“Carbono alterado”, de Richard Morgan, inspiração para série homônima na Netflix é lançado pela Bertrand Brasil

Referência no gênero cyberpunk, “Carbono Alterado” retrata a sociedade no século XXV, quando a humanidade avançou para toda a galáxia e morrer se tornou quase impossível. Isso porque os humanos possuem um implante no corpo onde suas memórias podem ser armazenadas. Então, se o indivíduo morrer, é possível fazer o download de tudo o que já viveu em um novo corpo, também chamado de capa. A morte, agora, é apenas um contratempo e grandes corporações cuidam para que este processo aconteça da melhor forma possível.

Takeshi Kovacs já foi reiniciado várias vezes. Ele é um ex-emissário da ONU e, como um “Enviado”, possui habilidades especiais. É por isso que, após sua última morte em um planeta a 186 anos-luz de distância, ele acorda na Terra, inserido em uma nova capa e com uma missão. Kovacs é contratado por um poderoso magnata chamado Laurens Bancroft que quer descobrir quem assassinou o seu último corpo. Apesar do ricaço ter um backup de seus arquivos dos corpos anteriores, ele não consegue acessar como foram seus últimos momentos na vida anterior. A polícia afirma que foi suicídio, mas Laurens garante que nunca se mataria. O magnata tem muitos inimigos.

Kovacs tem seis semanas para solucionar este mistério e durante este tempo, Luarens será responsável por todas as despesas da investigação. Uma vez bem sucedido, o detetive terá sua liberdade e poderá voltar para o seu planeta natal – e com os bolsos cheios. Mas o que ele não sabe é que ao aceitar esta missão, estará no centro de uma conspiração perversa até mesmo para uma sociedade que trata a existência humana como produto.

Carbono Alterado é o romance de estreia de Richard Morgan. E a série homônima, que será lançada pela Netflix, tem previsão de estreia para dia 2 de fevereiro. O elenco inclui Joel Kinnaman, de Esquadrão Suicida, no papel do protagonista, James Purefoy, Renee, Elise Goldsberry, Martha Higareda, Ato Essandoh, Chris Conner, Will Yun Lee e Dichen Lachman. A história foi adaptada pela roteirista e produtora Laeta Kalogridis (Battle Angel Alita) e pelo diretor Miguel Sapochnik (responsável pela “Batalha dos Bastardos” em Game of Thrones).

Richard Morgan é autor de diversos livros de ficção científica e fantasia. Foi tutor do departamento de língua inglesa na Strathclyde University antes de sua carreira de escritor deslanchar. Fluente em espanhol, já morou em Madrid, Istambul, Ancara, Londres e Glasgow. Atualmente vive no Reino Unido com a esposa e o filho.

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

SDCC 2018 | DC Comics anuncia quatro novas animações para 2019

A DC Comics, entre os diversos anúncios da San Diego Comic-Con, revela quatro novas animações para o ano que vem. Após anunciar os filmes...

Hype Curiosidades | Como Tudo Começou – A Origem dos Piratas!

Em 2003, a aventura do pirata mais amado do cinema, Jack Sparrow começava e junto com ele, toda essa mitologia e misticismo dos piratas...

Crítica | The Man in the High Castle (3ª Temporada)

A terceira temporada de The Man in the High Castle vem grandiosa, com mais tramas envolventes e mais destruição.Depois da morte de Hitler, outro...

Review | Dr. Stone, de Riichiro Inagaki e Boichi

Partindo de uma premissa de ficção pura, logo nas primeiras páginas o próximo lançamento da Panini, Dr. Stone, nos entrega uma tragédia de proporções...

Mais Notícias

Você não está conectado à internet