Livro “Onda de Crimes” reúne escritores da América do Sul

Seis autores e três países. Onda de Crimes, novo lançamento da Avec Editora, traz contos com histórias da literatura policial latino-americana pelas mãos de escritores de Brasil, Argentina e Uruguai. A Porto Alegre Noir II, encontro de ficção policial que ocorre no Rio Grande do Sul, é palco do lançamento da antologia.

Em suas primeiras páginas, o livro começa com uma citação do escritor Gustavo Melo Czekster: “Não existe texto inocente, o que implica em dizer que todo texto é um crime passional”. A sentença serve para entender como a antologia, organizada por Cesar Alcázar (autor do conto “Aqui Há Monstros”), usa sua própria linguagem para falar de crimes na América do Sul.

Em seu texto, o organizador e contista brasileiro mostra que segredos obscuros do passado podem gerar uma explosão de violência. Da Argentina, Nicolás Ferraro aborda as agruras de uma jovem que acaba envolvida nas aventuras ilegais do próprio pai e seu conterrâneo, Kike Ferrari, mergulha nas tensões da tríplice fronteira entre Paraguai, Argentina e Brasil. Nascido no México, mas radicado no Uruguai, Rodolfo Santullo apresenta uma série de mortes desconcertantes no inverno sombrio de Punta del Diablo. De volta ao Brasil, Cláudia Lemes investe no suspense ao retratar um homem vítima de uma perseguição que não consegue compreender. O feminicídio é a base da história narrada por Paula Bajer, na qual uma mulher suspeita que o vizinho é um assassino.

“Felizmente já existe uma grande tradição do gênero na América Latina, que vem de autores como Paco Taibo II, Rubem Fonseca ou Ricardo Piglia sobre os quais podemos nos apoiar. Uma literatura que tem mais de narrativa criminal do que de jogos de investigação” revela Ferrari sobre o papel da ficção policial na América.

O Porto Alegre Noir II começou na última terça-feira(9/04) e se estende até domingo (14/04). O objetivo é reverenciar a ficção policial, um dos gêneros de livros e filmes mais cultuados por fãs e admiradores de todas as idades, geração após geração. Todas as noites há sessões de filmes.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here