Fractais Tropicais – Ficção científica à brasileira, por Nelson de Oliveira

A antologia Fractais Tropicais, publicado pela editara Sesi-SP, organizada por Nelson de Oliveira, textos de ficção brasileira escritos por 30 autores que, juntos, fazem um panorama do gênero, mostrando que “a literatura brasileira é rica e diversa, dona de facetas insuspeitas”, conforme definiu o professor de literatura brasileira da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Ramiro Giroldo.

A história da ficção científica começou no último quartel do século 19, com o romance O Doutor Benignus, do português naturalizado brasileiro Augusto Emílio Zaluar, publicado em 1875. Partindo desse ponto, durante mais ou menos 80 anos, muitos escritores tupiniquins, influenciados principalmente por H.G. Wells e Jules Verne, publicaram contos e romances sem muita expressão. De uma centena de temas possíveis, este livro acolheu os principais. Nos 30 contos reunidos há androides, ciberespaços, ciborgues, clones, colonização de outros planetas, controle da mente, guerra espacial, inteligência artificial, invasão alienígena, longevidade, mutantes, nanotecnologia, parapsicologia, pós-apocalipse, pós-humanismo, primeiro contato, realidade paralela, revolta cibernética, simbiontes, upload mental, viagem interestelar e viagem no tempo.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet