O mais assustador é saber que todo esse filme foi baseado em uma história real, se vaso ruim não quebra Hugo Glass devia ser o pior de todos.
Em uma expedição pelo desconhecido deserto americano, em 1823, o lendário explorador Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) é brutalmente atacado por um urso e deixado como morto pelos membros de sua própria equipe de caça. Em uma luta para sobreviver, Glass resiste à dor inimaginável, bem como à traição de seu confidente, John Fitzgerald (Tom Hardy). Guiado pela força de vontade e pelo amor de sua família, Glass deve navegar um inverno brutal em uma incessante busca por sobrevivência e redenção.
Começando primeiramente pela parte técnica o filme é impecável, sua fotografia é algo de cair o queixo, todo cenário mostrado em um jogo de câmeras amplas e planos sequência estupendos. O diretor de fotografia Emmanuel Lubezki com Iñárritu decidiram gravar todo o filme sem usar luz de estúdio, apenas luz natural do ambiente, é um desafio cumprido com excelência. Eu simplesmente não faço ideia de como eles conseguiram fazer tantas cenas boas com apenas luz natural, mas sem dúvida transformaram a fotografia desse filme em uma obra de arte.
A direção também é outro aspecto a se aplaudir, apesar de pessoalmente não gostar muito do Iñárritu, admito que atualmente ele é um dos melhores diretores, usando takes que sempre acompanham o personagem de DiCaprio de perto fazendo com que o espectador fique sempre imerso e sinta toda a dor e o frio que o protagonista passa. Um jogo de câmeras dinâmico, principalmente nas cenas de mais ação, não deixam o expectador cansado e causando tensão durante todo filme.
Outro ponto positivo da parte técnica é a maquiagem, todos os machucado em DiCarpios estão excelentes, boca ressecada, garganta cortada, feridas, etc… é tudo muito real, o que causa uma aflição ainda maior e deixa todo mundo se perguntando como diabos ele sobreviveu?
Não poderia deixar também de comentar o CGI, por exemplo na cena do urso, ainda estou tentando descobrir como eles fizeram aquele urso e aquela cena, é muito real, talvez o mais real que eu já vi em todo cinema. Me senti na pele do pobre Hugo durante o ataque e em momento algum eu conseguia dizer que era só um filme, me fez lembrar muito a primeira vez que eu vi Smigol no Senhor dos Anéis de tão perfeito que foi.
Em termos de atuação Leonardo DiCaprio está novamente incrível, ele se entrega totalmente ao personagem tanto fisicamente quanto emocionalmente, o ator passa por um grande desafio pois por conta do ataque o personagem fica com uma dificuldade para falar, deixando DiCaprio sem muitas falas e se comunicando quase todo filme por meio de expressões. É uma interpretação extremamente detalhista quando se trata do sofrimento humano, certamente um dos melhores trabalhos do ator.
Em contraponto temos o antagonista interpretado por Tom Hardy, um personagem frio e totalmente racional que se limita a pensar na sua sobrevivência e na sua recompensa, apesar de ser um personagem bruto ele se utiliza de uma enorme persuasão com diálogos ótimos durante o filme todo, o que o deixa ainda mais interessante conforme a obra segue. E o mais curioso é que apesar de todo o jeito egoísta você não sente uma empatia total por ele, pois em algumas vezes no filme eu perguntei se não faria o mesmo que o personagem de Hardy para sobreviver.
Poderia citar que o único ponto negativo do filme é a sua duração e edição, fiquei com a impressão que por um determinado tempo o longa se estendeu mais do que deveria, se a edição tivesse se utilizado de mais dinamismo o filme ficaria muito melhor, particularmente achei algumas cenas da sobrevivência do protagonista muito esticadas. Além de uns flashback da sua estadia com os índios nativos, causando uma impressão mais mística, um recurso que é posto durante o filme mas não é bem explorado.
The Revenant ou O Regresso é um ótimo filme, provavelmente um dos melhores do ano passado, além de visualmente e esteticamente muito bonito, nos conta uma história de sobrevivência da maneira mais crua e animalesca possível.
REVER GERAL
Nota
9.5
COMPARTILHAR
Fundador - CEO - Designer - Líder da casa Mundo Hype! Desenvolvedor Front End, Designer e Fotógrafo. Apaixonado por cinema, viciado em séries e colecionador de HQs. Super-Heróis favoritos: Iron Man e Spider-Man.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here