Byrne, mostrando um Reed cada vez mais velho e uma Sue cada vez mais “criança” nos quadros que se seguem, e é uma prova de que ele realmente conhecer bem os personagens que tem em mãos. A história me surpreendeu mais do que eu estava esperando, principalmente por se tratar de um “pedaço” de uma longa trama que Byrne vinha criando desde que assumiu o título e não um arco fechado. Mesmo assim, a maneira como ele desenvolveu a personalidade de Sua é digno de leitura.

Por Roger

COMPARTILHAR

Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.