Draco lança campanha de Duendes – Contos sombrios de reinos invisíveis

A editora Draco apresentou recentemente seu mais novo projeto, Duendes : contos sombrios de reinos invisíveis, o quarto livro da coleção de antologias de fantasia que a editora vem trazendo nesses 10 anos que comemora o selo editorial. O livro foi organizado por Ana Lúcia Merege, que também colabora com um conto. Os demais autores são Aya Imaeda, Simone Saueressig, Isa Prospero, Cristina Pezel, Diego Guerra, Luís Felipe Vasques, Silas Chosen, Daniel Folador Rossi e Sid Castro.

Segue teaser da editora no Catarse.

Duendes : contos sombrios de reinos invisíveis traz dez contos em que o Povo Pequeno é mostrado em seu aspecto mais sinistro. Alguns autores flertaram com o terror e com a fantasia medieval; alguns se inspiraram em mitos de diferentes culturas – eslava, japonesa, latino-americana –, enquanto outros criaram histórias ambientadas no mundo contemporâneo. Histórias que podem acontecer com qualquer um de nós… quando menos esperarmos.

A ideia da coletânea foi revisitar as antigas tradições, não apenas dos celtas, com seus pixies, brownies e outras criaturas, mas também de outros povos cujas lendas e contos tradicionais façam menção ao Reino Invisível. Os dez contos revisitam os gregos antigos, com suas dríades e outros seres ligados aos bosques e às florestas, os eslavos, com os espíritos protetores das casas, conhecidos como domovoi, o folclore japonês e a mitologia chilena. Também fazem referência em mitos, lendas (inclusive do folclore brasileiro), literatura medieval, contos de fadas e contos populares.

Os contos apresentados

– A Sombra da Colina do Rei, de Diego Guerra

– Katyusha, de Isa Prospero

– A Menina Feia, de Luiz Felipe Vasques

– Sob as Sombras do ´Akuna, de Daniel Folador Rossi

– Jeremejevite, de Cristina Pezel

– O Juramento de um Pirata, de Aya Imaeda

– O Verde e o Negro, de Sid Castro

– A Última Criança, de Silas Chosen

– Carnavalito, de Simone Saueressig

– A Fortuna de Rhydderch, de Ana Lúcia Merege

Vamos apoiar, amigos. Confiram no link.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here