Perfil Animação | Quem lembra de Os Piratas das Águas Sombrias?

Muitas das séries animadas da Hanna-Barbera tinham mais ênfase numa narrativa humorada, mesmo com uma abordagem aventuresca, como foi em o Homem-Pássaro, Shazam, Os Impossíveis… Mas foi em Os Piratas das Águas Sombrias (The Pirates of Dark Water) que tivemos uma história em continuidade, onde os personagens seguiam uma temática mais séria, com um objetivo que, quando alcançado, traria uma conclusão satisfatória. Infelizmente, a série não durou para chegarmos a um final conclusivo.

O eclético produtor David Kirschner (1955), que produziu vão de filmes como O Brinquedo Assassino (1988) e Abracadabra (1990), a animações como As Aventuras de Bill & Ted e George, o Curioso.

Ambicioso, mas de curta duração, Os Piratas das Águas Sombrias de David Kirschner trazia uma mistura de ficção científica, fantasia e ação em uma série em animação que conquistou seu público. Desenvolvido para ser uma minissérie de cinco episódios, para a ABC em 1991, inicalmente intitulada Dark Water, e apresentavam um tom um pouco mais sombrio. Logo, ganhou o nome que conhecemos e uma temática mais familiar, como uma série semanal para a temporada 1991-92, e mais oito episódios. Outros oito foram feitos para 1992-93.

Os problemas na sequência

Enquanto trabalhava na terceira temporada, o estúdio de animação filipino Fil-Cartoons teve algumas dificuldades em animar os últimos quatro episódios. Isso causou problemas para a Hanna-Barbera, porque os episódios se atrasaram para cumprir as datas de exibição. Isso levou ao cancelamento da série no final de 1992. Os últimos episódios daquela temporada foram concluídos e foram ao ar seis meses depois, em 1993. Mas nesse tempo, a maior parte da equipe já estava na produção de SWAT Kats, o Esquadrão Radical (1993), e um dos produtores da terceira temporada já estava no meio da produção do Capitão Planeta. Devido ao fracasso no cumprimento das datas e aos valores de seguir com a sequência, houve até a troca de executivos do estúdio, a série foi finalizada sem um final.

Piratas chegou por aqui no inicio dos anos 1990 na TV Globo e no SBT e depois no Cartoon Network e no Boomerang.

A História em si

Personagens principais da animação (Tula, Ren, Ioz, Niddler), arte de PioPauloSantana

A história gira em torno de um grupo de aventureiros em busca de 13 tesouros; ao coletar todos, impedirão que seu mundo sucumbisse ao poder maligno das Águas Sombrias, um líquido viscoso e preto que consumia tudo o que tocava e estava a caminho de destruir o planeta. A equipe era liderada por Ren, um jovem faroleiro que descobre que é herdeiro de um reino, ousado e destemido; a garçonete Tula, que na verdade, era uma “ecoapaziguadora” (ecomancer), uma pessoa capaz de controlar os elementos da natureza; Ioz, um ganacioso pirata, caçador de tesouros, ex-membro da tripulação do rei dos piratas, Bloth; e Niddler, um macaco-pássaro, libertado da escravidão por Ren.

Uma página de um fichário do Guia Hanna-Barbera, volume 2 (1992)

Embora encontrem outros piratas com ideias semelhantes ao longo do caminho. Juntos (e às vezes separados), o grupo protagonista navega pelos 20 mares do mundo de Mer em busca desses tesouros, perseguidos pelo covarde capitão Bloth e a tripulação da sua gigantesca nau, a Maelstrom, entre outros inimigos sinistros. Fazendo ainda muitas missões secundárias, mas sempre com um roteiro mantendo o foco na sua história principal.

Em relação a outras séries animadas da época, Os Piratas das Águas Sombrias  diferenciava pelo estilo visual imaginativo, escopo ambicioso, com temas como ecologia e morte, cenários criativos e personagens bem desenvolvidos para uma série tão curta. Foram 21 episódios, entre 1991 e 1993, mas que não foi finalizada, com ainda cinco tesouros para serem encontrados. Singular, Os Piratas (…) é uma animação bem feita, realista, sem seguir o estilo toon da Hanna-Barbera, com uma narrativa complexa e coerente – um conto de busca na tradição do Senhor dos Anéis de Tolkien. Apesar da influência de material mais voltado para adultos e da natureza decididamente sombria de alguns dos personagens, a série ainda tinha uma temática infantil e com certeza mexeu com quem assistiu.

Elenco 

Os dubladores por trás dos personagens são um elenco de estrelas: George Newbern sendo Ren (o Superman da animação da Liga da Justiça, 2001), Jodi Benson/Tula ( a Ariel de A Pequena Sereia), o icônico Frank Welker/Niddler (Fred Jones, Tutubarão, Dinamite – o Bionicão, Shmoo, entre diversas outros personagens), o ator Hector Elizonda/Ioz (Chicago Hope), Brock Peters/Bloth, Tim Curry, Peter Cullen entre outros, talentos que ajudaram a tornar a animação reconhecida.

Outras mídias

As aventuras de Ren e companheiros durou pouco, mas garantiu uma franquia que se estendeu a alguns videogames, figuras de ação, quadrinhos, etc

A Marvel Comics publicou The Pirates of Darkwater como uma história em quadrinhos, em 1991. Foi originalmente concebido como uma minissérie de seis edições, mas foi estendido por mais três.

Os videogames de Pirates of Dark Water também foram lançados para as plataformas Super NES e Sega Genesis, ambas desenvolvidas pela Sunsoft. Logo, teremos um emulando sobre essas versões.

ATUALIZANDO>>>

Embora não esteja nos planos de nenhum estúdio, acreditamos que um remake, uma continuidade da série ou que a Hanna-Barbera nos mostre o resto da história seria uma boa resposta para muitos fãs da série. Vamos aguardar, quem sabe?

Sobre o autor

Cadorno Teles
Professor de Ciências Biológicas e Física, Historiador, idealizador do Canto do Piririguá, astrônomo amador e curte Mestrar RPG e jogar um bom boardgame/videogame.

Leia mais Originais

“TOP FIVE DA NOVA” – EDIÇÃO Nº 16

Boa tarde aos amigos do “Mundo Hype” !!! Após pensar muito sobre algo novo e que chamasse o nosso público para participar, resolvemos trazer de...

“TOP FIVE DA NOVA” – EDIÇÃO Nº 15

Boa noite aos amigos do “Mundo Hype” !!! Após pensar muito sobre algo novo e que chamasse o nosso público para participar, resolvemos trazer de...

Drops Hype Nº 12 | BATMAN DAY 2020

Bom dia amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Entrevista com Hugo L. I. Cukurs

Olá leitores do Mundo Hype! Aproveitando o mês da literatura nacional, trouxe para vocês uma entrevista com um autor brasileiro sensacional!  Hugo L. I....