Thrillers lidos em 2018 : Dos melhores aos piores

O ano de 2018 foi fértil no lançamento de Thrillers pelas editoras nacionais.Este é um gênero literário que vem crescendo muito no Brasil. Grande parte ainda são traduções estrangeiras, mas já temos bons autores nacionais despontando, com Raphael Montes e Victor Bonini

Thriller ou suspense é um gênero da literatura, filmes, jogos eletrônicos e televisão que usa o suspense, tensão e excitação como principais elementos do gênero.

No caso de livros thriller, normalmente temos estórias que nos fazem sempre querer saber o que vai acontecer.  Nada melhor do que terminar um livro e descobrir que todas as suas certezas estavam erradas e que aquele autor te enganou completamente.

E quantos livros de Thriller você leu este ano?

A equipe do Mundo Hype leu diversos, a maioria muito bons, cheios de plot twists  e em muitos casos com finais de explodir cabeça. Mas nem tudo é perfeito. Também encontramos alguns títulos que demonstraram ser somente um golpe de marketing de algumas editoras, que tentaram vender alguns livros como obras mega originais, mas que no fim eram estórias cheias de clichês ou que não se sustentavam.

Outro ponto importante foi a globalização dos títulos lidos. A maioria, como já dito, foram americanos, mas também tivemos bons thrillers brasileiro, argentino, sueco, francês, inglês e espanhol.

Sendo assim, vamos aproveitar as famosas listas de fim de ano e fazer uma lista dos Thrillers lidos pelo site. Com certeza no texto abaixo vocês encontrarão ótimas dicas para investir suas economias e tempo e outras para manter distância.

Venha com a gente e no final nos conte quais livros dos citados você já leu, se concorda conosco ou não e principalmente fique a vontade para dar novas dicas de livros deste gênero para que a gente coloque na nossa lista de 2019. Lembrando que opinião é algo pessoal, portanto o mundo não é feito de concordâncias.

________________________________________________________________________

Os melhores

  1. O casamento – Victor Bonini (Editora Faro Editorial)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – O Casamento, de Victor Bonini, Editora Faro Ediitorial

Victor Bonini é um jovem autor brasileiro. Este aqui é seu segundo livro e ouso dizer que foi uma das melhores leituras deste ano.  Numa cerimonia de casamento em um hotel fazenda acontece um crime. Bem ao estilo Agatha Christie. Um lugar fechado, diversos suspeitos. Mas o autor subverte um pouco o gênero, pois primeiro nos apresenta os personagens, ai quando acontece o crime, nos perguntamos:  Tanta gente para morrer, porque foi matar justo este personagem? E depois mais crimes acontecem e não conseguimos imaginar a ligação entre eles, porém no final de tudo Bonini nos dá uma rasteira em um final brilhante que até Agatha Christie aplaudiria.  Tudo perfeito e explicado. Desafio-te a descobrir quem é o assassino. Recomendadíssimo! (Clique aqui para ver a resenha completa deste livro https://mundohype.com.br/reviews/reviews-livros/o-casamento-de-victor-bonini/ )

 

  1. Por trás dos seus olhos – Sarah Pinborough (Editora Intrínseca)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Por Trás dos Seus Olhos, de Sarah Pinborough, Editora Intrínseca

Este livro pode ganhar o premio de melhor final do ano.  Mas é um caso de amor ou ódio. Louise é divorciada com um filho pequeno. Solitária, acima do peso, uma noite em um bar, “fica” com um cara muito bonito chamado David. Porém, no dia seguinte descobre que ele é seu novo chefe. E pior: é casado. Um dia, andando na rua, cruza acidentalmente com Adele, a linda e chique mulher do chefe, e logo elas viram amigas. Adele, apesar de rica e bonita,  parece ser uma mulher muito solitária. Mas como, tendo um marido como David? Quem é aquele cara? Aparentemente é um cara normal, mas Louise percebe que existe algo estranho naquele relacionamento, pois  Adele parece ter muito medo de seu marido. E o pior, é que David demonstra estar interessado em Louise, começando um triangulo amoroso. Mas nada ali é o que parece ser. Quem está enganando quem? De repente o leitor já está tão envolvido nesta estória que pensa que já sabe em que ponto maluco aquela estória vai chegar. Mas a autora ainda tem um final Número 2 dentro da manga, e para este te garanto que nenhuma leitura na vida já te preparou para tanta criatividade. Eu curti. Muitos detestaram. Vale a pena ler para tirar sua própria conclusão.

  1. Mate o Próximo – Federico Axat (Editora Verus)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Mate o Próximo, de Federico Axat, Editora Verus

Esteja preparado para se perder na mente humana. Lançado em 2017, este livro é extremamente inteligente e foi escrito por um argentino.  Ted tem câncer terminal e decidiu se matar, mas a campainha toca. Na mesa um bilhete: “Abra a porta. É sua ultima saída”. Ao abrir a porta ele encontra Justin, um desconhecido que sabe que ele vai se matar, mas lhe faz uma proposta. Antes dele tem alguém que quer morrer. Ele mata esta pessoa e entra na fila. Ai um próximo virá mata-lo e assim por diante. Para fins de seguro e culpas familiares é muito mais interessante ser assassinado do que ser um suicida. Mas no segundo capitulo já vemos a mesma situação sobre outro ponto de vista e tudo aquilo em que estávamos acreditando vai por água abaixo.  Quem Ted matou? Quem é Justin. De repente a estória nos leva para outro lado. Confesso que passei quase o livro todo perdido nesta estória e qualquer coisa dita aqui pode ser um spoiler e diminuir sua experiência com o livro. Se você gosta de thriller, precisa ler este livro engenhoso. E se souber o que é aquele gambá, volte aqui para conversarmos.  “Às vezes nós só podemos confiar em nós mesmos. E em algumas ocasiões, nem mesmo isso.”

  1. A Outra Sra Parrish – Liv Constantine (Editora Harper Collins)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – A Outra Sra Parrish, de Liv Constantine, Editora Harper Collins

Estranho escrever isso numa resenha, mas : Leia este livro sem saber nada sobre ele. A experiência será melhor. Pela sinopse parece uma estória clichê. Amber é uma mulher interesseira que se aproxima de Daphne, a linda esposa de Jackson Parrish, um empresário bonitão.  Ela se torna a melhor amiga de Daphne. Mas o que Amber quer é ser a nova Sra Parrish, e não medirá esforços. Mas já diz o ditado: cuidado com o que você pede… Parece um roteiro de novela, mas está muito longe disso. Este livro foi escrito a distância por duas irmãs, e escreveram uma obra onde o leitor é enganado diversas vezes, pois vão quebrando todos os clichês.  Você vai odiar todos os personagens em algum momento, mas ao invés de fechar o livro e desistir, você ficará tão bravo com aquilo que precisará continuar a leitura para ver aonde vai chegar, e te garanto que o nível vai baixar mais ainda, seu nível de repulsa vai aumentar e você vai se perguntar até onde o ser humano é capaz de chegar em seu nível de canalhice, mesquinharia e vilania, e quando você descobre que no mundo existe vilões mais vilões do que você pode imaginar, e ai se pergunta quantas farsas assim podem existir escondidas no mundo que nos cerca. Livraço!

  1. Outsider – Stephen King (Editora Suma)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Outsider, de Stephen King, Editora Suma

Depois de alguns anos, um King inédito. E ele acertou a mão. As duzentas primeiras páginas deste livro são frenéticas.  Numa cidade americana um menino é encontrado empalado e com sinais de violência sexual.  Além de impressões digitais e DNA, existem diversas testemunhas que têm certeza que o assassino do menino é Terry Maitland, o treinador do time de futebol americano da cidade e por isso Ralph,  o detetive da cidade realiza uma  prisão midiática durante um importante jogo de futebol.  Mas Terry tem um álibi irrefutável.  E é ai que o livro pega fogo. Como que uma pessoa podia estar em dois lugares ao mesmo tempo? E para deixar o leitor ainda mais avido por virar as páginas do livro, King ainda não tem apego aos seus personagens, e elimina-os sem dó na nossa frente, fazendo que o leitor se sinta levando uma rasteira, tudo com o objetivo de nos mostrar o tamanho do mal causado por aquele evento. Quando percebemos, já estamos na metade do calhamaço e queremos mais. Infelizmente para o meu gosto, este livro tem um final muito “King”, apelando para assuntos que para mim deixam o texto um pouco mais pobre. Mas o caminho até o final é tão bom que este é sem duvida um dos melhores lançamentos de 2018 e a cena do tribunal é uma das melhores cenas já escritas até hoje.

  1. Flores Partidas – Karin Slaughter (Editora Harper Collins)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Flores Partidas, de Karin Slaughter, Editora Harper Collins

Mais um livro que vale a pena ler sem saber muito coisa sobre a sinopse, mas se te disserem que este livro pinga sangue, não ache que é exagero.  Outro ótimo thriller lido este ano, conta a estória de Claire, que após perder o marido, descobre que ele tinha diversos segredos.  No passado, ela se separara de sua irmã, pois esta acusara seu futuro marido de tentar estupra-la. Agora com a ajuda da irmã ela vai a fundo tentando entender quem era aquele homem com que se casou e essa “escavação” fica cada vez mais sem fundo, e o leitor cada vez mais sem fôlego. Um livro cheio de plot twists e com um nível de crueldade que nos faz pensar que se a autora pensou tudo aquilo, deve ser uma psicopata.  As 150 páginas finais deste livro são incríveis.  Nós leitores queremos vingança, e precisamos que Claire consiga isso. Este livro atualizou o significado da palavra maldade. Se você curte emoções fortes, embarque nesta estória, sabendo que vai se surpreender. (Clique aqui para acessar a resenha completa deste livro https://mundohype.com.br/reviews/review-flores-partidas-de-karin-slaughter/)

  1. O Homem de Areia – Lars Kepler (Editora Alfaguara)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – O Homem de Areia – Lars Kepler, Editora Alfaguara

Não podia faltar nesta lista um thriller nórdico. O Homem de Areia vem da Suécia. E é na neve de Estocolmo que um rapaz é encontrado quase com hipotermia. No hospital ele informa que seu nome é Mikael e a policia descobre que ele fora dado como morto há 7 anos. Na época ele tinha desaparecido com sua irmãzinha, e agora ele afirma que ela também está viva, mas ele não sabe onde era seu cativeiro. Há sete anos, quando as crianças desapareceram , o detetive Joona Lima prendeu Jurek Walter, um homem solitário e sem passado,  que foi acusado e condenado por este e diversos outros crimes de desaparecimento. Ele nunca confessou, mas por ser considerado extremamente inteligente,  encontra-se em uma penitenciária de segurança máxima sem ter direito a falar nem com advogado. Numa luta contra o tempo, a policia precisa infiltrar um agente no presidio e fazer com que Jurek passe a confiar nesta pessoa e fale algo sobre seus crimes, dando alguma pista de onde podem encontrar a garota desaparecida.  Mas Jurek é completamente manipulador. Como faze-lo falar?  Este livro tem capítulos curtos e ação incessante, trazendo um dos melhores psicopatas do ano. O final peca um pouco em exageros que beiram o filme Sexta Feira 13, mas nada que apague o valor da obra. Diversão garantida.

  1. Entre Quatro Paredes – B.A. Paris (Editora Record)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Entre Quatro Paredes, de B.A. Paris, Editora Record

Grace e Jack são o casal perfeito. Moram numa linda casa que Jack mandou construir para Grace. Ele é um advogado famoso por defender mulheres que sofrem violência por seus maridos. Ela, linda e inteligente,  deixou seu trabalho após o casamento, e hoje cuida da casa, pinta quadros, costura e faz deliciosos jantares para receber os amigos do casal.  Eles estão sempre juntos. O  email deles é conjunto. As fotos da lua de mel na Tailândia são lindas. Eles não têm segredos entre eles. Ela nem tem celular, pois acha isso uma intromissão em sua privacidade. Quem precisar falar com ela pode esperar, ou encontra-la em casa. Um casamento perfeito! Ou a mentira perfeita? Este é um dos livros mais claustrofóbicos que li na minha vida. O vilão deste livro também atualiza o significado da palavra maldade no dicionário. Nenhuma resenha que eu tivesse lido me preparou para este thriller psicológico. Muitas vezes nos colocamos no papel da personagem principal e nos perguntamos como ela tolera aqui, mas Jack está sempre um passo a frente. Impossível  não nos sentirmos impotentes como ela e  nos desesperamos , pois sabemos que o tempo de Grace está se esgotando e achamos que não vai haver uma solução para aquilo. A estória é tao absurda, mas no fundo percebemos que aquilo é possível de acontecer no mundo real. Livro para ser lido em um folego só. Se seu estomago aguentar tanta maldade.

________________________________________________________________________

 

Os bons

  1. O Guardião Invisível – Dolores Redondo (Planeta Brasil)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – O Guardião Invisível, de Dolores Redondo, Editora Planeta

Temos aqui um thriller espanhol, que se passa em uma cidadezinha numa região montanhosa no norte da Espanha. Mas ele não é só isso. Possui diversas características muito diferentes que fazem a leitura valer muito a pena. O livro começa com a policia encontrando um corpo de menina em uma floresta. Ela está enforcada com uma corda e numa posição angelical, como se tivesse sido limpa. Não existem sinais de abuso sexual, mas as roupas da menina estão todas rasgadas em tiras, seu púbis está depilado e sobre seu genital foi encontrado um doce típico da região. Por conhecer a região, a inspetora Amalia Salazar é indicada para a investigação, mas ao retornar a sua cidade natal, ela começa a perceber que escondeu de si mesma muitas lembranças de um passado cruel vivido, e isso passa a influenciar direto na investigação, já que ela precisa enfrentar sua família e sua historia, a qual tinha feito questão de apagar.

  1. Objetos Cortantes – Gillian Flynn (Editora Intrínseca)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Objetos Cortantes, de Gillian Flynn, Editora Intrínseca

Gillian Flynn já se estabeleceu como a grande escritora americana de thrillers e tem o dom de criar mulheres perturbadas. A garota da vez é Camille, alcoólatra nas horas vagas, que trabalha em um jornal pequeno e sem prestigio e tem que retornar a sua cidade natal, da qual saiu há 8 anos,  para fazer uma reportagem sobre uma garota que está desaparecida e outra que foi assassinada.  Neste retorno ela terá que enfrentar diversos fantasmas, sendo sua família o principal deles.  No passado, na conturbada relação entre ela e sua mãe, algo muito ruim aconteceu, que trouxe um vicio para Camille: A automutilação. As descrições sobre esta “doença” são extremamente impactantes. Mas naquela cidade não é só o passado que incomoda. Camille tem que voltar a conviver com sua mãe, seu padrasto e sua meia irmã, que nunca conheceu. E nada prepara o leitor para o nível de perturbação destes personagens. O livro todo tem um clima lúgubre, onde ficamos com vontade de mandar Camille sair daquele ambiente toxico. Investigando o que ocorreu naquela cidade, ela descobrirá que sua família tem segredos muito piores do que ela imaginava, e o mais uma vez a autora consegue surpreender o leitor , já que não tem medo de pegar pesado com a perversão de seus personagens. Foi transformado em série este ano pela HBO com grande sucesso.

  1. Ninfeias Negras – Michel Bussi (Editora Intrínseca)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Ninfeias Negras, de Michel Bussi, Editora Arqueiro

Este é um thriller francês e tem a melhor introdução que já li. “Num vilarejo, viviam três mulheres. A primeira era má; a segunda, mentirosa; a terceira, egoísta.” Em Giverny, na França, um homem foi encontrado assassinado em um dos regatos imortalizados por Monet. Ele fora apunhalado, afogado e sua cabeça esmagada com uma pedra. A vítima parecia ser um mulherengo e também negociava quadros de Monet. Em seu bolso havia um postal de feliz aniversário de 11 anos e uma frase retirada de um livro antigo. Em paralelo a isso temos 3 mulheres buscando sua liberdade naquela cidade que, em louvor a Monet,  ficou parada no tempo. Para fins de turismo, todos os lugares pintados por Monet são mantidos iguais até hoje como se o tempo não tivesse passado, e o autor se aproveita disso para contar uma estória em diversas camadas, como um quadro onde o tempo é um fator extremamente importante. A cada capitulo ele vai dando uma nova demão de tinta, e só ao fim conseguimos enxergar a obra completa e entender a ligação entre a velha fofoqueira, a bela professora que vive com um marido que não ama, a menina jovem que ama pintar e a vitima. Diferente de outros thrillers, aqui o ritmo é bem mais lento, pois na verdade o autor precisava deste tempo para pintar seu quadro. Mas esteja preparado. Este livro é quase como um truque de mágica. O autor distrai o leitor com algo ali à esquerda, porém toda a verdade está do lado direito. A realidade está associada a idade de quem a vê.

  1. As Viúvas – Lynda La Plante (Editora Intrínseca)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – As Viúvas, de Lynda La Plante, Editora Intrínseca

As Viúvas é uma mistura de drama, aventura e thriller, pois tem diversos plot twists.  Logo no inicio, um grupo de homens tenta assaltar um carro forte e tudo dá errado, matando todos.  Dolly, a viúva do chefe do grupo encontra documentos do marido que comprometem políticos e o chefe do crime local, e junto encontra os planos para o assalto.  Surge então a ideia: Por que não executar o plano do roubo com pequenas mudanças? Mas para isso precisa de uma equipe. Sendo assim, nada mais correto que chamar as viúvas para realizar este trabalho, já que os maridos morreram tentando.  De repente aquelas mulheres precisam aprender a roubar carros, mexer com armas, usar disfarces e roubar um carro forte. O problema é que enquanto elas seguem executando o plano, elas precisam enganar a policia e o líder do crime organizado da região, pois ambos desejam botar as mãos nos documentos deixados pelo marido de Dolly.  Mas o que ela não sabe é que neste jogo ainda existe mais um apostador, que pode estar manipulando a todos, só esperando para se dar bem.  Impossível não torcer por estas ladras. (Clique aqui para acessar a resenha completa do livro https://mundohype.com.br/reviews/review-as-viuvas-de-lynda-la-plante/)

  1. As Sobreviventes – Riley Sager (Editora Gutenberg)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – As Sobreviventes, de Riley Sager, Editora Gutemberg

Quincy é uma Garota Remanescente, apelido criado pela imprensa americana para definir três garotas que sobreviveram a crimes com seriais killers no estilo de filmes como Sexta Feira 13. Quincy estava num chalé com amigos. Todos foram mortos, menos ela.  O seu trauma foi tão grande que ela não consegue lembrar tudo o que aconteceu naquela noite, isso permite que ela leve uma vida normal nos últimos 10 anos. Está casada, mora num lindo apartamento em Manhattan e tem um blog sobre confeitaria.  Tudo vai bem até o dia que ela recebe uma ligação de Coop, o policial que a encontrou na floresta e que se tornou seu amigo, informando que Lisa, outra garota sobrevivente como ela, suicidou-se. Ela está tentando aceitar esta informação, quando Sam, a outra garota aparece em sua porta com a intenção de juntas superarem a noticia. Porém aos poucos Sam passa a demonstrar um estranho interesse no passado de Quincy e passa a testa-la cada vez mais até os seus limites, trazendo muitas duvida para o leitor. Quem é Sam? Quem é Quincy? Lisa realmente se suicidou? O que Quincy esconde em sua falta de memória sobre a noite do Chalé? De uma maneira intrigante a autora novata nos leva a criar diversas teorias, para no fim nos mostrar o quão enganado estávamos em um final tenso e surpreendente.

  1. O casal que mora ao lado – Shari Lapena (Editora Record)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – O Casal Que Mora Ao Lado, de Shari Lapena, Editora Record

Anne e Marco aceitam o convite para jantar na casa dos vizinhos, porém a dona da casa não curte muito crianças. Eles tinham chamado uma baba, mas na ultima hora ela tem um imprevisto. Marco convence Anne a deixar a menina no berço e a cada meia hora um deles irá a casa para ver se está tudo bem. A noite segue tranquila, porém quando voltam para casa no inicio da madrugada, a menina desapareceu.  Começa ai uma estória muito bem contada e cheia de reviravoltas onde todo mundo tem alguma coisa a esconder.  Perguntei-me como a autora ia conseguir segurar um livro com uma premissa tão básica, mas ela faz isso magistralmente, pois o conflito inicial só vai crescendo. No começo ficamos aflitos junto com o casal, e assim como a policia passamos a criar muitas teorias. Anne tem depressão pós-parto. Terá matado a filha e Marco escondeu o corpo para acoberta-la? Marco está com problemas financeiros, terá ele forjado o sequestro da menina?  Lá pela metade a estória tem uma virada que nos mostra outro lado dos personagens, e quando achamos que já percebemos tudo, a autora nos mostra que ainda tem mais cartas na manga.  Livro para ler de uma vez só. Perfeito para virar um filme.

________________________________________________________________________

As frustrações

  1. Roleta Russa –Jason Matthews (Editora Arqueiro)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Roleta Russa, de Jason Matthews, Editora Arqueiro

O ano já começou com promessa não cumprida. Roleta Russa em inglês chama-se Red Sparrow, o mesmo nome do filme com Jennifer Lawrence e significa Pardal Vermelho. Sendo assim, o livro já é uma enganação desde a tradução do titulo. A sinopse vende que a personagem principal é Dominika, uma Sparrow, um tipo de espiã russa treinada em sedução que precisa usar seus treinamentos para descobrir o segredo de um espião americano.  Fui ler imaginando uma espiã forte. Encontrei um livro chato, maçante e preconceituoso.  Não há nenhum plano maquiavélico de sedução, somente espiões andando durante páginas e páginas para despistar possíveis perseguidores.  A personagem feminina é uma coitada e os masculinos são completamente misóginos (Os russos, que a tratam como um objeto) ou xenófobos (Os americanos, que se acham os melhores espiões do mundo). Uma perda de tempo.  É o primeiro de uma série. Para mim foi o ultimo e já foi demais. A única coisa que se salva neste livro são as receitas russas a cada fim de capitulo. Fui procurar um thriller e achei um livro de receitas.

  1. Você – Caroline Kepnes (Editora Rocco)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Você, de Caroline Kepnes, Editora Rocco

Outra frustração 2018. Li este livro porque vi que a Netflix ia lançar uma série. A série manteve o nome em inglês You.  Joe trabalha numa livraria. Lá ele conhece Beck, quando ela entra para comprar um livro. É uma paixão a primeira vista, e na sua logica ele sabe que é reciproco, porque ela fez questão de pagar com cartão de credito, para que ele pudesse saber seu nome e procura-la. E é o que ele faz. Passa a stalkea-la em todas as redes sociais, e estando sempre a frente dela, passa a conquista-la com tudo aquilo que sabe que ela gosta. Podia ser uma estória de amor. Mas Joe é um psicopata. Podia ser um ótimo thriller. Mas Joe é um chato. Ele detesta tudo e todos. E detesta, e detesta, e detesta. Era para ser sarcástico e irônico, mas para mim era um depressivo destilando fel o tempo todo, o tipo de gente que em tempos atuais tornou-se extremamente fácil encontrar, já que com a internet todo mundo tem opiniões e conhecimentos melhores que os outros. Outro ponto muito negativo do livro é que Joe não tem alguém que lhe ameace. Ele comete crimes e nunca tem ninguém para lhe investigar. É tudo simples. Talvez, como psicopata ele não tivesse medo mesmo, mas aqui ele não tem medo, porque realmente a autora não quis criar nenhuma ameaça para o personagem. Talvez sua maior ameaça seja a própria Beck, que é tão mesquinha que você acaba torcendo mesmo pelo psicopata. (Clique aqui para ver a resenha completa deste livro https://mundohype.com.br/reviews/review-voce-de-caroline-kepnes/

  1. A Mulher na Janela – A.J. Finn (Editora Arqueiro)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – A Mulher na Janela, de A. J. Finn, Editora Arqueiro

Um dos maiores hypes do ano para mim foi uma das maiores decepções do ano. A mulher na janela chama-se Anna Fox. Ela é uma psicóloga que sofreu um grande trauma e agora sofre de Agorafobia, ou seja, ela não consegue sair da casa onde vive sozinha, pois seu marido e filha estão morando em outro local. O autor nos apresenta sua vida atual, onde sua rotina consiste em jogar xadrez na internet, participar de um site para pessoas com o mesmo problema que ela, ver filmes antigos de suspense, falar com seu marido por telefone, beber muiiiiiitttto , tomar remédios junto com estas bebidas e espionar seus vizinhos com sua mega câmera fotográfica. Nessa rotina ela percebe que tem novos vizinhos, os Russels, que consistem em um pai estranho, um filho amoroso e uma mãe que de repente torna-se sua amiga. Para ela a rotina está bem, até que ela testemunha um assassinato.Mas será que realmente houve um assassinato? Como confiar numa testemunha tão instável que mistura remédios com álcool em quantidades extremas?Esta era uma das premissas do livro. Fazer o leitor ter a mesma duvida da personagem, mas o que temos aqui é uma convenção tão grandes de clichês que sinceramente fica difícil ter grandes surpresas. Eu estava com tanta vontade de ler este livro que ele acabou sendo uma decepção. Para mim é somente um livro ok para iniciantes em thrillers. Se você como eu, já leu muitos thrillers e até assistiu Janela Indiscreta, as coisas aqui são muito devagar e quando aparecem as “surpresas”, você ao invés de dizer Uau, simplesmente tica mais um item no seu checklist de thrillers, garantindo que o livro seguiu o manual do curso de literatura americana atual.

  1. Um Pequeno Favor – Darcey Bell (Editora Bertrand Brasil)

Thrillers 2018
Thrillers 2018 – Um Pequeno Favor, de Darcey Bell, Editora Bertrand Brasil

Este é o pior caso de marketing do ano. A sinopse informa que este livro foi apontado como o sucessor de Garota Exemplar, e talvez esta informação tenha piorado ainda mais a leitura, pois aumentou demais a  expectativa, e me trouxe um resultado completamente frustrante. Stephanie é mãe solteira. Ela tem um blog sobre maternidade e vive somente para isso e seu filho. Na escola do filho ela conhece a estonteante mãe de um amiguinho. Emily: linda, rica, chique,  bem casada, com o emprego dos sonhos. Surge uma amizade. Ambas passam a se ajudar e aos poucos vão se conhecendo melhor. Até que um dia Emily liga para Stephanie e pede para ela pegar seu filho na escola, pois está enrolada no trabalho. Acontece que Emily não volta para buscar o menino nem naquela noite nem no dia seguinte. O pai que estava viajando, volta e também não sabe o que aconteceu. Passado um tempo, o corpo de Emily é encontrado em um lago. E ai começa uma sequência de coisas estapafúrdias que só vão irritando o leitor. Stephanie e Emily são duas personagens insuportáveis e é difícil chegar ao final deste livro, que por sinal é um desrespeito ao leitor.  Foi transformado em filme este ano, e conseguiram melhorar um pouco a estória. A autora se deseja ser uma Gillian Flynn precisa retornar para a escola que ensina a escrever thrillers, pois ela não passou no curso. Faça um pequeno favor: Fique longe deste livro.

________________________________________________________________________

Estes são os livros neste gênero que lemos este ano. Lembrando que nem todos foram lançados em 2018.

E você, amigo leitor? Leu algum destes? Concorda ou discorda de nossa opinião?

Tem outros para indicar ? Deixe suas dicas e opiniões nos comentários. Quem sabe sua dica não aparece aqui na lista de 2019?

Obrigado por ter nos acompanhado este ano e continue por aqui no próximo ano.

Feliz 2019.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet