Indicação | Cinco autoras brasileiras para se conhecer em 2020

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês algumas indicações bem rápidas, mas muito interessantes, de autoras brasileiras contemporâneas que valem a pena conhecer nesse ano (e em qualquer outro, diga-se de passagem). Vamos lá?

Carina Rissi

Carina Rissi - SOBRE A AUTORA
Carina Rissi

A primeira autora que posso recomendar é Carina Rissi. Carina é paulista, leitora voraz e uma das autoras fortes no gênero chick-lit. A indicação da vez é o livro Procura-se um marido, lançado em 2012, que tem nota 4,5 no Skoob.

Procura-se um marido
Capa do livro Procura-se um marido

Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império a não ser, é claro, que esteja devidamente casada.
Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel.
Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Garanta seu exemplar na Amazon

 

Lucy Vargas

Sobre a Autora - Lucy Vargas
Lucy Vargas

A próxima autora é a Lucy Vargas. Ela é carioca e eu adoro acompanhar seus ‘causos’ da vida no Facebook. Lucy é a dama dos romances de época, e depois de ler um livro dela, garanto que vão querer ler todos. A minha indicação da vez é seu romance O refúgio do Marquês, publicado pela Editora Charme, e que já fiz resenha aqui no site (link aqui).

O Refúgio do Marquês
Capa do livro O refúgio do Marquês

Sinopse: Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.

Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.

Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.

Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.

Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?

Garanta seu exemplar na Amazon

 

Conceição Evaristo

Conceição Evaristo fala da Flip, de racismo e da possibilidade de ...
Conceição Evaristo

Conceição Evaristo é uma romancista e poetiza mineira, de Belo Horizonte. Conceição tem participação em revistas e publicações, nacionais e internacionais, que tem por tema a afrobrasilidade. Ela é reconhecida por ser participante ativa dos movimentos de valorização da cultura negra em nosso país. Minha recomendação é o livro Olhos d’água, que tem nota 4,4 no Skoob e está na minha lista de próximas leituras.

Olhos d

Sinopse: Em Olhos d’água Conceição Evaristo ajusta o foco de seu interesse na população afro-brasileira abordando, sem meias palavras, a pobreza e a violência urbana que a acometem.

Sem sentimentalismos, mas sempre incorporando a tessitura poética à ficção, seus contos apresentam uma significativa galeria de mulheres: Ana Davenga, a mendiga Duzu-Querença, Natalina, Luamanda, Cida, a menina Zaíta. Ou serão todas a mesma mulher, captada e recriada no caleidoscópio da literatura em variados instantâneos da vida? Elas diferem em idade e em conjunturas de experiências, mas compartilham da mesma vida de ferro, equilibrando-se na frágil vara que, lemos no conto O cooper de Cida, é a corda bamba do tempo.

Em Olhos d’água estão presentes mães, muitas mães. E também filhas, avós, amantes, homens e mulheres – todos evocados em seus vínculos e dilemas sociais, sexuais, existenciais, numa pluralidade e vulnerabilidade que constituem a humana condição. Sem quaisquer idealizações, são aqui recriadas com firmeza e talento as duras condições enfrentadas pela comunidade afro-brasileira.

Conceição Evaristo é mestra em Literatura Brasileira pela PUC-Rio, e doutora em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense. Suas obras, em especial o romance Ponciá Vicêncio, de 2003, abordam temas como a discriminação racial de gênero e de classe. A obra foi traduzida para o inglês e publicada nos Estados Unidos em 2007.

Garanta seu exemplar na Amazon

 

Clara de Assis

De Tudo um Pouquinho: [Conhecendo o Autor] Clara de Assis
Clara de Assis
Clara de Assis é outra carioca que conheci apenas esse ano ao ler Aluga-se um Noivo, da Editora Charme. Clara navega por vários meios – chick lit, thriller, fantasia, comédia romântica – e parece agradar em todos eles. Minha recomendação é Aluga-se um noivo, livro que li em um dia e só parava para rir das situações malucas que os personagens se metiam.

Aluga-se Um Noivo

Sinopse: Nada poderia ter afetado tanto Débora Albuquerque quanto ter de enfrentar seu ex-namorado como padrinho de casamento do irmão. Como se não bastasse, acompanhado por sua nova namorada, ninguém menos que Letícia, a quem Débora um dia chamou de amiga.

A situação já parecia bastante ruim, quando Débora teve a brilhante ideia de não ir à festa sozinha. Para isso, contratou um garoto de programa, Théo, fingir ser seu namorado e juntos seriam o casal mais feliz do mundo.

Por sorte, ou não, a inseparável melhor amiga de Débora, Carol, resolveu dar uma ajudinha, e o que antes era uma loucura, tornou-se algo mais complicado que nunca: Théo foi de namorado a noivo num piscar de olhos.

Débora estava disposta a pagar quanto fosse para não aparecer sozinha na festa. Théo seria o namorado ideal: lindo, sofisticado, com sotaque italiano e extremamente sedutor.

O plano era perfeito… até Débora se apaixonar.

Garanta seu exemplar na Amazon

 

Ana Maria Gonçalves

Ana Maria Gonçalves conversa sobre “Um Defeito de Cor” e autografa ...
Ana Maria Gonçalves

Ana Maria Gonçalves é outra autora mineira (juro que não estou prevalecendo meu estado) que publicou em 2002 seu primeiro livro, quando abandonou a profissão de publicitária. ”Dotada de aguçada visão crítica quanto às relações sociais vigentes e solidária com os estratos subalternizados da população, Ana Maria Gonçalves vem participando de inúmeros debates no Brasil e no exterior.”¹ Minha indicação da autora é Um defeito de cor, livro com avaliação 4,7 no Skoob e dezenas de avaliações positivas e recomendações dos leitores, e que também já está na minha lista de próximas leituras.

Um defeito de cor

Sinopse: Fascinante história de uma africana idosa, cega e à beira da morte, que viaja da África para o Brasil em busca do filho perdido há décadas. Ao longo da travessia, ela vai contando sua vida, marcada por mortes, estupros, violência e escravidão. Inserido em um contexto histórico importante na formação do povo brasileiro e narrado de uma maneira original e pungente, na qual os fatos históricos estão imersos no cotidiano e na vida dos personagens, Um defeito de cor, de Ana Maria Gonçalves, é um belo romance histórico, de leitura voraz, que prende a atenção do leitor da primeira à última página. Uma saga brasileira que poderia ser comparada ao clássico norte-americano sobre a escravidão, Raízes.

Garanta seu exemplar na Amazon

 

Minha lista tem apenas cinco autoras, mas podemos ter uma segunda parte caso vocês achem que sua autora favorita deve estar nessa lista. Deixem nos comentários quais outras gostariam de ver por aqui.

Sobre o autor

Leia mais Originais

“TOP FIVE DA NOVA” – EDIÇÃO Nº 16

Boa tarde aos amigos do “Mundo Hype” !!! Após pensar muito sobre algo novo e que chamasse o nosso público para participar, resolvemos trazer de...

“TOP FIVE DA NOVA” – EDIÇÃO Nº 15

Boa noite aos amigos do “Mundo Hype” !!! Após pensar muito sobre algo novo e que chamasse o nosso público para participar, resolvemos trazer de...

Drops Hype Nº 12 | BATMAN DAY 2020

Bom dia amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Entrevista com Hugo L. I. Cukurs

Olá leitores do Mundo Hype! Aproveitando o mês da literatura nacional, trouxe para vocês uma entrevista com um autor brasileiro sensacional!  Hugo L. I....