Crítica | The Mandalorian – 1.02 Chapter 2: The Child

SE VOCÊ NÃO ASSISTIU AO PRIMEIRO EPISÓDIO, NÃO LEIA ESSA CRÍTICA, HAVERÁ SPOILERS DO EPISÓDIO ANTERIOR (E DO ATUAL) NESSE TEXTO. 

Leia a crítica do episódio anterior aqui.

Lobo solitário sci-fi

Com o título The Child já podemos imaginar o que veremos no primeiro minuto deste novo episódio, começando do exato ponto de término do anterior (parecendo apenas uma transição de cenas) vemos o Mandaloriano acompanhado da criança resgatada em uma espécie de carrinho flutuante, lembrando claramente o mangá Lobo Solitário, principalmente na primeira cena de combate contra uma emboscada que eles sofrem, onde a criança assiste a tudo assim como no mangá.

A rapidez do episódio acompanha as ações do Mandaloriano, após a emboscada o “pequeno Yoda” demonstra uma gratidão e um possível uso da Força, sabíamos que cedo ou tarde os roteiristas iriam utilizar ou insinuar que o pequeno Yoda possui familiaridade com a Força, só não esperava que fosse tão rápido que utilizariam esse recurso, quando tudo parece encaminhar para a recompensa, temos uma cena que novamente nos remete aos westerns, onde o Mandaloriano persegue um gigantesco veículo de salteadores Jawas.

Mando tem boa parte das peças de sua nave roubadas pelos infames Jawas, recorrendo novamente a Kuill que o auxilia em um acordo com as criaturinhas (que imediatamente nos lembra de onde veio a inspiração para o modo de falar dos minions), que pedem um ovo de uma cavernosa criatura para o mandaloriano, missão que se mostra não ser tão simples assim.

E é aqui que temos a revelação do episódio (revelação essa que pode impactar todo o universo de Star Wars, inclusive o vindouro filme), e uma possível amizade e admiração do pequeno Yoda e Mando, afinal a Força é realmente expressiva no pequeno, auxiliando o caçador de recompensas contra a gigantesca criatura que ele enfrenta, novamente contando com a ajuda de Kuill para remontar sua nave chegamos ao fim de mais um episódio, que junto com o anterior poderia ter sido apenas um de mais ou menos 1 hora.

Novamente o ponto à se destacar aqui é o uso dos efeitos práticos, que desde o episódio anterior transmite uma veracidade e aprofunda a imersão no universo, tornando-o crível e nos aproximando das cenas, e claro, a trilha sonora, pontualmente colocada nos momentos certos e impulsionando ainda mais toda a ambientação do episódio. Semana que vem temos o retorno de Mando para receber sua recompensa do enigmático cliente imperial, resta torcer para que após esse arco finalizado o roteiro não descambe em Jedi escondidos, a mitologia que começou a ser explorada pode muito bem sustentar toda a temporada e expandir ainda mais o personagem apresentado aqui. E tenho dito!

The Mandalorian Baby Yoda GIF - TheMandalorian BabyYoda GIFs

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here