“Uma furtiva lágrima” é o novo livro de Nélida Piñon

Em seu novo livro, Uma furtiva lágrima, a escritora Nélida Piñon deixa de lado a persona da ensaísta e romancista para dar vazão a uma escrita intimista, numa verdadeira ode à liberdade criadora. Obra é lançada pela Editora Record no ano em que se completam três décadas de sua eleição para a Academia Brasileira de Letras.

Leia a entrevista com a autora no blog da Editora.

Um diagnóstico médico equivocado serviu de centelha para Uma furtiva lágrima, nova obra de Nélida Piñon, que chega às livrarias pela Editora Record. A sentença, que viria a ser desmentida, precipitou uma série de reflexões sobre sua trajetória, seu processo criativo e suas influências. A romancista e ensaísta dá voz a quem ela própria designa Nélida, que transcende a da escritora Nélida Piñon. Ela assume, assim, autoria plena para guiar o leitor pelos caminhos de seus pensamentos e de seu coração. “É um encontro histórico entre o mundo de fora e o meu mundo. Neste livro, falo muito sobre o mistério da fé, sobre os dissabores, os assombros amorosos e as conjunturas políticas, mas as conjunturas num sentido quase grego”, descreve a escritora em entrevista. Uma furtiva lágrima é lançado pela Editora Record no ano em que a autora celebra as três décadas de sua eleição para a Academia Brasileira de Letras. Primeira mulher a presidir a instituição, Nélida coloca em perspectiva toda uma vida devotada às artes. O livro é dedicado postumamente ao mascote Gravetinho, o pinscher que a acompanhou por mais de uma década.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here