Crítica | Cells at Work!

Pra quem é da área da saúde, encontrar uma boa série com informações verossímeis, seja ela live action ou animação, sabe que não é uma tarefa tão fácil assim. Um amigo meu me recomendou Cells at Work! a alguns meses, mas não tive paciência de ir procurar os episódios para assistir, mas, quando ela apareceu nas minhas recomendações do Netflix, sabia que aquele era o meu momento.

O anime Cells at Work! é baseados nos mangás Hataraku Saibou, de Akane Shimizu. A adaptação foi realizada pela David Production e estreou de 8 de julho a 29 de setembro de 2018.

Anime Cells at Work está disponível na Netflix

Cells at work! mostra a rotinas das nossas células no corpo humano, exercendo suas funções. Os dois personagens principais, que sempre aparecem são o glóbulo vermelho/hemácia 3803 e o neutrófilo 1146. A cada episódio esses dois personagens se esbarram nos vasos sanguíneos e precisam lidar com diversas situações aos quais estamos diariamente expostos, como uma invasão de bactérias em um corte na pele até a um choque hemorrágico. As células são antropomorfizadas, e isso ajuda na distinção do que é próprio do corpo e dos invasores, que já possuem uma estética bem distinta.

Cells at Work! | 2ª temporada do anime é anunciada. Confira o trailer
Eu AMEI essas plaquetas. São muito fofas!

A animação é encantadora e os detalhes que dão aos personagens e às situações é sensacional. Desde o formato dos chapéus da células vermelhas como hemácias ao detalhe de explicar que as plaquetas formam o coágulo através de uma rede de fibrina, Cells at Work! é um deleite para se divertir e aprender mais sobre o corpo humano e os riscos aos quais estamos constantemente expostos. 

O que mais me chamou a atenção, e que não esperava de um anime é a atenção que eles deram às informações corretas a serem passadas. Não pensem que é apenas u apanhado por alto que dão, eles explicam desde a presença e a função de uma glicoproteína em uma plaqueta até o que acontece com as células do nosso corpo quando há a presença de uma célula cancerígena, e quais células de defesa estão envolvidas nos processos citados.

Cells at Work! - Official Trailer - YouTube

Só lembrando que é um anime um pouco sangrento, onde os personagens se machucam, outros perdem pedaços de si e ainda matam os invasores com estilo. Eu amei e recomendei para várias pessoas. O mais divertido é que muitos amigos meus, nem todos da área da saúde já me deram um feedback que estão ansiosos para uma próxima temporada. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Crítica | Deadpool 2

Quando Deadpool foi lançado em 2016, o sucesso inesperado e a forma inusitada de usar o personagem foi o que alavancou o sucesso do...

Crítica | Missão: Impossível – Nação Secreta

É muito bom quando os filmes de ação conseguem se desprender de certas coisas e não se levarem muito a sério, querem mais divertir...

Crítica | Maniac

Maniac, a minissérie misteriosa da netflix chegou no serviço de streaming  mostrando certo amadurecimento em questão de material original, mostrando um ótimo trabalho de...

Crítica | Killing Eve ( Primeira temporada)

Killing Eve é uma série da BBC Americana criada por Phoebe Waller-Bridge ( Fleabag). Baseada no livro chamado Codename Villanelle, de Luke Jennings onde...

Crítica | O Peso do Passado

Para um ator nada mais gratificante que um selo de “sinônimo de qualidade” e Nicole Kidman (Aquaman) com toda certeza faz parte desse seleto...

Crítica | Deadpool 2

Quando Deadpool foi lançado em 2016, o sucesso inesperado e a forma inusitada de usar o personagem foi o que alavancou o sucesso do...

Crítica | Missão: Impossível – Nação Secreta

É muito bom quando os filmes de ação conseguem se desprender de certas coisas e não se levarem muito a sério, querem mais divertir...

Crítica | Maniac

Maniac, a minissérie misteriosa da netflix chegou no serviço de streaming  mostrando certo amadurecimento em questão de material original, mostrando um ótimo trabalho de...

Crítica | Killing Eve ( Primeira temporada)

Killing Eve é uma série da BBC Americana criada por Phoebe Waller-Bridge ( Fleabag). Baseada no livro chamado Codename Villanelle, de Luke Jennings onde...