Crítica | Alerta Vermelho

Alerta Vermelho foi vendido como um dos filmes mais caros da plataforma de streaming Netflix, com um elenco de peso e cenas de ação em seu trailer para deixar muitos entusiasmados com o que estaria por vir. Mas será que essa expectativa valeu a pena?

Alerta Vermelho

Sinopse: Um alerta vermelho da Interpol é emitido e o agente do FBI John Hartley assume o caso. Durante sua busca, ele se vê diante de um assalto ousado e é forçado a se aliar ao maior ladrão de arte da história, Nolan Booth, para capturar a ladra de arte mais procurada do mundo atualmente, Sarah Black.

Começando analisando o elenco principal: temos Gal Gadot interpretando a ladra Bispo, que é uma femme fatale inteligente e que luta bem (e é só isso mesmo que ela é), Dwayne The Rock interpretando o agente The Rock sério John Hartley, Ryan Reynolds interpretando Ryan Reynolds (o que aqui eu não digo que é uma crítica)/Nolan Booth, e Ritu Arya como uma agente especial que só serve de escada nas poucas vezes que aparece no filme.

A interação do elenco foi muito bem feita, com várias sacadas legais na relação entre o agente Hartley e o ladrão Booth, o que conseguiu arrancar várias risadas de mim. A maior parte do filme fica encarregada desses dois, que conseguem se sair bem em cenas de ação com alguns cortes. Mesmo entre os outros personagens que pouco aparecem, conseguiram mostrar o que o roteiro pediu. Mas, ainda assim, a interação The Rock/Reynolds foi o que mais mantém a graça e a fluidez do filme.

Falando das cenas de ação, elas conseguem ser bem coreografadas e super empolgantes, mas não chegam naquele pico de ação, pois ninguém se fere em nenhum momento do filme. Nem mocinhos, nem bandidos. O que deixa a sensação de preocupação com os personagens em quase zero. Mesmo quando o perigo seria grande, não conseguimos nos preocupar realmente, pois logo tudo fica bem.

O CGI gasto no filme nas cenas de ação foi muito bem aproveitado, além de entregar cenários muito bem montados. Porém, é possível perceber várias vezes onde é claramente CGI. E fica bem feio em determinados momentos de tão falso.

Sobre o roteiro, achei simplista demais em algumas partes. Há uma reviravolta no final que é capaz de capturar a atenção maior, e admito que gostei do que aconteceu a partir desse ponto. Mas não espere algo muito original ou surpreendente da história.

Eu achei que o maior erro desse filme é como ele foi vendido para a mídia pela Netflix. Alerta vermelho foi anunciado como um grande filme de ação, mas está mais para um filme de comédia com ação, comédia essa que foi bem utilizada no filme, não ficou em excesso, e deu espaço aos atores usarem isso ao seu favor quando possível.

Alerta Vermelho é um filme para você ver sem qualquer tipo de compromisso, sem esperar grandes perigos, mas que distrai e diverte a mente da gente durante o seu tempo de duração. Aquele filme para se assistir com a família no final da tarde para rir bastante.

 

Leia mais Críticas