Crítica – Agent Carter – 1° Temporada

Quem assistiu o Primeiro filme do Capitão América, com certeza se lembra da Protagonista da série que eu vou comentar hoje.

Peggy Carter é baseada vagamente em uma criação do Stan Lee de 1966.
Major do Exército Inglês e oficial de ligação com os EUA, ela acompanha o
projeto de super-soldados que acabou criando o Capitão América.

A série Agent Carter foi criada por Christopher Markus e Stephen McFeely e é transmitida pela ABC. Teve sua estreia no dia 6 de janeiro de 2015, com 8 episódios no total. Carter passa durante o hiatus de Agents of Shield. No Elenco temos Hayley Atwell como Peggy Carter, James D’Arcy como Edwin Jarvis, Chad Michael Murray como Jack Thompson, Enver Gjokaj como Daniel Sousa e Dominic Cooper como Howard Stark.

Depois da Suposta morte de Steve Rogers e do fim da 2° Guerra Mundial, Peggy Carter encontra-se trabalhando na SSR – Reserva Científica Estratégica (que deu origem a Shield).  Infelizmente, Carter tem todo seu talento, uma vez que seus colegas de trabalho não reconhecem seu valor e a tratam como uma secretária. Até que Howard Stark (Sim, pai do famoso Homem de Ferro/ Tony Stark) acaba sendo acusado de vender sua tecnologia para alemães e para a H.Y.D.R.A durante e após a guerra e pede ajuda a Agente para limpar seu nome, uma vez que confia e conhece bem as habilidades de Peggy.

Carter tem como aliado o mordomo de Howard, Edwin Jarvis (ele seria inspiração para a inteligência artificial criada por Tony Stark), ele quem ajuda a protagonista em suas missões para provar a inocência de Stark. A trama não demora a se estabelecer e nos primeiros episódios já somos apresentados ao vilão da temporada, a organização Leviatã, um grupo criado pela Rússia comunista.   O assassino que
aparece nos primeiros episódios a serviço da organização e a procura dos
itens roubados de Stark, deixa um rastro de mortes até
Carter conseguir impedi-lo.

Dois importantes momentos dessa temporada foram o embate de Peggy e Dottie Underwood e Carter ganhando o reconhecimento de seus colegas da SSR após conseguir
derrubar Dr. Ivchenko, um dos chefões da organização Leviatã. Ao mesmo
tempo, a protagonista é ignorada pela cúpula do governo, que prefere
reconhecer Thompson (colega de Carter) como a pessoa que derrubou com os próprios esforços a
organização criminosa.

Stan Lee Faz uma pequena participação nessa temporada, para a alegria dos fãs. No 4° episódio tem uma cena aonde Howard Stark está engraxando os sapatos e o ícone maior da Marvel pede emprestado a sessão de esportes para ele. Como sempre, uma aparição curtinha, mas divertida.

Uma coisa que não tem como notar, é a ambientação da série. O figurino, as casas, carros, trejeitos, costumes, cenários e até o modo de pensar da sociedade e de tratar a
mulher. Tudo isso ganha muito destaque no seriado, que te leva mesmo em uma viagem aos anos 40. Agent Carter é uma ótima série, que se conectou muito bem ao Universo Marvel.

A Parceria e amizade que Peggy cria com Jarvis, também é uma coisa que chama muito atenção na série. Ver uma mulher tão forte e decidida como ela ao lado de um medroso lorde inglês é um contraste muito bonito de se ver. Não tem como não virar fã dessa dupla.

O último episódio da temporada foi ao ar no dia 24 de fevereiro de 2015 e a série foi renovada para uma 2° temporada que eu vou contar pra vocês semana que vem.

 

Reação
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
COMPARTILHAR
Fanática por Star Wars e apaixonada por cultura nerd, adoro desenhos animados, Hqs, mangás, filmes, séries e tudo mais desse universo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here