Crítica | The Witcher

A série baseada na obre de Andrzej Sapkowski chega as telas pela plataforma Netflix

Depois de meses começando várias séries e não terminando nenhuma pois fui perdendo o interesse no meio do caminho, comecei a assistir The Witcher em um sábado e terminei no dia seguinte. A série conseguiu me prender como nenhuma outra havia feito a algum tempo. Mas essa nova aposta da Netflix vale o seu tempo?

Com certeza vale!

The Witcher conta a história de Geralt de Rívia (Henry Cavill), um bruxo mutante que caça monstros por dinheiro. Os bruxos não são bem aceitos na sociedade, e são uma espécie bem rara de ser vista. Ao longo da série Geralt encontra-se com Jaskier (Joey Batey), um bardo que, sem querer, muda o destino de Geralt e seu propósito no Continente. A relação entre Jaskier e Geralt é divertida, pois Jaskier consegue ser o contraponto da seriedade de Geralt de forma leve, sem cair na paspalhice. Geralt é um guerreiro nato, mas sabe quando deve ou não enfrentar algum monstro, e isso é uma das características que o diferencia de outros.

Resultado de imagem para the witcher"

Temos também na história Yennefer de Vengerberg (Anya Chalotra), uma feiticeira que foi vendida quando criança para Aretusa, sendo rejeitada pelos seus pais. Por conta de seu passado, ela se torna obcecada com poder, sempre planejando uma forma de estar em controle. Seu caminho se cruza com o de Geralt, e uma relação apaixonada e conflituosa surge entre eles.

E no meio disso tudo temos Ciri de Cintra (Freya Allan), uma princesa com um poder especial que está sendo perseguida pelo reino de Nilfgaard por causa de seu misterioso poder. No leito de morte, sua avó rainha Calanthe (Jodhi May) pede a ela que encontre Geralt de Rívia, pois ele irá protegê-la.

Feita as apresentações dos personagens, vamos à crítica da série. The Witcher é uma série de ação e magia que não deixa a desejar nesses dois pontos. A violência gráfica é explícita e o sangue não é poupado na tela. Na maioria dos episódios as lutas são claras e limpas, sendo possível entender o que está acontecendo na cena. As cenas de lutas são empolgantes e bem coreografadas.

Uma coisa que me chamou a atenção foi a fotografia da série. As cenas com Geralt são sempre em tons mais escuros, condizendo com o humor do personagem, que é sério e ‘sem emoções humanas’. Já as cenas de Ciri tem uns tons mais claros, com mais cores, condizente com o ar juvenil da personagem.

Resultado de imagem para the witcher"

Uma coisa que não gostei em The Witcher é a falta de explicação da das linhas temporais, pois a história se passa em várias linhas e isso só ficou claro depois de alguns episódios. Foi interessante os idealizadores apresentarem uma ‘jornada do herói’ para Geralt, mas senti falta de deixarem isso mais claro. Principalmente ao lidarmos com personagens humanos que não envelhecem mesmo depois de uma década (a única explicação que vejo para Calanthe não envelhecer é usar os produtos Ivone).

As atuações de Henry Cavill e Anya Chalotra são muito convincentes, ainda que no primeiro episódio Geralt pareça superficial demais. Já Freya Allan não me convenceu tanto. Foram poucas as vezes que achei que a atuação dela real. A maioria do tempo ela pareceu sem expressão.

Sobre o primeiro episódio, ele é o mais difícil de passar. Cheio de frases de efeito e uma tentativa de construir a personalidade de Geralt em cima disso, é o episódio mais chatinho, mas garanto que depois dele a série melhora muito.

Em alguns momentos da série  o uso de CGI dá um ar muito artificial para as cenas, chrgando a ser risível em alguns momentos. Ja o uso de efeitos praticos chama muito mais a atencao, danfo mais realismo e poupando a nossa mente de gargalhadas indesejadas (tem uma cena que o bineco de CGI parece uma marionete de borracha e ainda nao parece se encauxar bem no plano de filmagem).

Por fim, recomendo assistir The Witcher, lembrando-se da classificação indicativa de 16 anos. Uma série que condiz com a história e com o hype que foi criado em cima. Eu gostei e pretendo reassistir em breve – dessa vez, dublado.

Resultado de imagem para the witcher"

OBS: A segunda temporada de The Witcher foi confirmada pela plataforma Netflix.

Acessem também o nosso especial sobre quem é Geralt de Rívia aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here