Wild Cards – Série de livros de George RR Martin está sendo desenvolvido para a TV!

Depois de inicialmente o desenvolvimento de Wild Cards ser para o cinema, parece que a série de super-heróis de George R. R. Martin será dirigido para a televisão. Poderia ser este o projeto que a HBO selecionou para substituir Game of Thrones?

Voltando em 2011, foi anunciado que a série de livros de George R. R. Martin, intitulada de Wild Cards foi dirigida para uma adaptação para o cinema, mas o autor de Game of Thrones revelou em seu blog pessoal que o série de super-heróis de fantasia The Wild Cards Trust está para ser desenvolvido para a televisão. Disse Martin:

“Universal Cable Productions (PCD) adquiriu os direitos para adaptar a nossa série de antologias e romances de longa duração Wild Cards para a televisão. Desenvolvimento começará imediatamente sobre o que esperamos que venha a ser a primeira de várias séries. Melinda M. Snodgrass, minha assistente de edição e braço direito de Wild Cards desde a sua criação, a criadora do Dr. Tachyon, Double Helix, e Franny Black, e uma experiente escritora/produtora de televisão cujos créditos incluem Star Trek: The Next Generation ( “Measure of a Man”), Reasonable Doubts, The Profiler, e Star Command, está anexada como uma produtora executiva do projeto, juntamente com Gregory Noveck of Red, Slow Learner, e SyFy Films “.

Universal Cable Productions está produzindo atualmente o estrelado Mr. Robot, The Magicians do Syfy, Suits e Royal Pains. Martin continua a deixar claro que ele não vai estar trabalhando no projeto como seus compromissos de finalização de Crônicas de Gelo e Fogo e suas relações com a HBO, sobre a adaptação de TV atualmente ocupar todo seu tempo livre. No entanto, é preciso saber que, apesar de parcerias anteriores da UCP com o USA e o SyFy, pode HBO também estar interessado no projeto, vendo como Game of Thrones será encerrado muito em breve? Com STARZ entrando no gênero de super-heróis, é apenas uma questão de tempo antes que as outras redes a cabo premium sigam o mesmo caminho.

Fonte


George Martin criou pessoalmente este cenário para jogar RPG com amigos, também escritores de fantasia. No começo, a aventura servia apenas para a diversão do grupo. Mas foi virando uma obsessão e, quando viram, estavam todos abrindo mão de suas vidas e deixando de trabalhar e pagar suas contas. Foi aí que chegaram a um consenso: abandonavam aquele mundo ou o transformavam em uma forma de ganhar a vida. E hoje sabemos qual foi a opção escolhida. Além disso, cansado de heróis dos quadrinhos americanos, os criadores decidiram que o mundo de Wild Cards estaria em permanente evolução. Assim, acompanhamos personagens salvando o mundo, se apaixonando, tendo filhos, morrendo e permanecendo mortos. E por trás das metáforas e alegorias da ficção, os escritores fazem críticas diretas à política americana da época, envolvendo questões ligadas aos conflitos armados e a herança da geração pós-guerra.

A série Wild Cards é composta por 22 livros escritos. O primeiro foi publicado em 1987 e o último está sendo finalizado atualmente. A coleção conta uma história alternativa da Terra. Em 1946, um vírus alien que reescreve o DNA humano é acidentalmente lançado aos céus de Nova Iorque, matando 90% dos que têm contato com ele. Entretanto, 9% sofrem mutações que os transformam em criaturas deformadas (conhecidos como Coringas) e o 1% restante (conhecidos como Ases) obtém super poderes. Uma parcela dos Ases é chamada de Dois, são os que adquiriram super poderes ridículos ou insignificantes. O vírus transportado pelo ar por fim se espalha sobre todo mundo, infectando dezenas de milhares de pessoas. Fazem parte da série contos e romances-mosaico que compartilham um mesmo universo ficcional. Criada por um grupo de escritores americanos, foi reunida e editada pelo autor best-seller George R.R. Martin.

Fonte

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet