Critica | Joias Brutas

Joias Brutas, o tão comentado filme que transformou Adam Sandler em um ator oscarizável estreou sexta feira na Netflix e não é um filme para qualquer um.

Dirigido e roteirizado pelos irmãos Benny e Josh Safdie, o filme tem um estilo de filmagem todo próprio e que pode desagradar a muitas pessoas.

Os irmãos Safdie dirigem Adam Sandler em Joias Brutas
Os irmãos Safdie dirigem Adam Sandler em Joias Brutas

Assim como já tinham feito em seu filme mais famoso, Bom Comportamento, onde conseguiram mostrar outro lado de Robert Pattinson, aqui eles trazem novamente um filme frenético que mais uma vez serve para mexer com o espectador e tirar um ator de sua zona de conforto.

E tenho que dizer: Nisso os Irmãos Safdie são muito bons.

É explicita a intensão dos diretores de criar uma experiência caótica e imersiva para quem está assistindo o filme, o que às vezes acaba até trazendo um mal estar, pois tudo ali é agitado.

Tudo é barulhento. Câmeras, sons, trilha sonora, iluminação e as performances dos atores.

Parece que nada para em momento algum. Não existem momentos de paz neste filme.

No inicio é até difícil seguir a estória. É tudo muito poluído. Não sabemos direito para onde olhar, pois as tomadas são sempre cheias de informações. E nem a quem escutar, pois existem cenas com diversos personagens onde todos falam ao mesmo tempo, não dando tempo nem de ler a legenda.

Mas logo percebemos que o foco principal daquela balburdia é Adam Sandler.

Adam Sandler é Howard Ratner em Jóias Brutas
Adam Sandler é Howard Ratner em Jóias Brutas

E Sandler percebeu exatamente este tom e tem realmente um desempenho sensacional, trazendo para o publico Howard Ratner, um dos personagens mais insuportáveis já criado por um roteiro de cinema.

Howard fala o filme inteiro.

Ele fala quando está na sua loja com seus funcionários e clientes, ele fala quando está com sua família judia, ele fala quando está com sua amante, ele fala quando está dando seus golpes, ele fala com seus agiotas, ele fala no celular andando pelas ruas de Nova York e ele fala sozinho quando monta seus planos cada vez mais malucos para se dar bem.

Poster Internacional - Uncut Gems
Poster Internacional – Uncut Gems

O personagem de Adam Sandler é um trambiqueiro.

E se você consegue imaginar ou já viu um personagem com esta característica, multiplique sua expectativa por 5.  Howard Ratner é muito trambiqueiro!

Mas não é só isso.

Demoramos um pouco para perceber quem é o real Howard Ratner.

O filme começa com Howard recebendo uma Opala, contrabandeada da Etiópia dentro de um peixe congelado e que segundo ele vai alcançar o valor de 1 milhão de dólares em um leilão, e será a grande venda de sua vida.

Howard é joalheiro e tem um amigo chamado Demany (Lakeith Stanfield) que leva amigos ricos para comprar joias com ele.

Um destes “amigos ricos” é Kevin Garnett, mais conhecido como KG, um astro do Basquete americano que jogou no Boston Celtics na década de 90 onde o filme se passa e que representa ele mesmo no filme.

Kevin Garnett,  o KG com Lakeith Stanfield e Adam Sandler em Joias Brutas
Kevin Garnett, o KG com Lakeith Stanfield e Adam Sandler em Joias Brutas

Como Howard não consegue ficar quieto, ele acaba mostrando a Opala, que na verdade é uma pedra bruta ainda, a KG que se apaixona pela pedra e decide que a mesma tem os poderes de um amuleto e vai ajuda-lo a ganhar o jogo da noite, e quem sabe os jogos da temporada.

De repente, sem que o expectador entenda o que está acontecendo, Howard percebe ali uma chance para montar um dos seus esquemas e começa ai uma trama intrincada que vai ficando cada vez mais claustrofóbica e inacreditável.

Logo percebemos que Howard tem dois vícios:

Apostas e Basquete.

E é algo doentio mesmo, pois ele não tem o mínimo escrúpulo de usar as coisas dos outros para investir em suas apostas, que vão ficando cada vez maiores e mais absurdas.

E ai entra o talento dos diretores até no casting dos personagens, pois escolheram o ator ideal para o papel.

Adam Sandler sendo Adam Sandler em Joias Brutas
Adam Sandler sendo Adam Sandler em Joias Brutas

O Howard de Adam Sandler não deixa de ter aquele jeito abobalhado dos personagens estilo “Adam Sandler” do ator, mas aqui isto é necessário para que possamos ter o mínimo de empatia por um ser tão escroto.

Diversas vezes a gente torce para que seus planos deem certos e nos frustramos junto com o personagem quando algo imprevisto acontece, mas trazendo nossa experiência de vida para o momento em que estamos vendo aquele filme na frente da televisão, a gente pensa que chegou a hora de parar de fazer apostas malucas e simplesmente começar a pagar as pessoas que foram logradas, mas ai Howard sempre arruma uma nova maneira cada vez mais absurda de se alavancar, e aquela compreensão amiga que tínhamos com o personagem começa a ser tornar uma raiva indescritível, pois ele acaba com a paciência de qualquer pessoa.

O trambiqueiro e os agiotas
O trambiqueiro e os agiotas

Como aceitar alguém fazendo tanta merda? Impossível não querer entrar no filme e bater em Howard.

Mas mesmo com todo nosso ódio crescente,  o filme consegue sempre nos deixar com a pulga atrás da orelha e na ponta da cadeira:

Será que desta vez a ideia dele vai funcionar?

O filme com certeza mexe com nossa moral e traz diversos sentimentos contraditórios.

Howard pedindo perdão a esposa
Howard pedindo perdão a esposa

Agiríamos igual a Howard?

A esperança é a ultima que morre?

Quem não arrisca não petisca?

Vale tudo para se dar bem?

Difícil responder.

Com certeza são todas frases clichês, mas acreditem: Todas combinam com este filme.

Joias Brutas é uma experiência sensorial e quase física que vai te tirar de sua zona de conforto, para o bem e para o mal.

Confesso que muitas vezes me perguntei o que estava vendo ali e se valia a pena continuar a seguir aquele caos, mas digo a vocês que vale a pena sim ter paciência e seguir a estória de Howard Ratner e sua vida de escroto perdedor, pois o roteiro deste filme é muito bom.

E ainda traz um final que deixa um gosto agridoce em nossa boca.

Até agora me pergunto se aquilo não foi um final feliz.

Joias Brutas é uma experiência necessária.

Saia da sua zona de conforto e entre neste mundo louco de Howard Adam Sandler Safdie Brothers Ratner.

E você, é fã de Adam Sandler? Qual seu filme favorito dele?

Já assistiu Joias Brutas, o que achou da produção?

Vamos conversar nos comentários.

E Não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E Curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

 

 

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Assistir hoje esse filme, eu ameiiii.
    O filme não podia ser interpretado por outro ator,engraçado que não lembro de ter assistido outro filme com os diretores. Agora, quanto ao estilo de filmagem ainda que seja confuso eu gostei bastante por ser exatamente frenético. Não é algo tão confuso e complexo como Gaspar Nóe, e realmente como fala o personagem do Sandler. rsrsr
    Mas, ele é um cara que por suas escolhas vive a pressão não consigo imaginar ele calado e sem gritar. Esse personagem me lembrou muito meu primo, achei até que era uma biografia da vida dele.rsrsrs
    Meu filme preferido do Sandler é O Paizão.rsrsrrs
    Bela resenha e amo ler seus textos.

    • O estilo frenético no começo me incomodou bastante, mas era necessário para o filme. Exatamente por isso, parece que se o personagem de Sandler parar de falar, ele vai explodir. Ele tem que extravazar. Mas não deixa de ser irritante. Eu não conseguiria conviver com uma pessoa como ele. Sobre Gaspar Noé só assisti Irreversível e não me interessei por outras coisas, pois parecem muito ser feitos para causar. Parece que na Netflix tem Climax dele. Já viu? Sobre Sandler, confesso que passo longe de muitos filmes dele, mas curto muito Como Se Fosse a Primeira Vez e Zohan, que é tão ridículo que morro de rir.

  2. Primeiramente, que resenha! Muito boa a percepção que esse filme nos traz. Realmente é uma poluição sonora e visual interessante de acompanhar. Não sei como o Adam fez para memorizar tudo o que ele fala nesse filme. Dá nervoso e quase desisti de ver. Parecia que a coisa não ia para lugar nenhum. Tudo confuso. Mas Fiquei surpresa, um papel tão diferente do que a gente está acostumado a vê-lo interpretar. E um final que… Meu Deus! 🙂
    E ah… Amo Adam Sandler e meu filme favorito dele é Click. Um filme cômico e ao mesmo tempo muito reflexivo. Eu rio e choro.
    E jóias Brutas… Uma grata surpresa! O Adam foi a jóia bruta lapidada nesse filme. Literalmente!

    • Também gosto de Click e na na netflix tem um filme dele chamado Um Faz de Conta que Acontece que é muito bom para ver com a familia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here