Critica — ELF (elfanzine) #5 – Quadrinhos Sem Padrinhos

ELF (elfanzine) #5 - Quadrinhos Sem Padrinhos

Yooooooooo caveiras espalhados pelo multiverso!

Vamos conhecer mais uma obra nacional que nos traz um belo mix de vários autores independentes que irão te conquistar também. Todo em preto e branco, com traços e reviravoltas que evoluem cada vez mais, o agora chamado ELF vai estar na sua pilha de leitura, com toda a certeza! 

Se eu fizesse um apanhado geral deste volume, talvez eu estivesse sendo superficial demais, já que há 4 estórias diferentes aqui. Então, a exemplo do Gibi Quântico, vamos avaliar individualmente cada uma das estórias apresentadas neste mix.

ELF (elfanzine) #5 Lei de Murphy

Lei de Murphy

Estória e desenhos de Tito Camello. Aqui é mostrado o caso de uma missão do Grupamento dos Mergulhadores de Combate da Marinha do Brasil (GRUMEC), durante uma missão realizada no litoral do Pará, que se consiste em mortes e desencontro de informações. E o culpado, será que pode ser achado?

Os desenhos são muito bem detalhados, com enquadramentos super bem criativos e são de um dinamismo que nos puxa para dentro da estória que é bem amarrada e nos leva para um bom ápice. Quero ver mais desenvolvimento destes personagens, pois fiquei bem curioso com backgrounds e para onde eles irão depois deste episódio.

ELF (elfanzine) #5 Angustia

Angústia – a quem confiar minha tristeza?

Estória e desenhos de ABC, adaptando livremente um conto com o mesmo nome de Anton Tchekov, mostra a estória de Iúna, um homem que perdeu sua filha recentemente. A dor crescente do personagem o faz ficar angustiado para contar sobre isto a alguém… Mas a quem confiar esta tristeza se ninguém parece disposto a ouvir sobre as mazelas de outrem?

Logo, o grande ABC – que nos fez uma bela dedicatória na contracapa desta edição – faz uma adaptação deste conto, nos trazendo para os dias atuais em que a dor das pessoas não nos interessa de qualquer maneira. Se você não ficar um pouco triste, então é porque você tem coração de pedra. O conto disponibiliza de belos enquadramentos e uma grande sacada que só os fortes vão entender. 


ELF (elfanzine) #5 A Tribo



A Tribo

Estória e desenhos de Rodrigo Nemo, que nos traz o conto de dois aventureiros do YouTube que estão explorando o Rio Amazonas e acabam caindo em um rio não mapeado. Na ocasião, a dupla acaba dando de cara com uma tribo nativa e antiga que não curte qualquer contato com um mundo exterior. Mas ali existe um antropólogo que intercede por eles. Logo, a vida deles se torna um paraíso… Ou seria um inferno? 

Com uma arte de se encher os olhos e uma estória que começa leve (porém, logo se torna tensa rapidamente), esta estória nos faz querer ler mais desta aventura repleta de ação e suspense. Os detalhes são muito bem desenvolvidos e, para mim, acaba sendo a melhor do mix.

ELF (elfanzine) #5 Inloco

O Mendigo

Estória e desenhos do convidado especial deste mix Clayton Inloco. Este nome (descrito acima) foi o que inventei, pois este pequeno conto não possui um nome. Nele, somos introduzidos, nestas últimas páginas, na aventura de um mendigo que inventa diversas estórias para as pessoas na rua, a fim de conseguir uns trocados. Porém, quando ele topa com uma certa estória, a sorte dele muda.

A arte está sensacional… Bem Limpa, sem poluição visual. E, apesar de ser curta e leve, a estória te prende de uma maneira especial. Clayton Inloco também é autor do sucesso Hurulla, que foi indicado ao Prêmio HQMix. A estória que ele produziu foi exclusiva e com certeza vale a leitura e releitura. Assim como todo o mix. 

ELF (elfanzine) #5 ABC

Este mix, anteriormente chamado de Elfanzine, agora se chama ELF, mas com o selo Elfanzine nos traz uma leitura que, além de bela, também é rápida, fácil e tranquila. Eu aposto que você vai querer ler as outras edições, onde a evolução mostrada nesta edição deve continuar crescentemente nos próximos volumes.

Só uma dica: depois de ler as estórias do mix, preste bastante atenção na capa, pois nela é possível perceber vários easter eggs dos contos desta edição. Fora as tirinhas ótimas de ABC e Pato Vargas dentro do próprio mix.

Nota 8,5/10