Crítica – Fringe – 5° Temporada

Enfim chegamos na quinta e última temporada de Fringe.

Com apenas 13 episódios, estreou na TV americana no dia 28 de setembro de 2012 e se encerrou em 1° de fevereiro de 2013.

Na 4° temporada, existe um episódio que se passa em 2036, aonde o mundo foi dominado pelos Observadores e é sobre isso que a última temporada de Fringe fala. Olivia e Peter tiveram uma filha e logo quando os Observadores chegam, ela some. Eles tentam encontra-la, mas acabam presos no âmbar, junto com o resto da equipe Fringe. 20 anos depois, Etta descobre a localização deles e os liberta. Assim eles passam a trabalhar junto com ela e a resistência, buscando uma forma de livrar a Humanidade oprimida pelos Observadores.

Nessas cinco temporadas de Fringe, é impossível não se apaixonar por um personagem muito especial. Dr Walter Bishop. John Noble está sensacional no papel, representando toda a genialidade e loucura de Walter. Ele era muito mais do que um cientista. Era um pai que fez o impossível por seu filho. Com toda a certeza, as melhores cenas do seriado são protagonizadas por ele. Tanto as que te fazem rir, quanto as que te fazem chorar. Walter Bishop não é só o melhor personagem de Fringe, mas um dos melhores personagens de todas as séries.

Três cenas do Walter merecem destaque nessa última temporada:

– Astrid leva ela até Gene (a vaca que ele tinha em seu laboratório), presa no âmbar e no final da cena ele diz que Astrid é um lindo nome (Walter nunca a chama pelo nome, ver ele falando isso foi muito legal).

– A cena final, que eu não vou contar. Não quero dar spoilers dessa temporada. Então vocês vão ter que assistir pra saber.

– No episódio 7, tem uma cena que eu particularmente gosto muito. Walter coloca um disco do Bowie para tocar e fica pensando em Peter, enquanto toca a música “The Man Who Sold the World”. Essa cena é espetacular e eu deixo o vídeo pra vocês conferirem:

Falar sobre a última temporada de Fringe, é uma tarefa muito difícil pra mim. Essa série me marcou de várias maneiras e eu posso dizer que é a série da minha vida e vai ser impossível outra tomar o lugar dela no meu coração. Uma série linda, espetacular que soube a hora de acabar e terminou de um jeito sensacional. Só resta dizer que vai sempre deixar saudade.

Confiram todas as aberturas da série:

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

E3 2018: As novidades da Microsoft

A companhia de Redmond vem passando vários anos encadeando apresentações extremamente poderosas que, sim, giram em sua grande maioria em torno de anúncios de...

Review: O Dragão Negro de Chris Claremont

Quando os anos 1980 começavam, a Marvel começou a estender seu universo para outros rincões. O selo Epic, Illustrated foi uma destas iniciativas, um...

Crítica | Hereditário

Quando nascemos trazemos uma bagagem para o mundo, em uma mala muito pequena chamada célula, características hereditárias nos acompanham em cada traço de DNA,...

3 motivos para assistir The Marvelous Mrs. Maisel

O que você pode esperar de uma comédia ambientada nos anos 50 e sobre comédia? Dá pra desconfiar e muito de uma história assim....

Mais Notícias