Já saiu as primeiras críticas de Warcraft! Confiram!

Vários sites conhecidos por suas críticas muito bem avaliadas e construtivas já falaram o que acharam da nova adaptação de um jogo para as telonas, e de acordo com alguns deles, os fãs do jogo poderiam ficar perturbados com o filme, principalmente para aqueles que acham que seria um novo O Senhor dos Anéis!

Muitos depois de lerem as opiniões, se questionam se estamos no caminho certo para fazer uma adaptação decente de um jogo, e se baseando nos comentários que vocês verão a seguir, depositaram suas esperanças em Assassin’s Creed, que estréia em dezembro!

Ainda é cedo para dizer o que os restos dos críticos irão dizer sobre o filme, mas precisamos ter fé que consiga ficar no ” meio a meio ” para garantir sua sequência!

Vamos agora para algumas críticas:

Fonte: Crave Online:

” Estamos ainda à espera de um grande filme de vídeo game. Talvez a gente nunca vai conseguir um, mas um filme como Warcraft, pelo menos, da pra sentir como se estivéssemos perto disso. Esta é uma tentativa honesta de recapturar as melhores qualidades de seu material de origem dentro de outro meio. Quando funciona, é muito divertido. Quando ele falha, é apenas uma aventura média de fantasia que se concentra muito em dispositivos do lote familiares para fazer um grande impacto. Mas não há nada de errado em não ser grande, contanto que você fique fascinado. E Warcraft não fascina. É uma aventura falhada. “

Fonte: Kotaku:

” Em vez de bater no núcleo pateta que faz um jogo como World of Warcraft interessante, o filme Warcraft esquece de mostrar um pouco sua marca. Ele simplesmente não funciona. A sabedoria é muito exagerada. Este é um mundo onde a magia mais popular de um mago transforma seus inimigos em ovelhas, mas Warcraft age como se fosse uma versão de tela verde de Game of Thrones. No meu teatro, as maiores risadas não veio dos episódios ocasionais de comédia pastelão, mas a partir dos miseráveis arquimagos de Dalaran, cujos-CGI reforçados se tornam absurdos, quando você deveria levá-los a sério. Eu esperava Warcraft no mínimo, ser divertido, mas realmente, eu tive sessões mais agradáveis de duas horas de limpeza em Molten Core. Pelo menos a armadura parece ser bom. “

Fonte: The Hollywood Reporter:

 ” Mas se você nunca jogou Warcraft, você pode se preocupar com o filme? Dado o seguimento global ardente da franquia, ele importa? Para os não-aficionados, a experiência de duas horas poderia ser mais conciso, mas não é nenhum desperdício. Nenhum dos dois, porém, é sempre envolvente. Se você ainda não tenha investido na mitologia, você pode se sentir limitado, se não francamente maçante – ou ambos, como quando um não creditado Glenn Close entoa platitudes do alto sobre a escuridão e luz. No entanto, não há dúvida de que é um grande avanço, tanto narrativa e arte para os recursos baseados em games. E em comparação com outro conto medieval, a trilogia Hobbit, essa produção internacional é uma frota e passeio ágil, provavelmente para conquistar bilheterias no exterior e fazer um suporte sólido. “

Fonte: Screen International:

” Nas mãos do diretor e co-roteirista Duncan Jones (que já ganhou aplausos para sci-fi Contra o Tempo), o filme leva muito tempo para construir o impulso dramático e é interrompido por aquilo que parece ser pontos da trama desnecessários; alguns deles, talvez, voltada para potenciais sequelas. A CG e movimento trabalho de captura que vai para os personagens orcs e a maioria dos conjuntos é impressionante – As Aventuras de Pi, vencedor do Oscar Bill Westenhofer, lidera a equipe de efeitos visuais – mas nem sempre se fundem facilmente com a ação ao vivo. O filme acaba se sentindo pouco convincente e genérico, sem nada para comparar, sem o peso dramático da trilogia O Senhor dos Anéis, de Peter Jackson ou o raunch e gore de Game of Thrones. “

Fonte: Variety:

” Com os seus reinos meticulosamente detalhados construídos principalmente em estúdios e reforçados através de CGI durante extensa pós-produção, “Warcraft” visa fresco e de arregalar os olhos, mas acaba bastante brega. Ele se encaixa em uma longa linha de Hollywood visualmente audaciosa: Você pode atingir um sucesso como 300 ou até mesmo Avatar, ou então fracassará feiamente como Sucker Punch. Gozando de mais de 2.000 tomadas de efeitos visuais, é desanimador pensar sobre o tempo, energia, planejamento e precisão que entrou em “Warcraft” quando o produto final traz à mente aquelas propagandas animados para jogos de aplicativos para iPhone. Então, em fazer os elementos mais bizarros de seus dois primeiros filmes parecem totalmente credível, Jones não consegue encontrar uma maneira de obter esse espetáculo a subir gradualmente. Sua abordagem sincera ao material só sublinha a tolice. “

Aparentemente os críticos não gostaram muito como foi desenvolvido o filme, esperando ( como sempre ) mais dele.

Futuramente estaremos postando nossa crítica para vocês lerem, e contamos com suas opiniões sobre o filme!

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

SDCC 2018 | DC Comics anuncia quatro novas animações para 2019

A DC Comics, entre os diversos anúncios da San Diego Comic-Con, revela quatro novas animações para o ano que vem. Após anunciar os filmes...

GOTHAM | Divulgado o visual do vilão Bane na 5ª temporada da série

Ontem (22/10) foi divulgado através da conta no Twitter de Tze Chun (produtor e roteirista da série) imagens que mostram o visual do vilão...

Porcupine Publishing licencia direitos mundiais em inglês para o RPG de A Bandeira do Elefante e da Arara

Esta semana, a série A Bandeira do Elefante e da Arara fechou um grande contrato de licenciamento em dois meses, desta vez com a Porcupine Publishing, uma...

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

Novo volume de Hellboy – Edição Histórica chegará em novembro, pela Mythos

A Mythos lançará o novo volume de Hellboy – Edição Histórica no próximo mês de novembro, continuando a coleção que completa dez anos este ano. Hellboy – Edição Histórica –...

Mais Notícias

Você não está conectado à internet