Com Sangue, de Stephen King

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. – Hoje traremos um pouco sobre o livro composto de 4 contos do mestre do horror e terror. Conheça Com Sangue, escrito por Stephen King e distribuído no Brasil pela editora Suma de Letras.

Atualmente quando se fala de livros de terror e horror não tem como não mencionar Stephen King. Além de ser altamente produtivo e extremamente criativo, ele parece tirar histórias de qualquer situação. Aos olhos comuns situações que pareceriam bobas e sem sentido, se mostram profundas e envolventes. Talvez não haja nenhum outro escritor contemporâneo do gênero a altura de King quando se trata de se aprofundar na psiquê humana.

STEPHEN KING
STEPHEN KING

Os medos, anseios, os pensamentos mais íntimos e verdadeiros, King desenvolve como poucos.  A base que ele aplica é digna de um romancista clássico, e no fim o leitor percebe que por mais que seja banhado de terror, os livros nunca se tratam dos antagonistas e sim das personalidades e problemas íntimos dos protagonistas. Embora muitos fãs tenham identificado que King não é o melhor dos autores quando se trata de finais bem elaborados, ele sempre entrega obras envolventes. Afinal o que faz uma obra ser boa ou não é o conjunto, e não apenas o desfecho.

Sem mais delongas, se você está aqui é porque provavelmente conhece King e está curioso para saber do que se trata o livro. Pois bem… prometo deixar somente o SPOILER necessário para atiçar sua curiosidade. Esteja avisado! 
Os contos são:

O telefone do Sr. Harrigan

A Vida de Chuck

Com Sangue

Rato.

Os contos 1, 2 e 4 são mais curtos e o conto 3 Com Sangue (que carrega o nome do livro) é o maior deles.

 

O TELEFONE DO SR. HARRIGAN
Em O Telefone do Sr. Harrigan, acompanhamos a história de pequeno Craig ao longo de sua infância/pré-adolescência. Sendo ele um garoto de boa oratória durante as missas dominicais, foi percebido por um excêntrico senhor aposentado que decide convida-lo a trabalhar para ele lendo alguns livros depois da escola. Após aceitar esse serviço, o jovem Craig acaba desenvolvendo grande afeto ao Sr. Harrigan e ao passo que os dias avançam um sempre tem o que agregar ao outro. A sabedoria do Sr. Harrigan e a inteligência juvenil de Craig.
A história caminha para a finitude de velho sr e o crescimento do jovem Craig, tendo que enfrentar o mundo tentando utilizar ensinamentos de seu novo/velho amigo. Ao passo Sr. Harrigan se vai, parece que o Jovem Craig tem certa dificuldade em aceitar essa passagem e parece estabelecer uma forte conexão pós vida. Um conto maduro, bem estruturado, que possui o místico/aterrorizante e tenebroso!
A VIDA DE CHUCK
Em A Vida de Chuck, conhecemos brevemente a vida de um bancário e sua forte dedicação ao oficio por longos 39 anos. Outdoors agradecem a Chuck por seus 39 anos, propagandas de TV, rádio e todo meio de comunicação. As pessoas só falam disso, mas não entendem os motivos e muito menos sabem quem é Chuck. Em meio a um Apocalipse, em meio ao fim dos tempos, parece que esse ato de gratidão a Chuck é um ar fresco em meio a tantas desolações.
Um conto breve, sensível, que trás muito mais sobre aproveitar a vida e suas vontades enquanto há tempo. Nesse caso, é um terror muito mais crível, muito mais palpável, muito mais intimo e humano.
(Obrigado Helder por me ajudar com sua interpretação nesses 39 anos rsrs).
COM SANGUE

Eis a cereja do bolo. No conto Com Sangue, Stephen King presenteia seus fiéis fãs e os convida a revisitar o universo da trilogia Bill Hodges. Acompanhamos aqui a história através da visão de Holly Gibney.

Trilogia Bill Hodges

Um dia calmo e tranquilo, uma entrega dos correios a uma escola infantil e um atentado terrorista que deixou dezenas de crianças mortas e gravemente feridas. A midia local prontamente está noticiando o ocorrido, agregando audiência, muita tristeza ao vivo, muito choro, lágrimas reais de pais e parentes dos alunos. Holly sente aquilo profundamente, como se algo além da atrocidade está fora do normal. O país está atrás do culpado, a justiça precisa ser feita, mas Holly sabe, ela sabe, que esse mal é muito mais obscuro e escorregadio do que parece.

Ao passo que Holly não consegue conter sua inquietação, ela procura quem possa a compreender e se juntar a suas suspeitas sobre quem de fato é o culpado. A verdade é como um trem desgovernado de luz… fatos, registros, documentos, PROVAS que podem ajudar Holly a descobrir de fato quem é esse “monstro”. Esse conto é um verdadeiro show, um verdadeiro thriller banhado em sentimentos reais e dilemas familiares. Merecia de fato intitular essa edição.

RATO

Esse conto talvez seja o mais ambíguo e divertido deste livro. (nota-se que divertido não tem haver com comédia) No conto chamado Rato, parece que King tenta emular mais uma vez as dores de um escritor ou as dele mesmo. Drew Larson, escritor de contos, sonha em um dia conceber seu primeiro romance. Suas dores psicológicas giram em torno disso, e seu passado traz acontecimentos tenebrosos sobre isso. Determinado dia, como uma epifania, Drew simplesmente sabe o que fazer para conseguir desenvolver seu romance, ele escolhe se isolar em um chalé de seu falecido pai para ter seu tempo sabático de imersão na escrita. Deixa esposa e filhos durante 3 semanas para poder trabalhar.

Drew é teimoso, por mais que as noticias após sua chegada nesse lugar não pareçam favoráveis, ele insiste, teimando contra as forças do destino. Agora… Isolado em um chalé sem luz, sem comunicação, sem a capacidade de ir embora… Drew experimenta mais uma vez o arrependimento, e seus pensamentos começam a caminhar para um canto muito escuro e perigoso.

Aqui o leitor conhecerá um dos dilemas mais clássicos da literatura. As escolhas, os desejos, as concessões e trocas. Mas não se engane, permita que essa espécie de A PATA DO MACACO te envolva e deixe você confuso sobre o que é verdade e o que não… O que você escolheria?


É isso, texto enorme, mas acredito que a missão está feita, agora você conhece um pouco sobre essa edição e pode adquirir Clicando Aqui. Ao comprar através de nossos links, você não paga nada a mais e ajuda nosso site a se manter na Hypppeeeeeee.

Obrigado por sua atenção até aqui, consuma os livros do mestre King pois tenho certeza que qualquer desses 500 mil livros, te arrematará.

Caso queira acompanhar meu canal literário, sinta-se a vontade e visite o:

Simião Literário

Clique aqui e leia outras resenhas de vários autores desse nosso Mundo Hype

Sobre o autor

Leia mais Reviews

Review | Contos Vol. 2, de H.P. Lovecraft

O volume dois dos contos reunidos pela Martin Claret do mestre do horror cósmico desta vez nos leva por um viés onírico, o chamado...

Review | Contos Vol. 1, de H.P. Lovecraft

A editora Martin Claret nos traz a peculiar e altamente influenciadora escrita de H.P. Lovecraft nesse primeiro volume de contos e nos mostra a...

Review | Custe o Que Custar de Harlan Coben

Custe o Que Custar é o penúltimo livro de Harlan Coben lançado nos EUA e o mais atual lançado aqui no Brasil pela Editora...

Review | Raio Negro: O Rei Aprisionado, de Saladin Ahmed e Christian Ward

  Com uma premissa inusitada desde seu título, afinal estamos falando do Raio Negro, um dos mais poderosos personagens de toda a Marvel, vê-lo aprisionado...

Review: Killer Clown – Retrato de um assassino, de Terry Sullivan e Peter Maiken

Mais um livro documentário de True Crime lançado pela caveirinha darkside do selo Crime Scene. E já vou logo avisando: Se você espera uma...

Review | Contos Vol. 2, de H.P. Lovecraft

O volume dois dos contos reunidos pela Martin Claret do mestre do horror cósmico desta vez nos leva por um viés onírico, o chamado...

Review | Contos Vol. 1, de H.P. Lovecraft

A editora Martin Claret nos traz a peculiar e altamente influenciadora escrita de H.P. Lovecraft nesse primeiro volume de contos e nos mostra a...

Review | Custe o Que Custar de Harlan Coben

Custe o Que Custar é o penúltimo livro de Harlan Coben lançado nos EUA e o mais atual lançado aqui no Brasil pela Editora...

Review | Raio Negro: O Rei Aprisionado, de Saladin Ahmed e Christian Ward

  Com uma premissa inusitada desde seu título, afinal estamos falando do Raio Negro, um dos mais poderosos personagens de toda a Marvel, vê-lo aprisionado...