Drops Hype Nº 3 | HOMENAGEM À DENNIS O’NEIL!!! (1939 – 2020)

Boa noite amigos da Mundo Hype !!!

Eu sou o Paulo Cruz e estou voltando com uma nova coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai para o site).

Minha proposta é falar de tudo relacionado a “Cultura Nerd” mas de um jeito diferente; como se estivéssemos em uma roda de amigos, jogando conversa fora (sem regras e sem pesquisas mirabolantes).

Trazer conhecimento, curiosidades e abrir um espaço para trocarmos opiniões, nos divertindo falando do que realmente gostamos.

Sejam bem vindos à terceira edição do “DROPS HYPE”.

Hoje fomos pegos de surpresa pela notícia do falecimento do grande roteirista e editor Dennis O’Neil (que trabalhou na Marvel, Charlton e DC).

Eu não vou me apegar a datas de publicações e registros históricos, e sim em experiências próprias que tive durante a minha vida como leitor de quadrinhos.

A verdade é que “Denny” mostrou para todos que a comunidade super-heroica também tem seu “lado negro”, imperfeições, fraquezas e medos.

Foi um dos escritores que mais se identificou com o Batman (e por incrível coincidência foram “criados” no mesmo ano…pasmem!!!)….o Homem-Morcego de Dennis O’Neil deixou de ser inocente e se tornou adulto e mais atuante como detetive, conheceu um grande inimigo (Ra’s al Ghul) e a mãe do seu filho (Talia al Ghul).

Pela trajetória do personagem, eu nunca teria pensado nesta possibilidade (eu imaginava no máximo uma infinidade de Robins, mas sem o apego genético).

Mas o que me marcou mesmo foram as aventuras da “Dupla Esmeralda” (Arqueiro e Lanterna Verdes).

Foi uma célebre série de aventuras off-road de três personagens: Hal Jordan, Oliver Queen e um guardião de OA, que se uniram para viajar pelos Estados Unidos e conhecer como “funciona” a humanidade.

Eles não enfrentavam vilões tradicionais da dupla, e sim conheciam e passavam por todo tipo de preconceito que a América escondia embaixo do tapete. Eram vivenciados e combatidos problemas de preconceito racial e religioso e segregação social. Ao fim da jornada eles se separaram e cada um com sua lição de vida aprendida e se sentindo mais completos.

Nisso veio a bomba: pela primeira vez (pelo menos para mim) uma hq fala de consumo de drogas no elenco juvenil (os chamados sidekicks).

“Speedy” mais conhecido aqui como “Ricardito” (hoje ele é o Arsenal) revela ser viciado em heroína, para o desespero e a fúria de Oliver Queen (Arqueiro Verde).

Daquele momento em diante nada mais seria o mesmo nas histórias em quadrinhos, e vários assuntos até aquele momento “proibidos”, vieram à tona em aventuras com conteúdo um pouco mais sério e obscuro. Personagens foram reformulados e trazidos aos dias atuais.

Fica aqui registrado o nosso muito obrigado à Dennis O’Neil por ser um divisor de águas na História das Hq’s, e que mais roteiristas sigam seu exemplo (cito aqui Geoff Johns, Scott Snyder e Jason Aaron)  revigorando velhos personagens, criando novas lendas e fazendo a mágica do entretenimento acontecer sempre….Parabéns !!!!

E aí?….gostaram?

Deixem seus comentários, críticas e sugestões….e com base nas suas opiniões, vou postar assuntos de seu interesse e que agradem….para que continuemos nos divertindo e celebrando a amizade….conto com vocês….fuiiii !!!

Sobre o autor

Leia mais Originais

Drops Hype Nº 9 | Quem eram os Mestres do Terror que atacaram a mansão dos Vingadores?

Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma nova coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai para o site). Minha proposta é...

Top 10 Curiosidades | Sandman

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês curiosidades sobre um dos meus personagens favoritos do mundo dos quadrinhos: Morpheu, ou Sandman. Morpheu...

Drops Hype Nº 8 | Você conhece a Freak Force?

Boa tarde amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma nova coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia,...

“TOP FIVE DA NOVA” – EDIÇÃO Nº 12

Boa tarde aos amigos do “Mundo Hype” !!! Após pensar muito sobre algo novo e que chamasse o nosso público para participar, resolvemos trazer de...