“TOP FIVE DA NOVA” – EDIÇÃO Nº 5

Boa noite aos amigos do “Mundo Hype” !!!

Após pensar muito sobre algo novo e que chamasse o nosso público para participar, resolvemos trazer de volta uma postagem com uma nova roupagem e que se adequasse aos novos tempos.

Apresentamos o “TOP FIVE DA NOVA” !!!!

Uma opinião clara e simples sobre o que está sendo publicado em nossa bancas.

O nosso objetivo é ser uma fonte de informação para quem quer adquirir HQ’s que valham a pena gastar o seu “suado” dinheiro (a situação não está fácil para ninguém, não é mesmo?)

Nesta quinta edição apresentamos um ranking baseado na nostalgia, devido à uma simples arrumação proporcionada pelo “isolamento social” pelo que estamos todos passando (verdadeiros tesouros esquecidos em uma caixa no armário).

E agradecemos a participação de todos para a montagem desta edição….continuem nos ajudando com suas opiniões!!!

1º LUGAR: RAGNAROK – O ÚLTIMO DEUS

Volume Um em um total de 2 encadernados (o Volume Dois tem o sub-título de “O Senhor dos Mortos”).

Walter Simonson (roteiro e arte).

Este material publicado pela editora IDW nos mostra um “Thor” com muitas características da fase de Simonson à frente do Deus do Trovão (mas com um grande diferencial). 

A aventura se inicia em uma terra desolada e sem esperança, onde até mesmo os deuses desapareceram e quem sobreviveu, herdou um cenário sem vida e sem lei.

Acompanhamos um casal de elfos negros (Brynja e Regn) e sua filha (Drifa), que terão importância fundamental em relação ao destino do “Trovejante” (agora chamado de o “Deus de Pedra”).

Em um roteiro magistral acompanhado de uma arte de “encher os olhos”, é uma leitura altamente recomendada para quem gosta da mitologia nórdica (recheada de aventura e deuses fantásticos).

A única tristeza que ficou ao término da leitura, foi não ter em mãos o Volume Dois (mas já estou em uma jornada épica à sua procura…rrsss).

Uma publicação que conta com o talento sem igual de Walter Simonson, que nasceu para transformar a mitologia nórdica em uma grande aventura ?????

2º LUGAR: SIN CITY (“EDIÇÃO ESPECIAL: APENAS OUTRA NOITE DE SÁBADO” E “A GRANDE MATANÇA” Nº 2 (5 edições no total).

Frank Miller (roteiro e arte).

Simplesmente o “storyboard” dos dois filmes feitos baseados em Sin City (“Sin City – A Cidade do Pecado” (2005) e “Sin City – A Dama Fatal” (2014).

O que temos a falar de Frank Miller?….simplesmente um gênio !!!!

Foi muito bom rever personagens como: Marvin, Gail, Dwight, Miho, Nancy e outros, em sequências cinematográficas eternizadas em papel e tinta (a arte do Mestre Miller encanta qualquer um que ame cinema; é simplesmente espetacular).

Só me resta pedir que você conheça este material (se ainda não conhece) urgente !!! ?????

3º LUGAR: WITCHBLADE – ERA DAS TREVAS

Edição número 01 (mini-série em 3 edições)

Garth Ennis (roteiro) e Brandon Peterson (arte).

Em uma aventura em clima de RPG, Witchblade e o Spawn Medieval juntam suas forças contra as forças do mal.

A grande estrela desta edição é Garth Ennis (e seu roteiro totalmente “atrevido”), mostrando um pouco do que iria mostrar futuramente ( isso falando de Preacher, Justiceiro e Mercenário).

A arte de Brandon Peterson acompanha com desenvoltura (principalmente a personagem Witchblade), a trama mostrada (mas deu saudade do Steve Dillon !!!).

Uma grande sacada da Image que se notorizou por sempre colocar personagens de sucesso solitário, em conjunto em minis de curta duração….praticamente sucesso garantido na maioria da vezes ?????

4º LUGAR: SAVAGE DRAGON – REUNIÃO INFERNAL

Edição número 1 ( mini-série em 2 edições)

Erik Larsen e Mike Mignola (roteiro e arte)

Nesta edição duas parcerias de criadores e suas criações: Erik Larsen (Savage Drangon) e Mike Mignola (Hellboy).

Em uma aventura misturando ação e misticismo, os dois heróis enfrentam o Círculo Vicioso e um mal que vem do passado e quer vingança contra o Detetive do Oculto.

Depois de rever esta edição voltou a grande saudade do personagem Savage Dragon…seria uma ótima se ele voltasse às bancas !!! ?????

5º LUGAR: SLÁINE – O DEUS GUERREIRO E ZENITH (FASE UM)

 

 

Em Sláine – O Deus Guerreiro (Pat Mills – roteiro) e (Simon Bisley – arte), a história do guerreiro celta que desafiou todos os deuses e monstros, para unir os povos de sua terra.

Um mergulho sem volta no universo da mitologia Celta, recheada de violência e sangue (e muita traição e vingança também).

A cereja do bolo é o desenhista Simon Bisley (que ficou mais conhecido com o personagem Lobo da DC), com seu estilo moderno e às vezes até exagerado nas cores e formas.

O outro título é Zenith (fase um) – Grant Morrison (roteiro) e Steve Yeowell (arte).

Grant Morrison com seu estilo inconfundível e totalmente “fora da casinha”, traz um personagem que ele mesmo diz, ter se baseado nele mesmo para criar (um cara que só pensa em si próprio, beberrão e mulherengo).

A trama em si é boa, mas é totalmente descartável (um mal antigo que volta no presente para conquistar o mundo…totalmente batido !!!).

Material mediano e de arte questionável, que não ajudou a aumentar o interesse ??

Espero que gostem desta compilação de dados e que ela possa ajudar a escolher futuras aquisições de quadrinhos, pois este é o nosso maior objetivo…..eu sou o Paulo Cruz e aguardo por suas opiniões e sugestões para que sempre apresentemos quadrinhos de qualidade nesta coluna….até a próxima semana !!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Também

Emulando | Streets of Rage 4

As ruas estão novamente cheias de fúria. A lendária série 'briga de rua' (beat 'em up) Street of Rage retorna em um novo jogo...

Perfil HQ | Quem é o Monstro do Pântano?

Os monstros vendem. Sua natureza trágica inspira leitores e inflama a empatia por personagens que se afastam do arquétipo do herói. Exemplos como os filmes...

Castlevania | Dos clássicos Games a Netflix: passado, presente e o futuro da saga de Drácula

Castlevania não é somente a enésima tentativa de produzir um anime fora do Japão. Adi Shankar, seu produtor, dá a série da Netflix um apreço como homenagem aos...

Perfil HQ | Quem é a Capitã Marvel?

A visibilidade de personagens femininos na Casa das Ideias é um acontecimento que reflete uma inquietude cada vez mais presente em nossa sociedade. E...