Cavaleiros Do Zodíaco

Quando se adapta uma obra original, muitas vezes ocorrem grandes diferenças na mídia em que ela ganhou uma versão. Assim como livros, HQs, games que ganham adaptações para o cinema, entre mangás que viram animes, também pode acontecer. Então resolvi trazer hoje aqui no Top MN 5 diferenças entre o Mangá e o Anime de Cavaleiros do Zodiaco. Eleve seu cosmo e venha conferir.

1 – Acredito que essa seja a maior diferença. Os cem órfãos eram todos meio-irmãos, filhos de Mitsumasa Kido com várias mulheres. No anime isso foi alterado (exceto Ikki e Shun que continuaram sendo irmãos). Todos eram órfãos que foram arrancados de seus lares e postos sob tutela da Fundação Graad.

2 – No anime a partir do 15º episódio uma sequência de cavaleiros inexistentes no mangá aparecem. Entre eles Dócrates, Geisty e os cavaleiros fantasmas, Píton, o cavaleiro de fogo, Cristal, entre outros.

3 – A luta entre Saga e Ikki no mangá é mais extensa do que no anime. Além de ambos infligirem golpes que mexem com a mente, Saga faz uso de sua técnica mais poderosa Explosão Galáctica. No anime isso só é visto no filme A Lenda dos Defensores de Atena e na Saga de Hades. (Essa luta acontece na Saga da Batalha das 12 Casas)

4 – A Saga de Asgard sequer existe no mangá. Ela foi criada porque o anime havia alcançado a cronologia do mangá, então essa saga foi criada para ganhar tempo e acabou até que se encaixando bem entre o Santuário e Poseidon.

5 – No Mangá Hyoga é discípulo de Camus de Aquário e recebe uma carta do Mestre do Santuário dizendo para matar os outros cavaleiros de bronze e levar a armadura de Sagitário de volta ao Santuário, mas o cavaleiro de Cisne faz amizade com os outros cavaleiros e desobedece o mestre do Santuário. Já no anime Hyoga é discípulo do Cavaleiro de Cristal e não recebe nenhuma ordem do Santuário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here