No que diz respeito às histórias de origem de super heróis, alguns filmes têm problemas suficientes para introduzir um personagem principal, muito menos os cinco que o diretor James Gunn teve que estabelecer nos primeiros Guardiões da Galáxia. Falando no Writer’s Guild Festival deste ano, Gunn disse que ele teve muita facilidade para produzir a sequência, Guardiões da Galáxia Vol. 2, especialmente por estar livre do estresse dos segmentos introdutórios do primeiro filme:

“No segundo filme eu tive muito mais liberdade, porque o primeiro filme fez bem e foi ótimo não ter que explicar os cinco personagens principais para o público na primeira meia hora, fomos apenas para a história.”

Apesar de ter tomado certas pistas da primeira parcela, Gunn insistiu que a sequela permanece distinta, ao invés de se aproximar muito da fórmula de seu antecessor:

“Isso tem que ser sua própria coisa e você não pode começar a fazer isso como uma forma de xerox.”

Quando perguntado qual Guardião ele se relacionava/identificava melhor. Gunn não era tímido ao admitir que o favorito de todos é o pequeno guaxinim:

“Me relaciono melhor do que ninguém com o caráter do Rocket. Eu sou ele! Ele tem os problemas de raiva que eu tenho e ele tem a mesma incapacidade de aceitar o amor que eu tenho.”

Além disso, Gunn também revelou que Star Lord (Chris Pratt) vai encontrar seu pai, Ego O Planeta Vivo (Kurt Russell), nos primeiros 20 minutos no filme.

E aí, ansioso por Guardiões da Galáxia Vol. 2? O filme estréia dia 5 de maio!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here