Crítica | Encanto

A Disney conseguiu fechar o ano de 2021 com chave de ouro no quesito animações. Encanto é uma animação musical que foge daquela fórmula quadrada de princesas da Disney que a produtora tem abandonado cada vez mais. Aqui, nossa protagonista é a Mirabel Madrigal, uma garota comum no meio de uma família com talentos excepcionais. Mirabel consegue lidar com seu jeito especial de ver o mundo, mesmo sem poderes. O grande problema é como a abuela, matriarca da família, lida com isso.

Sinopse: Encanto da Walt Disney Animation Studios conta a história dos Madrigal, uma família extraordinária que vive escondida nas montanhas da Colômbia, em uma casa mágica, em uma cidade vibrante, em um lugar maravilhoso conhecido como um Encanto. A magia deste Encanto abençoou todos os meninos e meninas da família com um dom único, desde superforça até o poder de curar. Todos, exceto Mirabel. Mas, quando ela descobre que a magia que cerca o Encanto está em perigo, Mirabel decide que ela, a única Madrigal sem poderes mágicos, pode ser a última esperança de sua família excepcional. 

Imagem do filme Encanto

Esse filme é tocante em tantas maneiras que é difícil até expressar tudo isso em palavras. Eu me peguei chorando várias vezes ao longo do filme. Aqui, Encanto não é mais uma história de amor simples. Encanto mostra o amor familiar em várias camadas, densas, complicadas, que muitas pessoas podem se identificar com o filme.

Encanto é uma comédia familiar, onde o ‘elo fraco’ da família precisa mostrar que a força não está na magia, mas na relação entre eles. E não é só Mirabel que mostra isso no filme. A família Madrigal é tão bonita, mas tem falhas, como qualquer família no mundo real. Porém, abuela não tem tanta facilidade em ver isso.

A falta de poderes não é e nem nunca foi a fraqueza de Mirabel. Pelo contrário, em sua diferença, Mirabel conseguiu ser um dos membros mais fortes, pois, em todo momento, ela acredita que precisa se provar para parecer merecedora do amor e da atenção de sua abuela.

Outra coisa que gostei muito em Encanto é que a arte está incrível. Eu parava algumas vezes para prestar atenção nos detalhes das cenas. Até o cabelo dos personagens, dependendo do quadro em que pausava o filme, parecia real de tão bem feito. Além disso, aqui temos uma ambientação diferente, com vários termos em espanhol, além de músicas em espanhol, mostrando também outra cultura. (Não sei se chegaram a ser fieis ou só fizeram outra cultura baseado apenas em no que sabem, como no fiasco feito em Jungle Cruise que se passa no Brasil mas não tem nenhum ator brasileiro).

Eu só tenho a recomendar para todos assistirem Encanto. Crianças podem se divertir com as músicas e as aventuras de Mirabel e sua família, e os jovens e adultos podem absorver todas as camadas do filme, desde os conflitos familiares, até sobre aceitação e compreensão de quem somos e até onde podemos ir.

 

 

Leia mais Críticas