Especial Nova Trilogia de Star Wars

Trilogia Prequel

Depois de 16 anos sem lançar nada sobre a franquia Star Wars, Em 1999, os fãs da saga puderam ver uma luz no fim do túnel.

No dia 19 de maio desse ano, foi lançado “Star Wars episódio I – A Ameaça Fantasma” seguido por mais dois Títulos: “Episódio II – O Ataque dos Clones”, lançado em 16 de maio de 2003, e “Episódio III – A Vingança dos Sith” que teve seu lançamento no dia 19 de maio de 2005. Até então, todos os filmes da saga eram lançados em maio, por ser o mês de aniversário de George Lucas. Por conta disso, esse mês tem um significado tão importante para os fãs, como todos já sabem.

Eu tinha 14 anos quando a nova trilogia foi lançada e já era fã da antiga. Me lembro como foi sensacional saber que a saga que tanto amávamos teria uma continuação. Pois é, meus pequenos Padawans… Essa sensação que vocês estão sentindo agora, com o episódio VII, já foi sentida antes. Filas intermináveis, fãs caracterizados e ansiosos pelo novo filme que iria lançar… Foi a maior sensação no mundo inteiro. Não é nenhuma novidade que Star Wars tem os fãs mais aficionados e fiéis. Isso ficou muito evidente nesse ano, por causa da terceira trilogia prometida. E em 1999 já havia milhares de fãs empolgados e emocionados pra ver sua amada saga nos cinemas, mais uma vez, ou pela primeira vez.

 

Mas agora vem a questão: A Nova trilogia (ou trilogia prequel) superou as expectativas? Acho que muitos fãs vão concordar comigo que, em um primeiro momento, foi maravilhoso ver o universo de Star Wars continuando nos cinemas. Aquele misto de empolgação, emoção, anos de espera, deixou a gente meio “cego” naquela hora. Quando o símbolo da Lucas Arts aparece na tela e, em seguida, a famosa frase: “A Long Time Ago, in a Galaxy Far Far Away”, foi impossível não ficar emocionado e feliz. Era tudo que a gente esperava há anos, principalmente quem pode ver a trilogia original nos cinemas, pois estava contando os minutos para ver novos Jedi e Sith, novos planetas daquela galáxia tão distante, novos personagens, a república antes de ser dominada pelo império. Era um universo lindo, era Star Wars.

Impossível não se empolgar com aquele “novo mundo” de oportunidades que estávamos vendo. Porém, não era tudo aquilo que a gente imaginava. A parte política, apesar de interessante, era chata, cansativa, um filme em que os pais levam as crianças para assistir porque Star Wars é passado de geração em geração, contendo diálogos longos sobre política que eram totalmente desnecessários e acabaram prolongando os filmes de uma maneira monótona! Outra falha da nova trilogia foi querer dar explicações desnecessárias sobre personagens e coisas que aconteciam como, por exemplo, C-3PO ter sido construído por Anakin, Chewbacca ser um líder Wookie e amigo de Mestre Yoda, Boba Fett ser um “filho – clone” de Jango Fett e claro, a mais desnecessária de todas, tirar a magia da Força e explicá-la de uma maneira científica, dizendo que existiam midichlorians. George Lucas, ninguém queria saber de onde vinha a Força, essa era a parte legal sobre a existência dela! A parte do romance entre Anakin e Padmé foi péssima, tudo muito forçado, além de cenas muito cansativas e desnecessárias. Hayden Christensen não tinha carisma nenhum para interpretar Anakin Skywalker. E eu não vou falar de Jar Jar Binks porque, apesar dele ter sido o “alívio cômico” que não deu nada certo do filme, ele fica em segundo plano perto de outras falhas da nova trilogia.

Apesar de tudo isso, essa trilogia teve muitos pontos positivos, pois tivemos interpretações fantásticas, Liam Neeson como Qui Gon Jin, apesar de uma curta participação, conquistou os fãs já que ele era um grande Jedi. Ewan McGregor fez um brilhante Obi Wan kenobi e é claro, Samuel L. Jackson como Mace Windu, que pode até escolher a cor de seu sabre roxo! Ver a evolução de Anakin também foi muito bom, além da aproximação dele com o lado negro aos poucos, os fãs não viam a hora de ver a transformação dele no vilão mais temido da galáxia, Darth Vader. Palpatine se tornando imperador também foi algo brilhante. Tivemos aquele gosto de antiga trilogia de como realmente tudo começou. Ver a origem dos Stormtroopers, que eram clones, foi muito legal. A batalha entre Obi Wan e Anakin no episódio III foi linda, foi a melhor interpretação de Hayden durante toda a trilogia, pois a gente podia sentir o ódio em Darth Vader e ao mesmo tempo, todos sabiam que ele fazia aquilo por amor.

Ser fã é isso. Saber ver as falhas e criticar, afinal de contas, queremos que tudo seja perfeito. Porque, acima de tudo, nós amamos essa saga e queremos que venham mais trilogias, mais spin offs e tudo mais que agora a Disney puder nos proporcionar sobre a história mais fantástica do cinema.