Crítica I O Chamado da Floresta

Boa tarde aos amigos do Mundo Hype.

Todos sabem que “minha praia” são os quadrinhos (principalmente os de super-heróis), mas de tempos em tempos um filme ou série ou mesmo acontecimento cotidiano, me faz ter a vontade de me expressar sobre o acontecido (como digo sempre em minhas postagens “quando bate a ideia, ela vira publicação”).

Hoje o meu assunto é um filme que me impressionou e emocionou, pela sua simplicidade no roteiro e pela facilidade como o elenco passou a mensagem inclusa na película (e olha que apenas três filmes me causaram esta sensação: “Coração Valente” (por mostrar a luta de um homem pela liberdade de seu povo), “Os Intocáveis” (pelo combate à corrupção por um homem que ainda acreditava no sistema) e “Seven” (pela inteligência do plano maquiavélico montado pelo vilão e o final surpreendente).

“O Chamado da Floresta” é o quarto filme a entrar nesta disputada lista…vamos falar sobre ele?

De início vamos à parte técnica:

Sinopse: Depois de anos vivendo como um cachorro de estimação na casa de uma família na Califórnia, Buck precisa entrar em contato com os seus instintos mais selvagens para conseguir sobreviver em um ambiente hostil como o Alaska. Com o tempo, seu lado feroz se desenvolve e ele se torna o grande líder de sua matilha. Baseado no livro homônimo de Jack London, lançado em 1903.

Elenco: Harrison Ford (John Thorton), Omar Sy (Perrault), Dan Stevens (Hal) e Karen Gillan (Mercedes).

Como visto acima na sinopse, o cão Buck vive na mansão de um juiz de uma cidade da Califórnia (onde ele sente-se como um rei, por ser conhecido e bem tratado por todos), mas por ser grandalhão, muito forte e atrapalhado sempre está envolvido em confusão.

Em um passeio pela cidade, ele chama a atenção de um malfeitor interessado em venda de cães para trenó, que são utilizados na corrida do ouro em 1890 em Yukon (região do Alaska).

Por isso Buck é praticamente “sequestrado”, vendido e enviado para este local (onde sente o choque de um ambiente totalmente desconhecido e assustador para um cão doméstico).

E é neste novo local (e vida) que ele tem seu primeiro contato com John Thorton e posteriormente com Perrault (que usa um trenó puxado por cães, para entregar correspondência para os mineradores).

 

Aqui começa a jornada de conhecimento de um cão em busca de ser aceito em um ambiente, família e de seu próprio instinto.

Buck conhece o sentido de família, de como se tornar um líder seguindo sempre uma noção de justiça e solidariedade (de vencer sem prejudicar o próximo e cuidar de seu grupo).

Mas ainda lhe faltava o sentimento de amizade sem restrições, que ele acaba encontrando posteriormente na figura de John Thorton (um homem amargurado pela morte do filho, e que foi para esta região inóspita não pela cobiça do ouro, mas para se reencontrar como ser humano para poder voltar ao convívio social).

Uma aventura de encher os olhos, por ter muito atrativos: os cenários, as situações de perigo devido ao ambiente hostil e a fauna local repleta de beleza e perigo.

Uma clara alusão à uma jornada espiritual, só que vivida por um cão muito simpático e bonachão, repleto de carinho para com seus semelhantes e descobrindo realmente quem é e onde pertence.

Um ode à amizade entre homem e cão, onde os dois se ajudam mutuamente a fugir de seus infernos particulares, e saírem vitoriosos cada qual a seu jeito.

Que sejam feitos mais filmes feitos desta maneira tão singela e inocente, e que nos mostrem que a felicidade pode ser encontrada nas menores situações.

O Chamado da Floresta | Trailer Oficial

 

Espero que gostem desta minha pequena e rara “intrusão” nas críticas de cinema, mas eu senti o dever de retratar este filme….eu ouvi o chamado da floresta !!!

Sobre o autor

Leia mais Críticas

Crítica | Ratched – 1ª Temporada

Boa noite aos amigos do Mundo Hype. Em mais uma caçada de um bom filme ou série na Netflix, acabei por encontrar uma série que...

Crítica | The Boys – 1ª temporada

The Boys é uma série disponível na Amazon Prime. A história da série é baseada nos quadrinhos de mesmo nome, criada por Garth Ennis...

Crítica I Get on Up – A História de James Brown

Bom dia aos amigos do Mundo Hype. Já se passou mais de um mês do falecimento de Chadwick-Boseman, e as homenagens prestadas à sua pessoa...

Crítica | American Horror Story – 7ª Temporada

Boa tarde aos amigos do Mundo Hype. Como disse nos comentários finais da sexta temporada de "American Horror Story" (ou AHS como é mais conhecida),...

Critica | Enola Holmes

Você ainda não viu Enola Holmes na Netflix?? Não acredito nisso! Pare tudo agora, faça sua pipoca e vá correndo conhecer o melhor filme pipoca de...

Crítica | Ratched – 1ª Temporada

Boa noite aos amigos do Mundo Hype. Em mais uma caçada de um bom filme ou série na Netflix, acabei por encontrar uma série que...

Crítica | The Boys – 1ª temporada

The Boys é uma série disponível na Amazon Prime. A história da série é baseada nos quadrinhos de mesmo nome, criada por Garth Ennis...

Crítica I Get on Up – A História de James Brown

Bom dia aos amigos do Mundo Hype. Já se passou mais de um mês do falecimento de Chadwick-Boseman, e as homenagens prestadas à sua pessoa...

Crítica | American Horror Story – 7ª Temporada

Boa tarde aos amigos do Mundo Hype. Como disse nos comentários finais da sexta temporada de "American Horror Story" (ou AHS como é mais conhecida),...