Crítica | Good Girls

Good Girls é uma comédia do canal NBC que assim como tantos outros títulos foi adquirido pela Netflix, com sua estreia lá nos estados unidos em fevereiro a série tem uma premissa muito interessante, três mães de família frustradas e que passam por dificuldades diferentes acabam por decidir assaltar um mercado, mas o que elas não imaginavam era se envolver com uma gangue que usa o mercado como fachada para a lavagem de dinheiro falso.

O mais interessante dessa premissa que pode até soar interessantes aos fãs órfãos de La Casa De Papel e Breaking Bad (guardadas em suas devidas proporções) é que como essas mães de família com filhos e suas dificuldades diárias assim mesmo se colocam nessa situação de risco? Se tudo isso soa incabível e surreal é exatamente nesse aspecto em que a série acerta mais, ao se deixar levar pelo roteiro absurdo o que rende muitas cenas hilárias, com todo esse movimento para mulheres serem reconhecidas nos dia atuais e de como vem conquistando seu espaço na sociedade eis que conhecemos:

Rubby (Retta), Annie (Mae Whitman), Beth (Christina Hendricks) as donas na série.

Beth (Christina Hendricks) mãe de 4 filhos que vê seu mundo desmoronar quando descobre a traição de seu marido e a sua real condição financeira; Annie (Mae Whitman), irmã mais nova de Beth que trabalha no mercado ganhando uma miséria, mãe de Sadie que sofre bullying na escola por não se encaixar em seu gênero e por esse motivo se vê prestes a entrar em uma disputa com o pai da menina, e além disso e sendo assediada diariamente pelo seu chefe; Rubby (Retta) talvez o papel mais dramático dela já que Retta sempre atuou mais em comédias como Parks and Recreation, aqui ela trabalha em um restaurante como uma garçonete e tem dois filhos e uma com uma doença renal cujo o tratamento é caríssimo.

O roteiro trabalha muito bem o  trio de protagonistas todas bem inseridas e bem desenvolvidas na trama e todas transbordam carisma, talvez quem sofra com isso são alguns dos personagens secundários porque o roteiro simplesmente os coloca por orbitar em volta das protagonistas e nenhum deles é muito aprofundado, como por exemplo o Rio (Manny Montana) que é interessante mas pouco se sabe sobre ele, alguns dos episódios às vezes são um pouco longos do que deveriam, mas nada que estrague a experiência.

Rio (Manny Montana) e Beth (Christina Hendricks) dinâmica interessante e tensão sexual.

O humor ácido de Good Girls é o maior atrativo, seja na forma de mostrar a versatilidade e a força da mulher em cuidar da casa, manter um emprego, cuidar dos filhos e ainda sim sobrar tempo para uma vida no crime, ou ainda usando a comédia para fazer críticas como o caso do Bommer o chefe de Annie e todas as situações machistas e sexistas que o envolvem, temos também a Rubby lidando com garotos brancos que tentam humilha la no restaurante. Mesmo com o humor sendo a melhor coisa de Good Girls ainda sim temos momentos tocantes e dramáticos onde conseguimos ver muito bem o entrosamento que o elenco tem, os momentos entre Annie e Sadie são muito emocionantes e são muito interessantes ao se retratar uma adolescente descobrindo sua identidade de forma natural. O relacionamento entre Ruby e Stan (Reno Wilson) rendem cenas lindas também.

Sadie ( Izzy Stannard) descobrindo sua identidade, mostrada de forma sensivél.

Good Girls no fim das contas é uma comédia dramática cheia de referências e que talvez por isso não traga nada de inovador, mas o roteiro consegue desenvolver muito bem uma história a partir de premissa simples sem se perder no meio do caminho, transformando a série em uma perfeita opção para quem gosta de maratonar, pois o ritmo é ágil e há reviravoltas e plots twists todo episódio, mas o maior acerto da série é acompanhar essas três mulheres fortes cheias de nuances e de caráter duvidável, e depois daquela season finale, só podemos esperar coisa boa vindo para o segundo ano (que já foi confirmado pela NBC).

LEIA TAMBEM: CRÍTICA DE GLOW: SEGUNDA TEMPORADA

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet