“No fim, só haverá caos.”

– Atena, God of War III

Vocês estão preparados para o fim dos tempos, meus queridos filhos de Odin? Estão prontos para superarem essa calamidade ao lado de Thor em seu mais novo filme? Então antes disso, vamos conhecer um pouco mais sobre o Ragnarok da cultura nórdica no Hype Curiosidades de hoje – Você Conhece o Ragnarok?

Não se sabe ao certo quando surgiu a narrativa “Ragnarok”. Alguns historiadores acreditam que o Ragnarok veio a surgir após a cristianização dos territórios nórdicos devido as grandes semelhanças que o “fim do mundo nórdico”tem com o “fim do mundo cristão”, servindo como inspiração para a sua criação. Podemos notar também semelhanças com outras crenças/mitologias, como se o Ragnarok fosse uma mistura desses demais eventos em um único conto.

Esta história vem a aparecer primeiramente no século XIII em Edda em verso ou Edda poética, que é uma coleção de poemas onde são apresentados poemas mitológicos e heróis nórdicos, escritos pelo historiador Snorri Sturluson.

No Edda em verso, o Apocalipse Viking é conhecido como Ragnarökr ou Ragnarökkr, o que podemos traduzir como Crepúsculo ou Julgamento dos Deuses e vocês irão entender agora o porquê!


Ragnarok

Como vocês viram, este evento será denominado como o fim do mundo na cultura nórdica, onde uma guerra entre os deuses Aesires (Asgardianos) e Vanires, liderados por Odin, contra os Jotuns (Gigantes) liderados por Loki e seus filhos. Esta guerra acontecerá em Vigrid, porém os efeitos dela serão catastróficos para os mundos de Yggdrasil.

Após várias profecias e presságios sobre o fim dos tempos estar chegando, os deuses e deusas discutiam sua verossimilidade. Entretanto, o pior viria mais a frente com a concretização de uma das primeiras profecias: a morte do deus Balder pelas mãos indiretas de Loki. Com isso, os deuses se reuniram e se prepararam para o fim iminente e toda essa preparação para o preludio do fim, deixava os nove reinos descontroláveis, mostrando claramente o fim se aproximando.

Aqui na terra – ou Midgard – não será diferente: a população entrará em um estado frenético de guerra e maldade. O Fimbulwinter chegará, que são três longos invernos em seguidas, sem nenhuma estação entre eles, piorando ainda mais as condições aqui. Quem diria que os Starks (Game of Thrones) estariam certos!?

Os lendários lobos Skoll (Perseguidor do Sol) e Hati (Perseguidor da Lua) devorarão os respectivos astros cujo cada um persegue, desencadeando assim um avassalador terremoto em Midgard, libertando Loki da prisão. Jörmungandr, a Serpente do Mundo, despertará emergindo do mar. Fenrir quebrará as correntes que o prenderam a muito tempo e partirá atrás de morte e destruição, dando início assim, ao Ragnarok.

O primeiro cenário desta guerra será na própria Asgard. Heimdall verá um enorme exército de gigantes se aproximando dos portões e no meio deles, Loki. Ao soar o “Chifre Retumbante”, os Asgardianos junto aos Einherjar (Guerreiros mortos de Valhalla) e aos Vanires partirão para o combate contra os gigantes, com Odin os liderando.

A batalha será violenta, muitos morreram, e nem os próprios deuses escaparão deste destino mortal:

  • Thor partirá para Midgard para enfrentar Jörmungandr, resultando na vitória do deus, porém em um segundo de descuido, a serpente o pica e seu veneno causará o último suspiro do deus do trovão.
  • Heimdall lutará com Loki e ambos morrerão nesta batalha. Infelizmente não foi descrito como foi esta luta, apenas que ambos morrem.
  • Odin enfrentará o enfurecido Fenrir, que por fim conseguirá matar o Pai de Todos, porém, um de seus filhos, Vidar, partirá atrás do lobo gigante em busca de vingança e assim, partindo a fera literalmente ao meio. (Você conferiu a imagem ilustrativa da luta no inicio do post)
  • Surtur (sim, aquele demônio de fogo que vimos no trailer do filme lutando contra o Hulk), também entrará numa batalha feroz contra o deus Freyr e vencerá.

No termino da guerra, Surtur transformará quase todos os mundos em literalmente um inferno. Apenas Midgard que se transformaria num mundo coberto por água.


É o Fim?

Odin, de alguma forma, previu que o Ragnarok seria o fim de muitos, mas o reinicio para poucos.

Um casal de humanos e somente este casal sobreviveu a calamidade, se refugiando na Yggdrasil, com isso, sobrando a missão de repovoar Midgard novamente.

Alguns deuses também sobreviveram, como os filhos de Thor, Vidar que deu um fim a Fenrir, entre outros.


Personagens de Thor: Ragnarok na Mitologia Nórdica

Dada essa premissa sobre o Ragnarok, agora quero apresentar para vocês os personagens que iremos ver neste último filme do deus do trovão e como eles são na cultura nórdica:

Hela:

Hela – ou Hel – é a deusa da morte e soberana de Helheim, o submundo. Ela é filha de Loki com a gigante Angrboda – acredito que este detalhe não estará no filme – e por isso, Fenrir e Jörmungandr acabam sendo seus irmãos, formando assim uma família bem miscigenada  e bem dentro dos padrões da sociedade (até parece).

Logo após seu nascimento, Odin baniu Hela para o submundo, que fica localizado nas profundezas de Nilfheim, e lá, ela se tornou a governante deste reino. Desde então, a deusa é a responsável por decidir o destino daqueles que morreram por causas naturais ou doenças.

Seu palácio localizado no centro do reino, as portas principais para entrar é protegida por um cão chamado Garm (lembrou de alguma outra mitologia?). Hela, por ser praticamente a juíza do lugar, ela condenava as más almas para uma redondeza gélida, onde sofreriam a tortura o resto da eternidade. Porém não pense que a deusa é só malvada com as almas: as almas que não eram banidas, Hel cuidava delas pessoalmente, guiando-as para o caminho da reencarnação.

No Ragnarok, Hel é responsável por entregar o Naglfar para Loki, o Navio dos Mortos, onde o deus trapaceiro parte para Asgard com os gigantes de Jotun.

Surtur:

O demônio de fogo gigante no fim do trailer que causou alvoroças reações, Surtur. Na verdade, Surtur é o ancião dos Jotuns e líder dos gigantes de fogo de Muspelheim.

O grandalhão é uma das figuras principais para o Ragnarok (como vocês viram lá em cima), partindo com toda sua força para cima do deus Freyr, e depois do desfecho da guerra, incinerando os mundos completamente.

Por incrível que pareça, o grandão tem poucas participações nas histórias da mitologia nórdica. Alguns estudiosos do assunto acreditam que Surtur foi o primeiro ser de Yggdrasil, sendo criado a partir do fogo primordial. Existe uma teoria que o fogo de Surtur foi capaz de, com o tempo, revelar o primeiro deus da mitologia, Buri, o pai de Odin. Se esta teoria estiver certa, podemos dizer que Surtur é o começo e o fim da vida.

Diferente dos gigantes de gelo, Surtur e seus filhos não tem tantos conflitos com os deuses, ficando apenas no aguardo do Ragnarok, para assim sair da surdina.

Curiosidades: Surtur aparece na capa do álbum da banda Amon Amarth, Surtur Rising.

Valquírias:

Belíssimas mulheres com armaduras brilhantes e montadas em cavalos alados, o sonho de todo guerreiro viking é ver uma Valquíria no campo de batalha, para leva-lo a Valhalla.

A princípio, as Valquirias são assistentes de Odin, servindo comida e bebida no grande salão, e além disso, são as responsáveis por escolher os guerreiros mais corajosos mortos em combate em Midgard, para serem levados e recrutados pelo Pai de Todos. Estes guerreiros eram de grande interesse de Odin, já que era de seu conhecimento precisar de uma legião de soldados para o Ragnarok, o que é um pouco contraditório, pois ele também sabia que neste evento o fim era inevitável.

Os vikings acreditavam que as Valquírias emergiam das nuvens, em meio a relâmpagos e trovoes provocados pelo galope de seus cavalos alados (podemos ver esta cena descrita também no trailer de Thor: Ragnarok).

Embora esta aparência de guerreira, elas também eram consideras deusas da fertilidade, pois o orvalho que umedecia a terra vinha do suor dos cavalos e a aurora boreal (aquele fenômeno que vemos no céu com linhas coloridas de luz solar) era o reflexo da luz em seus escudos.

 

E aí, aprendeu um pouquinho sobre o Ragnarok? Deixe seu comentário e não esqueça de compartilhar o Hype Curiosidades – Você Conhece o Ragnarok?