Simon Kinberg fala em como X-Men: Apocalipse vai explorar o mundo dos quadrinhos e mais!

Seguindo a noticia de ontem de o trailer de X-Men: Apocalipse irá passar nas sessões de Star Wars: O Despertar da Força, a Collider lançou sua plena entrevista com o escritor/produtor de X-Men: Apocalypse, Simon Kinberg, que oferece atualizações extensas em dois dos filmes mais esperados do próximo ano: o já mencionado sequência dos mutantes e o mercenário tagarela, Deadpool.

Desde a enorme produção cinematográfica envolvida no final de agosto, tem sido relativamente calmo o futuro do próximo filme do X-Men, como o diretor Bryan Singer e companhia foram duros no trabalho por trás das câmeras para concluir o filme. Para começar a entrevista, Kinberg ofereceu uma atualização sobre o processo de edição, o que ele diz que está “super feliz”, e reitera como ele acredita que este novo filme dos X-Men não será apenas o maior dos filmes X-Men, mas será também uma espécie de um finale para a trilogia iniciada em Primeira Classe, ao mesmo tempo, dando início a uma nova era dos X-Men:

“Estou super feliz com isso. Estamos na edição trabalhando nisso, trabalhando no primeiro corte do filme. Mas é realmente emocionante. Eu já disse isso antes e eu sinto isso ainda mais depois de ter visto o filme cortado em conjunto: Eu acho que vai ser o maior dos filmes dos X-Men apenas em termos de escala e do escopo do filme, e ainda mais o riscos emocionais do filme. Ele tem um nível de drama e emoção, para todos os personagens. Eu acho que quando entrei nele eu assumi que este seria o culminar de muitas maneiras da pequena trilogia que estávamos fazendo para o jovem Erik, Charles, Mística e Fera mas eu acho que o que foi mais surpreendente sobre a extensão de fotografia e agora em pós-produção é como foram explorados as jovens histórias de Jean, Scott, e da Tempestade. Então eu acho que o filme é muito equilibrado entre — Eu não quero chamá-los a geração mais velha, porque eles eram a geração mais jovem —, mas a geração dos X-Men dos últimos filmes e a nova geração.”

Isso deve ser uma boa notícia para os fãs de todos os lugares. Além disso, aqui está um pouco mais uma boa notícia, Kinberg revelou que os fãs dos quadrinhos dos X-Men podem esperar “tanto ou mais” referências aos quadrinhos do que nunca com uma das referências mais proeminentes sendo a busca do Mercúrio pelo seu pai. Kinberg confirma que vai ser um arco muito maior para o personagem, interpretado por Evan Peters, e descreve a jornada do personagem como “muito emocional, (e a) parte muito importante do filme.” Nenhuma menção de sua irmã poderosa, mas é difícil imaginar que nós não conseguiremos pelo menos algum tipo de Feiticeira Escarlate no filme, especialmente depois de uma quase-menção em Dias de Um Futuro Esquecido.

Kinberg opta por não compartilhar muito sobre os mais recentes X-Men, mas em vez disso apura-se em alguns detalhes a respeito do novo papel de co-liderança da Mística e como seu novo arco é uma conseqüência direta de suas ações na parte final do filme anterior:

“Eu acho que o filme explora sua luta, que é uma espécie de resultado de Dias de Um Futuro Esquecido. Se você pensar sobre o fim de Dias de Um Futuro Esquecido, na frente de todo o mundo que ela para o Magneto e salva o Presidente e o gabinete, e por isso este filme certamente explora 10 anos mais tarde o que é vestir o manto dessa responsabilidade. “

Considerando por um momento que suas ações no final de X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido mais ou menos repõe totalmente o cronograma original e abriu uma variedade de novas portas para futuras aventuras X-Men, faz sentido que Mística de Jennifer Lawrence está atualmente em um lugar muito diferente e, possivelmente, em um caminho muito diferente do que seu futuro como uma vilã completamente do mal como em sua outra versão.

O que vocês fazem de tudo isso? Nos diga seus pensamentos abaixo!

X-Men: Apocalipse vem aos cinemas em 26 de Maio de 2016

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

E3 2018: As novidades da Microsoft

A companhia de Redmond vem passando vários anos encadeando apresentações extremamente poderosas que, sim, giram em sua grande maioria em torno de anúncios de...

Review: O Dragão Negro de Chris Claremont

Quando os anos 1980 começavam, a Marvel começou a estender seu universo para outros rincões. O selo Epic, Illustrated foi uma destas iniciativas, um...

Crítica | Hereditário

Quando nascemos trazemos uma bagagem para o mundo, em uma mala muito pequena chamada célula, características hereditárias nos acompanham em cada traço de DNA,...

3 motivos para assistir The Marvelous Mrs. Maisel

O que você pode esperar de uma comédia ambientada nos anos 50 e sobre comédia? Dá pra desconfiar e muito de uma história assim....

Mais Notícias