Crítica I Batman Ninja

Boa tarde aos amigos do Mundo Hype.

Em mais uma busca na Netflix, acabei por “topar” com esta animação de qualidade e com o meu personagem preferido (que todos já sabem ser o Homem-Morcego), em uma ambientação que me atrai muito: o Japão Feudal…..vamos falar de “Batman Ninja”?

De início vamos à parte técnica:

Sinopse: Batman Ninja é um filme de animação japonesa dirigido por Junpei Mizusaki e produzido pela Warner Bros., que apresenta o personagem Batman da DC Comics. Takashi Okazaki, o criador do Afro Samurai, é o designer de personagens do filme. O primeiro pôster promocional do filme foi revelado em 5 de outubro de 2017, e os trailers foram lançados em 1 de dezembro de 2017. O filme foi lançado em DVD e Blu-ray em 2018.

Elenco ( versão dublada): Bruce Wayne/Batman (Duda Ribeiro), Coringa: Márcio Simões, Arlequina (Iara Riça), Slade (Ricardo Schnetzer), Gorila Grodd (Ronaldo Júlio), Dick Grayson/Asa Nortuna (Sérgio Cantú), Jason Todd/Capuz Vermelho (Renan Freitas), Tim Drake/Robin Vermelho (João Capelli), Damian Wayne/Robin (Eduardo Drummond), Duas Caras (Hélio Ribeiro), Pinguim (José Santa Cruz), Hera Venenosa (Miriam Ficher), Alfred Pennyworth (Júlio Chaves), Mulher-Gato (Sheila Dorfman).

Como visto acima na sinopse, O Gorila Grodd reúne os principais criminosos de Gotham City no Asilo Arkham para apresentar uma máquina que poderia realizar viagens no tempo.

Mas assim que o Batman entra em cena, todos os envolvidos são enviados rumo ao Japão feudal (onde cada vilão assumiu o controle de uma região e montando seu castelo (feudo).

O Batman chega com uma diferença de 2 anos (algo que é explicado pela Mulher-Gato) e precisa se adaptar à uma época sem tecnologia e as diferenças na bat-família (alguns até muito estranhos), e descobre que é cultuado por habitantes locais que acreditam que sua chegada estava prevista em uma profecia.

Uma aventura com um roteiro diferenciado e baseado em uma época que é muito atrativa (o Japão Feudal) com seus cenários bucólicos, samurais e castelos que viram robôs gigantescos.

A única coisa que não me agradou foi o final meio “vago” e sem informações sobre o destino dos outros personagens (só foram mostrados os do Batman e Mulher-Gato).

Diversão garantida e descompromissada….fica aqui minha recomendação !!!

Espero que gostem de mais uma pequena e rara “intrusão” nas críticas de cinema e séries, mas quando as plataformas de streaming acertam a mão como neste filme, devemos compartilhar a experiência positiva como formadores de opiniões que somos.

Leia mais Críticas