Review | Between Here and Forever by Elizabeth Scott

Já passou mais de três dias desde que acabei de lê-lo e ainda não consegui pensar em algo decente para escrever, espero que essa tentativa seja bem-sucedida. Porém, duas coisas são certas: 1°) eu amei esse livro e ele realmente precisa de uma editora para ser publicado; e 2°) quero relê-lo pelo resto da minha vida!

Talvez devesse ter começado dizendo que esse era só o último livro da Elizabeth Scott que eu queria ler, porque a autora tem tantos outros e esse meio que não me convencia com a sinopse de uma garota que se sente invisível. Mas até eu começar e perceber porque a Abby, uma garota que tem uma irmã – chamada Tess – que é super popular, no entanto, ela fatidicamente está em coma. Abby não se acha boa o suficiente (isso não é spoiler, tá na sinopse!) e só isso já me fez revirar os olhos e dizer que o livro seria um saco e cheio de todo um blábláblá de ‘olha como eu sou horrível e minha irmã é incrível’. Mas durante a leitura queimei não só minha língua, como também meu corpo inteiro! Por que não desconfiei como sempre que era a ELIZABETH SCOTT MEU DEUS, e que ela NÃO IRIA ME DECEPCIONAR?? Eu só conseguia falar “Ai meu Deus! Ai meu Deus! Ai meu Deus!”, fiquei extasiada e só falava isso e meu histórico de leitura (abaixo) ficou recheado como nunca antes.
Então como estava difícil de escrever coerentemente alguma coisa para explicar como eu amei esse livro com todo meu coração, achei mais fácil escrever as lições que essa leitura me ensinou. E foram:
1) A não julgar um personagem, porque ele pode me surpreender sendo nada daquilo que passou pela minha cabeça.
2) A amar mais minha irmã, família não é pra sempre e imprevistos acontecem. Então, irmã, eu te amo muito!
3) As pessoas não tem vidas perfeitas, onde são intocáveis e resistente. Muita coisa é editada. Nunca viva à sombra de ninguém, e preciso lembrar sempre que tenho uma vida que precisa ser vivida longamente e do melhor modo possível.
4) Que abrir mão da minha felicidade por causa de outra pessoa, não é um ato de altruísta. Isso tem outro nome: burrice!
5) Pais são os únicos que estão interessados no meu bem-estar, mesmo quando às vezes acho que não dão a mínima. Estou errada! Eles sempre estarão lá por mim.
6) Melhores amigos são para sempre. Não importa o que aconteça. NUNCA!
7) Garotos não são a perfeição em pessoa. Tem defeitos como qualquer ser humano imperfeito, independente se ele tem o aspecto de um deus da beleza. Ele é humano também.
8) O medo pode me impedir de tentar!
9) Devo deixar que outros busquem minha ajuda/apoio/conforto e não concluir que tenho que ser tal apoio, pois devem andar com seus próprios pés.
10) Preciso simplesmente deixar as pessoas irem. Se não ficaram por iniciativa própria, obrigá-las não seria sábio.
11) Se não me vejo claramente, será pouco provável que outros consigam.
Enfim, isso são só algumas coisas que “Between Here and Forever” se trata. Escrever algo sobre os personagens me absorveria demais, por que é muito além de qualquer palavra que pudesse escolher. 
Então pra você que está em dúvida de algum livro da Scott ou se não sabe se deve ler esse ou não, eu só digo que SIM, VOCÊ DEVE! Foi um dos poucos que tive vontade de começar novamente depois de terminar, e ainda não comecei nenhum outro. Estou passando por um processo intenso de Depressão Pós Livro.
Reação
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
COMPARTILHAR
Sou a romântica desse enorme Multiverso! Livros são minha eterna paixão, HQs entraram arrombando a porta do meu coração e estão me levando a uma alegre falência... como não se apaixonar pelo Batman ou não amar o Aquaman vulgo Jason Momoa. Este é o meu mundo! Seja bem vindo a ele!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here