Livro trata do ‘impossível’ resgate na Tailândia

Em julho de 2018 acontecia uma Copa do Mundo na Rússia, mas a manchete com mais destaque vinha da Tailândia: “Meninos podem ficar quatro meses presos na caverna”. Foi então que boa parte do mundo começou a torcer por outra seleção, a dos Javalis Selvagens. Ao todo, os 12 garotos e o técnico-monge viveram 18 dias de agonia, salvos em uma arriscada operação. Um dos 90 mergulhadores, Saman Kunan, de 38 anos, acabou dando a vida pelos meninos. Ele morreu logo depois de levar um pouco de oxigênio para o time respirar melhor. Lançamento da Globo LivrosOs meninos da caverna, obra do jornalista Rodrigo Carvalho, autor e correspondente da TV Globo e GloboNews, vai muito além do resgate espetacular, que por si só já poderia render um bom livro.

 

Esta, porém, é uma obra de olhar sensível, humano, que remonta não só os fatos, mas mergulha na origem dos meninos e visita o contexto político, social e religioso da Tailândia. Traz, ainda, os cenários do Sudeste Asiático e destrincha por que os Javalis se tornaram um símbolo de solidariedade mundial – ou seja, tudo aquilo que dá ainda mais sentido a esta história, uma das melhores notícias do ano.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here