Crítica | Deadpool 2

Quando Deadpool foi lançado em 2016, o sucesso inesperado e a forma inusitada de usar o personagem foi o que alavancou o sucesso do filme (e um pouco da insistência de Ryan Reynolds), e se esperamos tudo otimizados na continuação estamos completamente certos.

A sequência começa com Deadpool tentando salvar um mutante Russel/Firefist (Julian Dennison) que está sendo caçado pelo Cable (Josh Brolin) que viajou no tempo porque o garoto será responsável pela morte de sua família no futuro. Uma grande mudança nessa continuação é um pouco de carga dramática a fim de dar ao Deadpool certa profundidade. Em certos momentos o filme até acerta em passar do humor escrachado ou um bonito diálogo sobre perda e na mesma rapidez o filme volta a ser uma comédia escrachada. Sobre o Vilão interpretado por Josh Brolin, é muito bem apresentado e o ator manda muito bem, mas depois de apresentá-lo, o filme passa a usá-lo como mais um instrumento de piadas para o protagonista, o que acaba anulando a sensação de perigo eminente que o personagem se mostrava nas prévias e trailers.

Cable (Josh Brolin) o "novo vilão"

Um dos melhores momentos do filme com certeza é a convocação do X-force e de como tudo se desenrola, toda a sequência é hilária e temos também que salientar a personagem de Zazie Beetz como Dominó que está muito à vontade no papel e que também rende ótimas cenas. Aliás, as coreografias de luta estão muito boas com o uso extremo do Deadpool, de seu corpo de forma engraçada e até mesmo grotesca A luta com Cable é sensacional. Outra coisa sensacional no filme é retratar de forma natural um casal homo afetivo (o primeiro casal homoafetivo dos filmes de quadrinho).

X Force.

Quando o roteiro tenta tratar a viagem no tempo é quase que simplesmente jogado sem a menor preocupação em se estabelecer algum tipo de regra, e quando se é questionado isso o filme usa seu humor como desculpa e no fim a carga dramática que eles tentam estabelecer fica confusa em meio a tantas referências e metalinguagem. O CGI também não está tão convincente principalmente quando se trata do Colossus a falta de textura é perceptível.

Casal Lgbtq.

As cenas pós créditos são um show à parte, assim como as participações especiais. Deadpool 2 diverte muito, é mais violento, com muitas piadas com a cultura pop (sério são muitas mesmo, desde Beyoncé até 007), o que torna o filme muito divertido de se ver, principalmente se você está inserido no mundo cinematográfico dos heróis e dos quadrinhos.

ASSISTA AO TRAILER:

Sobre o autor

Leia mais Críticas

Crítica | American Horror Story – 3ª Temporada

Boa noite aos amigos do Mundo Hype. Como disse nos comentários finais da segunda temporada de "American Horror Story" (ou AHS como é mais conhecida),...

Crítica | Good Trouble (1ª Temporada)

Em toda sociedade existe ritos de passagem, explicita ou implícita, são maneiras que se apresentam intrínsecas na própria natureza humana. E há séries televisivas...

Crítica | Warrior Nun – 1ª Temporada

Boa noite aos amigos do Mundo Hype. Terminei a primeira temporada de "Warrior Nun" (aqui traduzida como "Freira Guerreira"), e mantive um ritmo até muito...

Crítica | American Horror Story – 2ª Temporada

Bom dia aos amigos do Mundo Hype. Como disse nos comentários finais da primeira temporada de "American Horror Story" (ou AHS como é mais conhecida),...

Crítica I A Lenda de Beowulf

Boa noite aos amigos do Mundo Hype. Hoje logo de manhã (para falar a verdade na madrugada...rrsss) tive o prazer de ler o review do...

Crítica | American Horror Story – 3ª Temporada

Boa noite aos amigos do Mundo Hype. Como disse nos comentários finais da segunda temporada de "American Horror Story" (ou AHS como é mais conhecida),...

Crítica | Good Trouble (1ª Temporada)

Em toda sociedade existe ritos de passagem, explicita ou implícita, são maneiras que se apresentam intrínsecas na própria natureza humana. E há séries televisivas...

Crítica | Warrior Nun – 1ª Temporada

Boa noite aos amigos do Mundo Hype. Terminei a primeira temporada de "Warrior Nun" (aqui traduzida como "Freira Guerreira"), e mantive um ritmo até muito...

Crítica | American Horror Story – 2ª Temporada

Bom dia aos amigos do Mundo Hype. Como disse nos comentários finais da primeira temporada de "American Horror Story" (ou AHS como é mais conhecida),...