Crítica – The 100

The 100 estreou nos Estados Unidos em 19 de março de 2014, e aguardamos por um ano e um mês até que a mesma fosse exibida aqui no Brasil pela MTV, somente em versão dublada.

 

A série é baseada num livro homônimo, o primeiro de uma série de Kass Morgan e desenvolvida por Jason Rothenberg.

The 100

Talvez quando olhe para esse post pense: “lá vem mais uma série adolescente sobre o fim do mundo”. Porém, não deixe-se enganar por isso, os episódios tem um ritmo muito bom e constante que o deixará ligado com várias reviravoltas e um cliffhanger de morrer que ficará roendo as unhas para a próxima temporada.

Após 97 anos de uma guerra nuclear devastadora que dizimou quase toda a vida na Terra, os sobreviventes são os moradores de doze estações espaciais em órbita da Terra, que já viviam nesta antes do fim da guerra. As estações espaciais se uniram para formar uma única estação, chamada “Arca”, onde cerca de 2,400 pessoas vivem nela.

 

Depois dos sistemas de suporte de vida da Arca serem encontrados falhando criticamente, 100 prisioneiros juvenis são declarados “dispensáveis” e enviados para a superfície em uma última tentativa de determinar se a Terra é habitável novamente em um programa chamado “Os 100”, do qual a série recebe o nome. Os adolescentes chegam em um belo planeta que eles só têm visto do espaço. Era suposto que eles encontrassem refúgio e suprimentos em uma antiga instalação militar, mas aterrissaram um pouco distantes dela. Confrontando os perigos deste mundo novo acidentado, eles lutam para formar uma comunidade experimental. No entanto, eles descobrem que nem toda a humanidade foi exterminada; algumas pessoas na Terra, chamados de “terra-firmes”, sobreviveram à guerra, e ainda há mais perigos à espreita – Ceifadores e “Os Homens da Montanha”.

The 100

 

Os 100 jovens enviados encontram vários sobreviventes da guerra nuclear. Os primeiros sobreviventes encontrados, vivem em uma forma de sociedade tribal e guerreira, e dispostos a defenderem seu território se tornam hostis. Enquanto isso, a “Arca” tenta monitorar os sinais vitais dos 100 enviados para descobrir se a terra é habitável, mas passa uma crise política interna, que se agrava conforme seus recursos de sobrevivência se tornam escassos. A descoberta se a terra é habitável e uma possível evacuação torna-se uma corrida contra o tempo, assim como a luta por sobrevivência dos 100, já em guerra com os “terra-firmes”.

Com 13 episódios é possível notar a boa caracterização dos personagens, figurino e boa atuação por parte dos atores selecionados. E um roteiro que mescla razão vs emoção, força de vontade e um regime autoritário digno um governo distópico, The 100 irá conquistar você!

Curiosidades:

  1. O show conseguiu uma indicação ao Emmy Awards 2014 na categoria a Efeitos Especiais e Visuais, mas perdeu o prêmio para Game of Thrones;
  2. Foi recebido com uma audiência estimada em 2.7 milhões de americanos, a melhor do canal CW desde 2010;
  3. Na sala dos escritores de The 100 tem um memorial (fotos na parede) para os personagens que já morreram;
  4. O escritor Stephen King declarou ser viciado nessa série. Dizer mais o que né? Só: “corre!”;
  5. Outras coisas você só saberá se assistir!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here