Nova graphic novel da AVEC apresenta um universo que mistura Steampunk, fantasia e Superequipes.

Chega este mês às principais livrarias e lojas especializadas em quadrinhos do Brasil, o novo trabalho do escritor bestseller Felipe Castilho (autor de A Ordem Vermelha: Filhos da Degradação, Intrínseca, 2017) em parceria com o artista Mauro Fodra (Justiça Sideral, independente, 2017) e da colorista Mariane Gusmão (Reparos de Brão Barbosa, independente, 2017), Desafiadores do Destino: Disputa por Controle, a mais nova graphic novel da AVEC Editora que tem como sinopse a seguinte trama:

As Ilhas Falkland estão mergulhadas em uma sangrenta disputa territorial entre dois reinos: Lemúria e Atlântida.
Muitos inocentes já morreram ao longo do conflito, incluindo os gorgs, moradores originais do lugar. Liderados pela misteriosa Lune Lefevre, uma equipe é montada às pressas: uma mulher indestrutível, um gênio excêntrico que usou o próprio cérebro em um experimento envolvendo autômatos, um meio-atlante bilionário e um homem treinado nas artes de combate de todas as tribos indígenas das Américas. Do meio deste grupo improvável poderá surgir a solução para o fim do conflito ou o evento que desencadeará uma destruição muito maior que a disputa territorial.

Desafiadores do Destino: Disputa por Controle é uma aventura em que a magia de deuses antigos e monstros esquecidos encontra as engrenagens e autômatos de mentes muito à frente de seu tempo.

De Vinte Mil Léguas Submarinas até Lost

De acordo com o próprio autor e roteirista, a obra é uma homenagem aos livros clássicos de aventura (Vinte Mil Léguas Submarinas, Ilha do Tesouro) e aos quadrinhos de heróis, principalmente as superequipes.

“Mas não houve uma tentativa de criar heróis tupiniquins. Tem um texto meu no prefácio que também fala das aventuras em ilhas no imaginário popular [Robinson Crusoé, Lost, etc]”, destaca Felipe.

Ele adianta que a ideia central de Desafiadores do Destino é do renomado quadrinhista Marcelo Campos (conhecido por seu personagem Quebra-Queixo) e do desenhista Ronaldo Barata (Sobrenatural Social Clube)

“Me convidaram pra brincar com os personagens deles. Aí eu acrescentei a Nay à equipe, fiz o roteiro e criei esse mundo onde a Atlântida não se foi por completo – e por isso a realidade evoluiu de maneira diferente, com essa mistura estética de fantasia e steampunk”, detalha Felipe.

Escritor experiente, ele já trabalha com roteiro de quadrinhos há algum tempo, uma leitura fundamental para sua formação como leitor.

“Pra mim é um processo natural transitar entre a prosa e as HQs, então tá tudo tranquilo – ainda que o Desafiadores seja bem diferente do meu último trabalho de quadrinhos, o Savana de Pedra, que foi finalista do Prêmio Jabuti. Acho que o universo de Desafiadores tem tudo pra agradar os leitores do Ordem Vermelha. É uma aventura bem frenética que nos apresenta essa superequipe disfuncional”, admite.

A Arte de Desafiadores: Desafio E… Viaja… Viaja…

Ao ser convidado para desenhar a história, Mauro Fodra revela ter “mergulhado” em um mundo de referências, buscando diferenciar seu trabalho de tudo o que já é feito de publicações do mesmo tema. Ele conta:
“Tratei de pegar meu sketchbook e começar a imaginar as personagens, raças, máquinas, criaturas e registrar os esboços coloridos em aquarela. Aprovados, o Felipe viajou nos personagens e suas possibilidades no decorrer da trama e nós falávamos sempre sobre cada um deles!”

Foram, de acordo com o artista, estudo após estudo, testando várias possibilidades até chegar num resultado que os outros gostem e principalmente que convença ele mesmo (o que ele admite ser o mais difícil).

“Quando recebi o briefing dos personagens, a palavra chave foi: Viaja, solta a imaginação… Então, dar ideia para louco termina nisso, (Risos). As personalidades individuais ajudaram bastante, mas no visual, pensei num amálgama entre estereótipos e excentricidades!”, disse Mauro.

O desenhista reconhece que centenas de universos fantásticos estiveram em seu arcabouço de referência, partindo de clássicos da Sessão da Tarde dos anos 1980 (Star Wars, Willow, História sem Fim, A Odisséia, Jasão e Velo de Ouro, Krull) e passando por HQs de super-heróis e referências do quadrinho europeu, citando artistas como Didier Cassegrain, Enrico Marini, Jérôme Lereculey, Patrick Prugne, sem falar em Moebius e Manara.

Os Desafiadores desafiaram até quem está começando

Mesmo tendo lançado Reparos com Brão Barbosa no ano passado, a colorista Mariane Gusmão estreou no mercado de quadrinhos nacional com Defensores do Destino.
“É muito divertido colorir um mundo de fantasia, imaginar como seriam aquelas criaturas e lugares se fossem reais, ainda mais quando a gente mistura steampunk no meio, tudo fica mais legal”, confessa ela.

A artista também revela ter encontrado desafios para dar cor e vida aos personagens da graphic novel.

“Foi meu primeiro trabalho como colorista e colorir a arte do Mauro não foi fácil, às vezes ao olhar a quantidade de detalhes de uma página eu achava que não ia dar conta. Felizmente eu não desisti, adquiri mais confiança e pude aprender muito no processo”, desponta.

Conforme Mariane, seu principal papel era dar vida ao desenho através das cores, e sua meta era transmitir o clima correto para cada quadro e a diversidade dos personagens.

“O Mauro e o Felipe me orientaram que não queriam cores muito saturadas, procurei referências de fotos e também HQs que possuem uma paleta com tons pastéis como as do francês Didier Cassegrain e do espanhol Juanjo Guarnido. Outros coloristas que gosto muito e acabam me influenciando são Fiona Staples, Jordie Bellaire e Matt Wilson”, explica a colorista.

Muito descontraído, o autor Felipe Castilho ainda deixa um recado para quem já acompanha seu trabalho ou passará a conhecê-lo através de Desafiadores:
“Porradaria, monstros gigantes, robôs gigantes, robôs gigantes VERSUS monstros gigantes, deuses antigos, ação e sangue colorido. Podem ir na fé”.

 

Já fico no aguardo do meu exemplar, para deleitar, já está em pré-venda.

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

Star Trek terá um grande e massivo crossover em quadrinhos

A editora norte-americana IDW, detentora dos direitos de publicação de Jornada nas Estrelas, editará uma minissérie de seis números com o universo de Star Trek.Escrita...

Crítica | The Man in the High Castle (3ª Temporada)

A terceira temporada de The Man in the High Castle vem grandiosa, com mais tramas envolventes e mais destruição.Depois da morte de Hitler, outro...

Dark Horse apresenta o fim de ‘Polar’ que ganhará adaptação da Netflix em 2019

A editora Dark Horse anunciou que o último capítulo de Polar sai ano que vem. O quarto volume da obra de Victor Santos, subtitulado The Kaiser Falls....

SDCC 2018 | DC Comics anuncia quatro novas animações para 2019

A DC Comics, entre os diversos anúncios da San Diego Comic-Con, revela quatro novas animações para o ano que vem. Após anunciar os filmes...

Mais Notícias

Você não está conectado à internet