Caixeta era um youtuber famoso e polêmico que morreu em circunstâncias misteriosas. O que estaria acontecendo em sua vida pessoal por detrás dos vídeos com milhares de seguidores? Teriam seus haters levado a cabo as ameaças feitas por conta das controversas opiniões de Caixeta? Ou ainda mais: Teria mesmo sido um crime?

Essa é a linha da trama de Quem Matou o Caixeta?HQ de estréia de Rainer Petter, lançada pela editora AVEC. Uma crítica bastante subliminar mas ao mesmo tempo forte, construída através da mescla entre questões dos leitores somadas as impressões pessoais do autor acerca destes temas. “Quem Matou o Caixeta?”expõe situações sobre preconceito e ódio contra minorias de forma objetiva, fazendo o leitor enxergar além da HQ a forma como suas próprias relações sociais estão sendo construídas.

A HQ nasceu como uma espécie de exercício de crítica sobre estes assuntos de forma muito explícita. Usando o processo de postagem em etapas no Facebook, o autor passou a compreender como cada tema era debatido pelas pessoas. O retorno destas impressões foi se aderindo a ideia original, modificando a forma como a história ia se desenvolvendo através da inserção de assuntos que os próprios leitores levantavam a cada nova postagem.

“No início, a história era apenas um exercício de narrativa. Eu fazia algumas imagens, pautava um tema e ia tentando desenvolver uma trama a partir disto. Neste processo a interatividade com o leitor influenciou muito no desenvolver da trama. Estas questões sobre preconceito e ódio contra minorias estavam em alta no contexto em que eu vivia e também na internet, então a trama fluiu para este caminhde forma natural”, relembra Rainer.

O autor aborda temas polêmicos, como o Sistema Prisional Brasileiro até a Crise Política e o Desemprego. O centro da trama que envolve o personagem principal estaria justamente na forma como as pessoas aceitam, compreendem e debatem os temas em que se atentam. A segurança em estar anônimo ressalta as respostas mais francas e quase instintivas em cada um, e isso na maioria das vezes tem sido negativo e cruel, principalmente na internet.

Além disso, para a forma como planejou a construção da narrativa para “Quem Matou o Caixeta?”Rainer cita a influência do diretor Alejandro Jodorowski, que com sua estrutura de roteiro pouco linear, causa uma sensação de dúvida e atração pela trama proposta.

Uma retratação crua desde fenômeno dos youtubes. Logo sai resenha, amigos, aguardem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here