Dos mesmos criadores de Procurando Dory, Toy Story e Divertidamente, chega a mais nova animação de encher os olhos (e os ouvidos) da Pixar.

Contando com algumas das vozes originais de Gael Garcia Bernal como Hector, Bejamin Bratt sendo Ernesto de La Cruz e de Anthony Gonzalez no papel de Miguel.

Na história, Miguel de 12 anos, um garoto que ama música e treina escondido mesmo contra a vontade de sua avó, que não quer que ele siga a carreira de músico, pois seu tataravô abandonou a esposa para isso. Um dia ele descobre após comparar uma foto de família que esse tataravô é Ernesto De La Cruz, seu ídolo e referência, após sua avó quebrar seu violão por ele desobedecer a regra da família de não estudar música.

Entristecido, na véspera do Dia dos mortos ele vai ao mausoléu de De La Cruz para pegar emprestado seu violão e ao tocar um acorde ele é transformado em um fantasma e enviado para o colorido mundo dos mortos onde se encontra com seus antepassados e decide procurar por De La Cruz junto com um esqueleto chamado Hector para convencer sua família que música é uma coisa boa e retornar ao mundo dos vivos.

A Pixar fez uma profunda pesquisa cultural nas tradições mexicanas para ajudar a definir os personagens e a história de Coco. “O filme trará muitas características e elementos da cultura mexicana, obviamente o Dia de los Muertos, mesclando canções originais com tradicionais e um visual tradicionalmente e historicamente fiel sem cair em clichés e estereótipos” anunciou o roteirista Lee Unkrich.

Com previsão de estréia em 22 de novembro nos EUA e no Brasil somente em 04 de janeiro com o título de Viva – A Vida é Uma Festa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here