Crítica | Army of the Dead: Invasão em Las Vegas

Boa tarde aos amigos do Mundo Hype.

Hoje vou falar de mais uma produção original da Netflix: o filme “Army of the Dead“.

Um filme de ação e terror que mistura “Madrugada dos Mortos” e “Sete Homens e um Destino“, com a presença de Dave Bautista (o Drax de “Guardiões da Galáxia“) como protagonista principal no elenco.

Vem comigo na resenha !!!

De início vamos à parte técnica:

Sinopse: Army of the Dead (Army of the Dead: Invasão em Las Vegas) é um filme de assalto e zumbis norte-americano dirigido por Zack Snyder e co-escrito por Shay Hatten, Joby Harold e pelo próprio Snyder. O filme é estrelado por Dave Bautista, Ella Purnell, Ana de la Reguera, Garret Dillahunt, Raul Castillo, Omari Hardwick, Hiroyuki Sanada, Tig Notaro e Matthias Schweighöfer.

Produzido pelo estúdio The Stone Quarry do Snyder, o filme foi lançado em maio de 2021 no serviço de streaming Netflix.

Elenco: Dave Bautista (Scott Ward), Ella Purnell (Kate Ward), Ana de la Reguera (Cruz), Garret Dillahunt (Frank Peters), Raúl Castillo (Mikey Guzman), Omari Hardwick (Vanderohe), Nora Arnezeder (Lily, A Coiote)….entre outros.

Como visto acima na sinopse, no início do filme nos é mostrado que em um transporte do exército americano de uma carga secreta, ocorre um acidente automobilístico nas imediações de Las Vegas.

O resultado é que a referida carga é um zumbi predador (que com certeza seria usado pelo exército como arma de destruição em massa), que escapa da prisão e acaba infectando os próprios soldados do comboio e logo em seguida, toda a cidade de Las Vegas.

Com a cidade totalmente cercada por conteiners e vigiada pelo exército americano e sabendo que dentro de 96 horas a cidade sofrerá um ataque nuclear, um empresário com ligação aos militares resolve juntar um exército mercenário para resgatar 200 milhões de dólares, que estão dentro de um cofre do cassino Olympus.

Dave Bautista era um astro da WWE e foi para o mundo do cinema, como Dwayne “The Rock” Johnson, mas não tem o mesmo carisma e presença de cena (na verdade ele fica até mais agradável, debaixo de toda a maquiagem do Drax).

O filme tem o “dedo” do diretor Zack Snyder em todas as cenas de ação em “slow motion” e nas tomadas que provocam espanto (como na cena em que envolve o tigre zumbi Valantine e o vilão Garret).

Diversão garantida para quem curte um filme descompromissado em uma tarde de domingo preguiçosa….como hoje !!!

 

Espero que gostem de mais uma pequena e rara “intrusão” nas críticas de cinema e séries, mas quando acertam a mão como neste filme, devemos compartilhar a experiência positiva como formadores de opiniões que somos.

 

Leia mais Críticas