O filme conta a história de Chris (Daniel Kaluuya), um jovem fotógrafo negro que está indo conhecer a família de sua namorada Rose (Allison Williams). Ao chegar no lugar, Chris nota que a família de Rose não é tudo aquilo que sua namorada pregava, algo bastante sombrio está acontecendo naquele lugar. Por ser negro, o jovem chama a atenção de todos, além da família, todos os demais visitantes acabam se interessando por Chris, mas não só um simples interesse comum, algo bem mais profundo estaria por vir.

A produção conta com muitas trilhas que podem provocar jump scares, fazendo com que o telespectador mantenha presa sua atenção e sinta-se envolvido com a cena e o momento que ela traz. Além das trilhas, podemos contar com a excelente atuação de Kaluuya, que no mesmo frame consegue mudar sua expressão, quase como James McAvoy em Fragmentado.

Todos nos já ouvimos ou lemos em algum lugar a frase “eu não sou racista, tenho amigos e colegas negros”. Bom, não se assuste, o filme é sobre isso. Tudo está relacionado ao racismo, mas claro que não se trata só disso. A psicopatia e sociopatia estão relacionados, uma hora vemos isso nitidamente outrora fica nas entrelinhas.

Contudo, o terror narrado não é o tradicional e muito menos o comum que todos nós estamos acostumados a assistir, pelo fato da psicologia se fazer presente em todos os minutos, tudo está relacionado ao sistema nervoso central, todo o filme envolve traumas e medos.

A psicanalise e neurociência são as chaves principais de toda a trama, não só o envolvimento do personagem com vícios, mas com o passado que ele insiste em esconder e enterra no lugar mais profundo de sua mente e coração. Durante todo o desenrolar da história, você acaba se envolvendo no drama de Chris e acaba tentando entender e montar as peças juntamente com ele.

Alguns se sentirão desconfortáveis ao assistir o longa, mas não desista, continue ali esperando, vendo até onde tudo aquilo irá lhe levar. Um plot twist lhe aguarda durante o desenrolar do 3° ato. E por falar em atos, durante o 1° e 2° ato, o filme tem um desenrolar mais arrastado, a história é contata nos seus detalhes mais relevantes e significativos. Por isso, não se assuste, tudo aquilo tem muito para lhe mostrar e fazê-lo entender todas as pontas soltas.

REVER GERAL
Nota
8.9
Não adentre a boa noite apenas com ternura. Fúria, fúria contra a luz que já não fúlgura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here