Review | Bright Side by Kim Holden

Estou aqui tentando decidir por onde começar a contar o que achei de Bright Side, porque tudo o que eu sei é que é um livro que merece ser aclamado tanto pelo seu conteúdo inovador como pelo talento da autora Kim Holden.

Sabe aquele livro que você caça resenhas, lê todas e tenta absorver tudo o que pode para ir preparada quando for ler? Pois é, eu me dei mal, pois nada do que li me satisfez ou me preparou para o que eu encontrei quando efetivamente comecei a ler.

“Digo a mim mesma que eu só vou parar e me apresentar, mas quando estaciono no meio-fio, já estou debatendo se eu preciso de um pequeno ou grande como de costume. O café é crack, eu juro. Eu não posso resistir a ele. Eu não posso dizer não. Eu começo a racionalizar a visita, dizendo a mim mesma que eles podem estar contratando. E eu preciso de um emprego, para ontem.”

Se você entende inglês, Bright Side é isso mesmo que o título diz: Lado Brilhante. Mas de que? Bom, melhor seria você perguntar: “de quem?”. Porque a Kate, nossa protagonista tem esse lado incrível que você tem que conhecer. Ela é brilhante, positiva, não reclama e encara a vida num otimismo de dar inveja. O mundo dela pode estar ruindo, mas Kate estará te convencendo de que há um lado positivo, que você verá e caminhará junto com ela.

“Eu não estou dizendo que você não deve perseguir sonhos e objetivos. Só não abandone o presente por causa das incógnitas do futuro. Muita felicidade é ignorada, esquecida, adiada para um ano de tempo a partir do agora que pode nunca chegar. Não esperar o seu tempo e não perca este momento para um amanhã sem garantir “.

E não somente Kate traz cor ao livro. Temos também Gus, seu melhor amigo que me fez rir muito e eu gostei muito dele e do seu amor pela música. Mas confesso que queria ter tido mais feelings por ele, principalmente por ter um segundo livro onde ele é o narrador e protagonista principal; porém ele não foi tão poderoso em me convencer de seus sentimentos. Eu sei, é loucura, mas eu tenho essa coisa de ser convencida e Gus não fez bem seu papel.

As amizades que pude presenciar como parte dessa história me encheu de esperança na humanidade, onde amigos verdadeiramente se ajudam e se importam um com outro. Clayton, Shelly, Petter, Keller, Duncan, Gus, Audrey merecem um abraço de urso por serem personagens incríveis.

“Eu me orgulho em ser uma boa amiga. Porque na vida, isso é realmente tudo o que importa… Pessoas. E tratá-los bem, estar lá para eles, isso é ser um bom amigo.”

Porém, todo o meu amor vai para Keller. Serei sempre Team Keller até morrer, pois nenhum personagem foi capaz de me tocar e misturar meus feelings numa bagunça total como ele fez. Keeler foi capaz de ser não ser apenas bonito, mas ter profundidade, ter personalidade e fazer parte da vida de alguém e realmente tocá-la.

“Eu amo você mais do que você possa imaginar”.

Agora escrevendo – ou tentando escrever – essa resenha percebo o porque de todas as outras resenhas que li fossem tão vagas. Porque se saísse algo a mais seria spoiler ou o leitor perderia a magia que o leitor deveria encontrar no livro.

Bright Side tem muitas lições para ensinar e fazer quem lê-lo refletir na vida e também na de outros como consequência. E em como nossas ações afetam outros e também nas injustiças desse mundo cruel.

Muito recomendado e como todas as estrelas do céu. E em breve teremos a oportunidade de ver esse livro em terras brasileiras pois a Editora Planeta comprou os direitos autorais tanto de Bright Side como do livro seguinte que tem o Gus como protagonista.

COMPARTILHAR

Admin – Sou a romântica desse enorme Multiverso! Livros são minha eterna paixão, HQs entraram arrombando a porta do meu coração e estão me levando a uma alegre falência… como não se apaixonar pelo Batman ou não amar o Aquaman vulgo Jason Momoa. Este é o meu mundo! Seja bem vindo a ele!