Em 2003, a aventura do pirata mais amado do cinema, Jack Sparrow começava e junto com ele, toda essa mitologia e misticismo dos piratas trouxeram uma legião de fãs que sonhavam com aventuras marítimas, tapa olhos, pernas de pau e claro – um papagaio no ombro. Tivemos até muitos jogos que permitiram nossos sonhadores materializarem estas aventuras, como o esplêndido Assasin’s Creed: Black Flag. Porém, em algum momento você já se questionou – De onde surgiram os piratas? Bom meu caro fora da lei, seja bem vindo a bordo, cuidado para não passar mal e enquanto te conto esta história, vai limpando o convés pra não ter reclamações do capitão ok? Então vamos lá marujo…


Você com certeza estudou história na escola e um dos assuntos estudados foi Grécia Antiga. Antes que a pergunta: “Mas o que a Grécia de antes de Cristo tem haver com piratas?” apareça em sua cabeça, saiba que por mais incrível que pareça, foi lá mesmo que eles surgiram.

O termo pirata vem palavra grega piratés, que significa “tentar assaltar ou pilhar”, ou numa tradução mais filosófica “tentar afortunar-se em aventuras”. Foi Homero, o grande poeta épico daquela época, a usar esta palavra pela primeira vez para descrever aqueles que assaltavam os navios e cidades costeiras da Grécia, em sua obra Odisseia. Relatos contam que desde 735 A.C. havia a prática de pirataria por gregos que tentavam se apoderar dos bens de mercadores por praticamente todo o Mar Mediterrâneo.  Até mesmo séculos depois, os piratas ainda causavam muita dor de cabeça, principalmente para o Império Romano.

Hype Curiosidades | Como Tudo Começou - A Origem dos Piratas!Com o passar do tempo, a atividade de pirataria deixou de ser uma coisa que assustava aqueles bem afortunados, até acontecer um marco importante na história: a divisão do mundo ou o Tratado de Tordesilhas, que foi decretado em 1494 (Não vou entrar em muitos detalhes sobre o tratado para não perdermos o foco).

A partir disso, os Estados que se unificaram depois (França, Inglaterra, Holanda) se sentiram injustiçados por não terem a mesma aprovação de exploração e colonização. Com isso, a famosa Carta de Corso foi criada. Esta carta era um documento emitido pelo rei que elegia um marinheiro a capitão de um navio e este capitão tinha total liberdade para saquear embarcações de outros países, assim surgindo o termo e a profissão de corsário. O corsário é nada mais nada menos que um “pirata legalizado”, já que todo os bens roubados ficam em sua posse, contanto que ele não ataque navios do país emitente da carta de Corso. Mas é fato que ao longo do tempo, muitos destes corsários acabam ficando cansados deste acordo e visando apenas pilhar, pilhar e pilhar traem o termo e viram foras da lei de um novo país (já é caçado por uns quatro países, o que é ser caçado por mais um não é mesmo?).

As ilhas do Caribe se tornaram o lugar de maior atividade pirata no fim do século XVI até meados do século XVIII (daí surge o nome de Piratas do Caribe) que é chamado de Época Dourada da Pirataria. Havia colônias espanholas nas mais diversas ilhas que preenchem o Mar do Caribe e muitas delas acabaram sendo tomadas pelos piratas. Estas colônias vieram a se transformar em cidades comerciais para abrigarem os piratas que queriam trocar ou gastar com o que quiser suas recompensas de saque. Estas cidades também serviam de refúgio para os mesmos piratas, prisioneiros, pessoas que se negavam a pagar impostos a coroa, desertores, escravos e praticamente todas as categorias de foragidos. Conforme o crescimento populacional nessas cidades, muitos piratas acabavam sendo “líderes do povo”, que saqueavam e traziam riquezas para poder manter a cidade com comida e mercadorias. Apesar disso tudo, o grande mal destes lugares era a falta de saneamento, o que atraia muitas doenças e pestes para a população. Mesmo com grandes esforços, muitas destas colônias voltaram para o domínio espanhol quando o Rei decidiu retomar estas terras por grande valor estratégico.

Hype Curiosidades | Como Tudo Começou - A Origem dos Piratas!

A grande reviravolta pirata viria a acontecer em 1684, com o Tratado de Ratisbon, onde estes países em conflito fizeram um acordo de “paz marítima”. A maioria dos piratas, depois dessa época, foram contratados para prestar serviços a Coroa com o intuito de eliminar seus antigos aliados. A caçada aos piratas dava início.

A partir disso, vemos os piratas tendo participações em mais alguns fatos históricos, como o período de Pós-Sucessão Espanhola, (mas infelizmente não entrarei em detalhes para não nos desviarmos de nossa trajetória, mas cá estamos), fim desta guerra pelo trono espanhol e com o Tratado de Utrecht assinado, a união entre os países para proteger suas transportações marítimas ficaram mais rígidas e fortes, fazendo que muitos piratas fracassassem nas pilhagens ou até mesmo desistissem do tão sonhado tesouro. Praticamente até 1720, a maioria dos piratas encontravam-se em fuga, já totalmente desgastados com a busca da fortuna desejada e mais desgastados ainda por estarem sendo caçados dia e noite.

Somente em 1850 que a Declaração de Paris oficializou a pirataria como um ato ilegal e que aqueles que se encaixam no perfil, devem ser julgados e punidos, o que é irônico, já que nesta data a quantidade de piratas era inferior à do século passado.


Características dos piratas

Hype Curiosidades | Como Tudo Começou - A Origem dos Piratas!

Muitos acreditam que tapa olho, perna de pau e mão de gancho eram mitos, lendas criadas para amedrontar as pessoas, mas na verdade elas eram reais. E Esse mito ganhava força como característica principal dos piratas. Eles passavam meses nos mares lutando, saqueando, até mesmo caçando animais aquáticos, então acidentes e perdas de membros eram algo rotineiro. Como vocês viram em Piratas do Caribe, cada navio com sua devida tripulação segue uma hierarquia: Temos o capitão; o imediato que era responsável por distribuir a comida e aplicar as punições; o mestre do navio que cuidava e supervisionava as velas e as limpezas; e temos o carpinteiro, que era o responsável por cuidar da durabilidade do navio, consertá-lo e tudo mais – existem mais algumas distribuições, porém a partir do carpinteiro, elas vão de médico até limpador de convés.

Bom, o foco aqui está voltado para o médico e o carpinteiro. Quando este tipo de situação acontecia e algum tripulante perdia um membro, era função do médico cuidar do ferimento e do carpinteiro de fabricar um substituto do membro e é aí que entram as pernas de pau e ganchos.

O tapa olho era usado de uma forma até icônica – os piratas tampavam um olho durante o dia, para que ele não recebesse a luz do sol, assim ele se acostumava com esta ausência de luz para poder enxergar melhor durante a noite.

Olha que doido, eles utilizavam este método pra praticamente ter um olho para enxergar de noite e outro de dia. Agora em relação aos famosos papagaios nos ombros, de fato também acontecia. Como muitos piratas acabavam capturando alguns animais exóticos para o comercio, as vezes acontecia deles se apegarem ao bichinho e os adotarem, daí vem a simples imagem de um pirata com um papagaio no ombro!


Piratas do Caribe e Seus Fatos/Mitos

Hype Curiosidades | Como Tudo Começou - A Origem dos Piratas!

Depois desta aula resumida de História da Pirataria pra vocês, vamos agora citar alguns fatos e mitos que vemos nos filmes Piratas do Caribe.

Sabemos que Jack Sparrow está relacionado com um fato histórico muito interessante. Por um breve período, Jack trabalhava na Companhia Britânica das Índias Orientais que era uma organização que transportava mercadorias da Índia para a Ásia e Europa. Ele era encarregado de transportar escravos, porém detestava o trabalho e chegou até a libertar alguns escravos. Seu chefe – Cutler Beckett repudiou sua ação e o chamou de pirata. Jack de certa forma imatura e imprevisível, incorporou a coisa de pirata e a partir daí começou nessa vida.

 


Hype Curiosidades | Como Tudo Começou - A Origem dos Piratas!O lendário Davy Jones e seu Holandês Voador, esse sim fazia até a espinha dorsal tremer quando aparecia.

Davy Jones, também chamado de David Jones – existe um questionamento se ele realmente existiu, desde o século XVIII, segundo a lenda popular de marinheiros, era um homem do mar ou, para algumas pessoas, um deus que atormentava marinheiros até a morte, atraía tempestades para navios despreparados, confundia capitães e pilotos para fazê-los errar a rota de seus navios e bater em rochedos, recifes, bancos de areias ou entrar em correntes marítimas perigosas, além de engajar marinheiros em missões tão perigosas, que o número de sobreviventes era ínfimo. Acredita-se que poderia também prolongar a vida de um morto ou semi-morto através de um pacto. Talvez por esse motivo, em terras equatoriais Davy Jones equivale ao Diabo.

No filme, Jones era o senhor do mar, que poderia dar aos marinheiros que se encontravam à beira da morte – devido a acidentes com suas embarcações – o poder de viver por 100 anos como membro de sua tripulação, ou até mesmo como parte de seu navio. Diz a lenda que Davy Jones controlava o monstro Kraken (O Leviatã de Davy Jones), e que ordenava ao seu “bichinho de estimação” que levasse até o fim do mundo para uma existência eterna e solitária todos aqueles que tentassem fugir de sua condenada tripulação. Mas o que todos cobiçavam era a contra proposta que perseguia a lenda. Dizia-se que quem conseguisse a chave, a localização e o próprio baú da morte, onde jazia seu coração arrancado pela mágoa do amor, ainda pulsante, poderia controlar o mar – pois Davy era o próprio mar – e tornar-se capitão do Holandês Voador, podendo navegar para sempre sem barreiras. Porém, ainda havia a obrigação imposta pela deusa Calypso de levar as almas para o outro lado e a desobediência a esta tarefa renderia ao novo capitão herdar não só o barco, como também tentáculos no rosto.


Hype Curiosidades | Como Tudo Começou - A Origem dos Piratas!Voltando nos fatos, temos que ressaltar o mito dos mitos, a personificação pirata em pessoa: Barba Negra

Para descrever o Barba Negra, acho justo usar as palavras de Charles Johnson, que é o autor do livro Piratas – Uma História Geral dos Roubos e Crimes de Piratas Famosos: 

“Assim, o nosso Herói, Capitão Teach, assumiu o codinome de Barba Negra devido à quantidade de pêlos que, como um meteoro aterrorizante, cobria todo o seu rosto e ameaçou mais a América do que qualquer cometa que tivesse aparecido por ali. A barba era negra, que ele sofreu para deixar crescer até um comprimento extravagante; para cima, ela chegava até seus olhos. Ele estava acostumado a amarrá-la com fitas, em pequenas tranças, seguindo o costume de nossas perucas de cachos, e acomodando-as em volta das orelhas.” 

Como podemos ver, Barba Negra era uma figura muito inspiradora para outros piratas, tanto em termos de ousadia, liderança, até mesmo quando se trata de seu navio, o Vingança da Rainha Ana, que muitos historiadores retratam como o maior barco pirata da época.


Os Pirata mais famosos

  • Benjamin Hornigold
  • Charles Vane
  • Henry Morgan
  • Henry Avery
  • William “Capitão” Kidd
  • Samuel “Black Sam” Bellamy
  • StedeBonnet
  • Edward Thatch (Barba Negra)
  • Calico Jack Rackham
  • Bartholomew Roberts
  • Edward Low,
  • William Fly

O Kraken também é outra figura mística que fala por si só. A famosa lula que teve reencarnações em tantas obras onde o nosso herói tem que enfrenta-la para se salvar ou salvar a pobre donzela em perigo. Como referencia Kraken foi apresentado também no filme Fúria de Titãs.

Hype Curiosidades | Como Tudo Começou - A Origem dos Piratas!

Bom, este é Como Tudo Começou | A Origem dos Piratas no nosso Hype Curiosidades! Deixe seu comentário e não esqueça de compartilhar com aquele amigo, parente ou vizinho que também gosta de piratas!