Crítica | Sandy Wexler

Mais uma comédia de Adam Sandler para se guardar no coração, ou não.

Adam Sandler, novamente, não saiu do seu modelo de humor. Não estou dizendo que seus filmes não são bons, pelo contrário, existem diversos títulos muito bons: Click, Esposa de Mentirinha, o Paizão e Como se fosse a primeira vez. O problema é quando ele resolve não “querer” inovar e sempre escrever/produzir o mesmo tipo de comédia romântica com sua panelinha de comediantes.

O filme Sandy Wexler se passa na década de 90 e com várias referências de artistas da época. Adam Sandler é um empresário excêntrico com um grupo de talento bem diversificado. Com idas e vindas do presente (onde vários comediantes e famosos aparecem), para o passado (não tão distante) mostra a carreira no mínimo confusa do protagonista.

Quando por acaso vai ao parque de diversões, conhece Courtney Clarke (Jennifer Hudson). Além de sua voz, Sandy se apaixona pela cantora e então, a historia se desenrola a partir deste ponto: fazer Courtney virar uma estrela.

Agora, a receita do bolo estava sendo lida e executada: um personagem que não é sincero e sempre inventa mentiras mirabolantes para se safar; uma paixão que só na metade para o final do filme confessa seu amor; amigos comediantes com aparições nada normais (sempre tem alguém que é acertado “naquele lugar”, ou cai, ou faz piada forçada); um momento clímax onde o protagonista vê que precisa repensar seus atos e por fim, o desfecho com todos felizes e seus sonhos realizados.

Eu sou fã do Adam Sandler, gosto e recomendo seus filmes, mas, desde que assisti Cada um tem a irmã que merece (Jack and Jill), Gente Grande 2 (Grown Ups 2) e vejo que a qualidade de suas produções começaram a despencar.

Sandy Wexler

Enfim, o filme tem momentos muito bons, como ouvir a voz poderosa de Jennifer Hudson e algumas pitadas de humor em certos momentos. A voz que Sandler “criou” para seu personagem é extremamente irritante, mas, faz jus ao personagem. Entretanto, se ainda tiver interesse, assista de coração e mente a aberta, mesmo sendo um estilo Adam Sandler de se fazer humor.

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet