Crítica | Luca

Luca é o novo filme da Pixar que acaba de estrear no Disney Plus e também deve estrear em breve nos cinemas.

Diferente de Cruella , que estreou no serviço especial e caro do Disney Plus, Luca já está sendo lançado direto no serviço de streaming normal, o que causou uma certa estranheza no público e na crítica, nos fazendo pensar:

Será que Luca é um filme ruim?

Na minha opinião, Luca vale muito a pipoca.

O novo desenho da Pixar não é um filme grandioso como Soul, Viva ou Divertidamente, que alegra as crianças e traz um baque aos corações dos adultos, mas não deixa de ser um belo filme para assistir com a família.

Luca, da Pixar é um ser marinho que vira humano ao sair da água
Luca, da Pixar é um ser marinho que vira humano ao sair da água

Luca é um ser marinho que vive no mar em um local parecido com uma fazenda. Ele é um filho obediente, que passa o dia pastoreando seus peixes e nunca sobe a superfície, já que sua mãe lhe diz que aquilo é perigoso.

Porém um dia ele encontra algumas coisas estranhas no fundo do mar e conhece um outro ser marinho que o puxa para fora do mar e é ai que acontece a sua transformação:

Seres marinhos como Luca, ao saírem da água, se transformam em humanos.

Este ser que o atrai também é um menino, chama-se Alberto e vive numa ilha.

Luca e Alberto, os dois seres marinhos
Luca e Alberto, os dois seres marinhos

Logo Luca percebe que aquele lugar não é tão perigoso quanto seus pais lhe dizem, e para poder seguir com a amizade com Alberto, ele passa a mentir para seus pais. Até que estes descobrem o que ele vem fazendo e buscam uma solução pesada para evitar que o menino volte a superfície.

Mas Luca encontrou um outro mundo lá acima, com outras cores, cheiros, textura e além de tudo, encontrou um amigo, então ele decide fugir.

Luca e Alberto, seu novo amigo
Luca e Alberto, seu novo amigo

Mas a ilha é pequena para os dois, que resolvem ir para o vilarejo Porto Rosso, próximo de onde vivem, atrás de um sonho.

E é ali que eles vão viver muitas aventuras, principalmente porque naquele lugar existe uma grande lenda de que no mar existem monstros marinhos, e que estes devem ser mortos.

Ali nesta ilha eles conhecem Giulia, a filha de um pescador que tem como objetivo principal ganhar uma competição anual de triátlon, onde as atividades são: Nadar, comer um prato de macarrão e subir um morro de bicicleta.

Logo os amigos acreditam que se ganharem esta competição, vão poder comprar uma Vespa, aquela famosa motinho italiana, que na cabeça de Alberto é o passaporte para conhecer o mundo.

Acontece , que para isso, eles não podem deixar que ninguém perceba que eles são seres marinhos, e isso traz diversos momentos impagaveis, desde uma cuspida de agua na cara, até um gato que só consegue ve-los como peixes.

Julia, Luca e Alberto
Julia, Luca e Alberto

O visual do desenho é muito bonito. Dirigido por um italiano (Enrico Casarosa) , todo o desenho é baseado na Italia, desde as músicas que parecem todas de Rita Pavone até o visual livremente baseado nas vilas de Cinque Terre e nos pratos de macarrão que os personagens comem diversas vezes.

Que vontade de comer um macarrão ao pesto!!!

Comer macarrão é uma das provas do Triatlon de Porto Rosso
Comer macarrão é uma das provas do Triatlon de Porto Rosso

Diferente de outros filmes mais famosos da Pixar, este aqui tem um tom bem mais infantil e desenhos menos realistas, mas é uma deliciosa diversão, com personagens extremamente simpáticos que nos pegam e fazem com que torçamos por eles, além de sequencias muito divertidas, como a da competição final.

O filme mostra o poder da amizade e a necessidade de aceitar o diferente.

Filme perfeito para refrescar a cabeça nos momentos tão pesados que a gente vem passando.

Faça sua pipoca, chame sua família e assista Luca. Te garanto que vai terminar a sessão com um sorriso no rosto!

Silêncio Bruno!!

E você, já assistiu Luca? É fã da Pixar? O que achou deste filme?

Converse com a gente nos comentários.

E se você curtiu esta resenha, temos muitas outras clicando aqui.

Fique com a gente e nos indique para seus amigos que curtem cultura hype!

 

 

Leia mais Críticas